Microsoft se pronuncia sobre Xbox Mil Grau; Youtube e Twitch suspendem o canal permanentemente

O canal se defendeu em sua conta no twitter dizendo que não cometeu racismo.



A Microsoft se pronunciou oficialmente essa semana sobre o uso da marca Xbox pelo canal Xbox Mil Grau após diversas denuncias de racismo.


O canal ficou conhecido por fazer piadas e brincadeiras envolvendo questões raciais. A últimas delas (e que acarretou em diversas denúncias) trata-se de um comentário feito por um dos membros do canal, Henrique Martins, que twittou no sábado uma imagem comparando os negros que se manifestaram contra o abuso policial nos Estados Unidos que acabou na morte de George Floyd, com homens brancos. Na imagem, os dizeres em inglês "o que os negros estão fazendo hoje", acompanhada de uma cena com um homem negro diante de um carro em chamas e, ao lado dessa imagem, temos outra com homens brancos no espaço e a descrição "o que os brancos estão fazendo hoje".

Em resposta, a conta oficial do Xbox no Brasil (ver abaixo) informou que "o conteúdo da conta não reflete nossos valores fundamentais de respeito, diversidade e inclusão" e acrescente que já foi solicitada a "remoção imediata da nossa marca dos seus canais".


Além disso, o canal, que havia trocado de nome (XMG passou a ser o novo nome), foi removido da Twitch e suspenso permanentemente do Youtube. Sobre este último, a conta oficial do Youtube no Twitter se pronunciou oficialmente sobre o assunto. Segundo o comunicado, com as denúncias recentes de diversos usuários da comunidade, a companhia tomou conhecimento sobre a violação das políticas por parte do Xbox Mil Grau e, dessa forma, "os vídeos foram removidos e o canal está permanentemente suspenso do programa de parcerias do Youtube".


Em defesa, o perfil oficial do canal informou que um dos integrantes havia postado o meme com o intuito de polemizar e que os clipes foram editados e colocados fora de contexto unicamente para prejudicar o canal.

Fonte: @XBOXBR e @YouTubeBrasil

Escreve para o GameBlast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.


Disqus
Facebook
Google