Blast from the Past

Marvel Nemesis: Rise of the Imperfects (Multi): revisitando um sombrio lado da Marvel adaptado em um ótimo jogo de luta

Os maiores heróis da Terra enfrentam uma nova ameaça espacial em um estilo nunca antes visto nos jogos da marca.


Lançado para PlayStation 2, Xbox, Gamecube e Nintendo DS, com uma versão para PSP em 2007, Marvel Nemesis: Rise of the Imperfects, parceria da marca com a publicadora Eletronic Arts, trouxe um lado nunca antes visto dos heróis e vilões de Stan Lee no mundo dos vídeo games.



Apesar de não ter sido muito bem avaliado pela crítica, o jogo de luta, que adapta um pequeno arco das HQs, teve uma boa recepção dos fãs. Venha conhecer ou revisitar o game, que nos mostra versões um tanto quanto sombrias de clássicos personagens da Marvel.

O Nascimento dos Imperfeitos

Nesta história, que é adaptada do arco Os Imperfeitos nas HQs, a cidade de Nova Iorque sofre uma invasão alienígena (como em dezenas de outras vezes). Capitão América, Hulk e o Justiceiro são derrotados pela nova ameaça e estão desaparecidos. Resta aos heróis de vários grupos, como Vingadores, X-Men e Quarteto Fantástico, derrotar os novos inimigos do espaço e descobrir quem está por trás da invasão.

O ataque é comandado pelo antagonista extraterrestre Niles Van Roekel, que procura por pessoas que sofreram algum trauma para fazer parte de seu novo experimento: a criação de um grupo de super-humanos chamados de Imperfeitos. Se já não bastasse enfrentar os novos vilões, os heróis ainda precisam resgatar companheiros controlados por um dispositivo alienígena, passando a possuir uma “forma imperfeita”.


O enredo é dividido por capítulos, cada um com uma série de fases, focados em algum herói ou vilão do Universo Marvel, como Homem de Ferro, Wolverine, Elektra, Magneto, Homem-Aranha e Tempestade. Essas fases podem ser jogadas em variadas ordens. A história é confusa na maior parte do jogo, mas o final esclarece todas as dúvidas e traz uma motivação bem desenvolvida do antagonista.

O estilo de animação das cutscenes, assim como os diálogos e acontecimentos da campanha, proporcionam uma seriedade e sombriedade nunca antes vistos em algum jogo da Marvel, trazendo novos visuais e características para os personagens do universo. A qualidade das cenas é boa para a época e variam entre o motor gráfico do jogo e sequências gravadas com atores em estúdio.

Cena da história de origem da personagem The Wink

Uma nova luta em Nova Iorque

Marvel Nemesis consegue ser um jogo de luta e aventura ao mesmo tempo. Durante as fases, o herói protagonista enfrenta diversos inimigos alienígenas, como drones e humanoides armados com canhões de energia e lâminas em seus braços. Ao final de seu seu capítulo, o personagem enfrenta um dos Imperfeitos ou um herói sob o comando do dispositivo alienígena.


Cada personagem possui técnicas de luta próprias, idênticas ao arco nos quadrinhos, e pode utilizar uma barra de fúria que, ao ser carregada e ativada, aumenta seus ataques e libera uma técnica especial, além de um golpe finalizador. A barra de saúde dos lutadores conta com o mesmo sistema visto em todos os jogos de luta em equipe, como Marvel vs. Capcom e Injustice, em que ela é regenerada parcialmente com o tempo. Porém, em Marvel Nemesis, isso acontece enquanto o personagem está lutando, já que o sistema de combate é de 1x1.


Os cenários, ao todo sete, são completamente em 3D e quase totalmente interativos. É possível usar objetos da arena como armas, como barras e postes de luz, ou até arremessáveis, como latas de lixo e pedregulhos. Os personagens mais fortes conseguem arremessar carros e outros objetos mais pesados. Além de fazer com que a barra de vida do inimigo chegue a zero, em alguns cenários também é possível vencer a luta arremessando-o para fora da arena.

O jogo conta com uma jogabilidade fluida, simples e com uma ótima resposta de comandos. A única coisa que incomodava um pouco durante as lutas eram algumas questões de física, como golpes muito simples ou pequenas explosões arremessarem o adversário para o outro lado da arena. Além do modo história, também é possível jogar em modo versus contra a máquina ou outro jogador online ou local.


Uma segunda chance para Os Imperfeitos

Marvel Nemesis: Rise of the Imperfects é um ótimo jogo de luta da Marvel, com um ar mais “pesado” do que estamos acostumados, e foi subestimado em sua época. Originalmente, o jogo seria o primeiro de uma franquia, mas, por conta das avaliações de críticos, projetos futuros foram cancelados. O game, que contava com um bom enredo e elenco de personagens, foi bem recebido pelos fãs dos maiores heróis da Terra.

A Marvel pode estar perdendo uma boa oportunidade de remake do título ou continuação da franquia. Com os devidos retoques e adição de novos conteúdos, Rise of the Imperfects poderia ganhar seu lugar entre os jogos de luta nesta e na próxima geração.



Revisão: Davi Sousa

Escreve para o GameBlast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.


Disqus
Facebook
Google