Blast from the Past

Resident Evil 4 (Multi) é o ápice da famosa franquia de games de terror

Revolucionário, divertido e tecnicamente impecável, a aventura de Leon foi um marco na indústria dos jogos eletrônicos.

Quarto título principal da tradicional série de jogos de terror, Resident Evil 4 (Multi) foi lançado trazendo muitas mudanças em relação aos seus antecessores. Isso porque o foco na ação e mecânicas de tiro sobressaiu-se do estilo mais voltado para o terror e a sobrevivência. Entretanto, conforme vamos conferir neste Blast from the Past, as novas ideias foram um sucesso absoluto e proporcionaram uma memorável aventura. Prepare as suas ervas medicinais, as granadas incendiárias e o penteado estiloso, pois temos muito o que recordar.

Uma nova proposta

Mudar a estrutura básica de uma franquia consolidada é certamente um risco. Afinal, é complicado alterar conceitos bem conhecidos e adorados por fãs e pela crítica. Mas foi exatamente isso que Resident Evil 4 trouxe no seu lançamento em 2005. Comemorando 15 anos de aniversário, ele era originalmente um exclusivo do GameCube. Com o passar do tempo, o título recebeu versões para PS2, PS3, PS4, Xbox 360 e One, PC, Wii, Switch, Zeebo, iOS e Android.
Capa original para GameCube (repare a marca de exclusividade no canto superior esquerdo)
Como é possível notar pela sua vasta abrangência e popularidade, a mudança proposta pelo game foi realizada de forma brilhante. Apesar de desviar um pouco das mecânicas mais voltadas para a sobrevivência e terror, a jogabilidade excelente permitiu que toda a ação fosse realizada de forma intuitiva e divertida. A escolha da visão em terceira pessoa utilizada foi um ótimo acerto, graças a sua fluidez e imersividade, se tornando uma referência na indústria.
A visão sobre o ombro de Leon foi um dos destaques do game
Além de um grande jogo de tiro, Resident Evil 4 oferece uma atmosfera sombria, digna dos melhores jogos de terror. Junte isso com inimigos sorrateiros, a incapacidade de atirar e correr ao mesmo tempo, bem como cenários cheios de armadilhas e surpresas, e você terá um game cheio de adrenalina e desafios. Outras qualidades incluem a presença de quebra-cabeças, colecionáveis e reviravoltas interessantes no enredo, que é outro ponto forte do game.
O game conta com muita ação de alta qualidade
A história do jogo gira em torno de Leon S. Kennedy, um agente do governo encarregado de investigar o sequestro de Ashley, filha do presidente americano, em uma região remota da Europa. O sequestro, entretanto, é apenas uma parte do plano dos Los Illuminados, um culto misterioso e cheio de recursos, que busca dominar o mundo através do uso das Las Plagas. Este organismo parasita é responsável por produzir os zumbis (chamados Ganados) e os monstros presentes no game.

Muito conteúdo em uma grande aventura

Os inimigos contam com grande agilidade e inteligência, elevando o nível de dificuldade da franquia Resident Evil a novos patamares. Mas se por um lado o game tem vários desafios, o protagonista também tem muitos recursos à sua disposição. O arsenal que pode ser adquirido inclui escopetas, metralhadora e granadas. As famosas ervas medicinais também estão presentes, assim como melhorias para as armas e golpes especiais.
O game impressionou pela diversidade e quantidade de itens e customizações
Uma parte significativa do game envolve proteger Ashley, que é encontrada ao longo do jogo, e se junta na aventura de escapar das garras dos Los Illuminados. Ela, inclusive, recebe até um capítulo especial próprio. Outros personagens importantes incluem: Osmund Saddler, o líder do culto maligno; Ada Wong, uma espiã misteriosa que já se envolveu com Leon em títulos passados; o mercenário Jack Krauser; e Albert Wesker, um dos vilões mais famosos da saga.
As lutas de Leon contra Krauser são emocionantes e desafiadoras
Estes três últimos personagens podem, inclusive, ser selecionados no modo The Mercenaries, que consiste em um combate interminável contra hordas de zumbis na busca do maior número de pontos. Esse modo foi lançado juntamente com a história principal na maioria das edições lançadas de Resident Evil 4. Separated Ways, por outro lado, é uma interessante campanha secundária exclusiva de Ada Wong, que mostra uma história que ocorre em paralelo com a de Leon.
A campanha de Ada Wong (chamada The another order no Japão) é uma ótima aventura por si só
A campanha principal, entretanto, é o maior destaque do game. A aventura acontece em capítulos, que ocorrem em vários cenários diferentes. Eles incluem vilarejos, castelos e refinarias de petróleo, passando por cavernas, esgotos e igrejas, todos são muito bem planejados e trabalhados. Os inimigos também são atualizados conforme o game avança, tornando-se cada vez mais perigosos e cheios de recursos, como sofrer mutações em meio aos combates para ganharem novas habilidades.

