Os cinco melhores jogos de cartas gratuitos para PC e Mobile

Mesmo focando em cartas, cada um dos jogos apresentam mecânicas únicas tanto para novatos quanto para veteranos.




Jogos de cartas são uma ótima opção para se divertir com os amigos.  A possibilidade de explorar diversas temáticas e mecânicas transformam esse tipo de jogo em um dos mais variados e que pode ser adaptado para outros formatos, inclusive dentro de outros gêneros. Porém, não é todo mundo que tem a disponibilidade de ir até as lojas ou investir de forma a obter um baralho competitivo.

Quando os jogos de cartas chegaram ao meio digital, eles se tornaram mais acessíveis e um público maior pode ser alcançado. Então que tal conferir algumas dicas de jogos digitais de cartas?

Magic The Gathering Arena

 Após muitas versões lançadas, um dos mais influentes jogos de cartas ganhou uma versão digital que faz jus a seu nome e atinge um grande público. Diferente das anteriores, Magic The Gathering Arena é acessível e pode ser uma ótima introdução para aqueles que gostariam de aprender as mecânicas do Magic de forma clara e objetiva. Apresentando microtransações para itens cosméticos e boosters de cartas, ele também permite que o jogador compre os mesmos pacotinhos com a moeda ganha em missões e construa cartas a partir das chamadas “cartas coringas”. 

Entre os formatos disponibilizados estão o Selado, Brawl e Histórico, sendo esse último exclusivo do Arena, além dos próprios Draft e Standard/T2. Além disso, o game tem eventos que se renovam constantemente e o lançamento de novas coleções ocorrem simultaneamente com o das cartas físicas. Vale ressaltar que a versão digital do Magic está inserida no cenário de eSports, sendo uma ótima opção para aqueles que gostariam de participar ativamente do cenário competitivo. 

Magic The Gathering Arena está disponível para PC.


Gwent: The Witcher Cardgame 

Ambientado no universo de The Witcher, o cardgame da CD Projekt Red traz mecânicas diferentes e uma estrutura atípica quando comparado aos mais tradicionais do gênero. Inicialmente, o game foi idealizado como um minigame dentro de The Witcher 3: Wild Hunt e posteriormente ganhou uma versão stand alone que se diferenciou bastante do minigame. A versão explora uma maior complexidade de habilidades, construção de baralhos e vem ganhando mais espaço no cenário competitivo. 

No jogo você escolhe um baralho baseado em uma das seis facções disponíveis (Reinos do Norte, Skellige, Scoia'tael, Monstros, Nilfgaard e Sindicato) e enfrenta o seu oponente em uma partida baseada em rounds, pontos e muita estratégia. Cada round vale meia coroa, assim, o primeiro jogador que ganhar duas rodadas é o vencedor. É interessante dizer que o jogo intuitivo e suas mecânicas são de fácil compreensão por serem bem explicadas, porém a experiência permite a elaboração de baralhos com estratégias bastante complexas. 

Gwent: The Witcher Cardgame está disponível para PC (via GOG) e plataformas mobile (IOS e Android).


Kards - The WWII Card Game 

Com temática da Segunda Guerra Mundial, Kards aposta em uma mescla de sistemas padrão para estruturar o baralho e conjurar as cartas. Porém, adiciona novas mecânicas em seu sistema de batalha que simula a dominação e avanço militar. Seguindo a temática, temos unidades militares características da época e também relacionada com seus respectivos países 

No game não basta gerenciar somente seus recursos, chamados créditos, para baixar a carta. Também devemos nos preocupar com qual unidade será usada no ataque, já que cada uma delas também consome créditos para realizar o movimento. Assim, o jogador deve estruturar suas jogadas entre colocar suas unidades em campo e calcular qual é o melhor momento para uma ofensiva. 

Kards- The WWII Card Game está disponível para PC (via Steam).


Legends of Runeterra 

Baseado no universo e personagens de League of Legends (LoL), Legends of Runeterra (LoR) chegou com tudo. Após um período em fase beta para PC, o game foi lançado no final de abril simultaneamente para as plataformas PC e mobile. O jogo pode não ser a melhor porta de entrada para quem nunca jogou cardgame, pois se desenvolve de maneira mais lenta e exige bastante do jogador. Suas microtransações são voltadas muito mais para itens cosméticos do que para cartas, assim, completar a coleção se torna literalmente uma questão de tempo. 

Além das referências ao universo de LoL, o cardgame também se diferencia por sua estrutura de turnos e mecânicas de cartas. Como no moba, LoR também exige construção de campo elaborada e promove interações entre os jogadores que possibilitam, em um mesmo turno, realizar ações de ataque e defesa de forma mais ativa. As cartas que representam os heróis mostrados no moba se diferenciam das demais, pois possuem condições especiais para mudar de forma e alterar suas habilidades, sendo que muitas vezes tais cartas são o coração das jogadas e a base para a escolha das demais cartas que irão compor o baralho.

 Legends of Runeterra está disponível para PC e plataformas mobile (Android e IOs). 


SpellWaver 

SpellWaver é um cardgame indie bastante inspirado em Magic The Gathering em relação a uma parte de seu sistema de mana. Ao mesmo, ele inova em alguns aspectos, pois além da mana básica que define a qual grupo a carta pertence, também existem cristais que servem como manas neutras. Ambos podem ser escolhidos a partir do mesmo gerador de mana e define qual sua estratégia de jogo. Além disso, também é possível anexar até três habilidades no comandante do nosso deck. 

O jogo possui microtransações para pacotes de cartas e itens cosméticos, como versos de cartas. Sua jogabilidade é bem fluida e sua complexidade é intermediária para novos jogadores. Outro aspecto que chama a atenção é a presença de um sistema de torneios já implementado no game. Assim, durante o dia ocorrem diversos torneios com decks montados e até mesmo drafts, que inclui etapas que só podem ser jogadas por quem já obteve vitórias em etapas anteriores do campeonato. 

SpellWeaver está disponível para as plataformas PC e mobile.

Revisão: Farley Santos

Escreve para o GameBlast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.


Disqus
Facebook
Google