Sucesso graças a um pacote completo

Resident Evil 4 também merece destaque pela sua excelente produção técnica. Se até hoje os designs e visuais impressionam, na época o game era tido como impecável. A abordagem mais sombria não prejudicou em nada a presença dos detalhes, que estão presentes em todos os muitos inimigos e cenários distintos vistos ao longo do jogo. As sequências pré-renderizadas de vídeo são ainda mais incríveis, quase transformando o jogo em um filme da mais alta qualidade.
Leon no melhor estilo missão impossível
O trabalho de som do título merece ser devidamente reconhecido. As canções e efeitos sonoros são incríveis, aumentando ainda mais a imersão no universo do jogo. Sejam explosões, gritos, músicas de suspense ou ação, o game consegue manter um ótimo nível. A dublagem também tem um papel primordial em um jogo com tantos personagens com personalidades distintas. Todos eles parecem ganhar vida de forma única, tal como a misteriosa e encantadora Ada Wong ou o perigoso e inflexível Jack Krauser.
O game trouxe ambientações incríveis
A abordagem de sucesso utilizada no game acabou levando suas duas continuações a seguirem o mesmo caminho. Mas embora Resident Evil 5 (Multi) tenha tido um significativo êxito, Resident Evil 6 (Multi) acabou amargando um destino pior. O sexto título acabou exagerando demais na ação, relegando os gêneros de sobrevivência e terror ao mínimo. Tal foi o insucesso que, anos depois, Resident Evil 7: Biohazard (Multi) retornou, ainda que de forma mais original, às raízes da franquia.
O equilíbrio entre vários elementos transformou o game em uma referência
Mas isso só realça o triunfo de RE4: mudanças podem ser bem-vindas, desde que feitas da maneira certa. A jogabilidade é divertida e competente; os gráficos e cenários foram muito bem trabalhados; a trilha sonora e a dublagem são de alta qualidade; a história é digna de cinema; os combates, sejam contra intermináveis hordas de zumbis ou monstros, são emocionantes e desafiadores na medida certa. Ou seja, todos os elementos se encaixam perfeitamente, resultando em uma experiência única.

Um clássico do terror e da ação

Embora tenha divergido um pouco da ideia original da franquia, focando nos gêneros de ação e tiro, é inegável que Resident Evil 4 (Multi) revolucionou a indústria dos games. São muitas as qualidades que tornam este título, que ainda tem muito terror e tensão a oferecer, uma presença certa nas listas dos melhores dos melhores. Realmente um aniversário marcante da indústria dos jogos.

Mais que um shooter revolucionário, o game possui um roteiro imersivo, excelente jogabilidade, ótima produção e várias horas de diversão. Tudo isso misturando ação e terror de forma única. Um título obrigatório para ter na sua biblioteca, seja ela da Microsoft, Nintendo, Sony, computador, smartphone... o importante é poder curtir esse verdadeiro clássico moderno.
Uma aventura épica da série Resident Evil
E você, leitor? Também acha que Resident Evil 4 é o melhor da franquia? Deixe a sua opinião.

é redator de matérias sobre games desde julho de 2016 e um grande fã da décima arte, embora não tenha muito tempo disponível para ela. Seus games favoritos (que formam uma longa lista) incluem: Kingdom Hearts, Guitar Hero, Zelda, Crash, FIFA, COD, Pokémon, MvC, Yu-Gi-Oh, Resident Evil, Bayonetta, Persona, Burnout e Ratchet & Clank.


Disqus
Facebook
Google