Jogamos

Análise: Ciel Fledge: A Daughter Raising Simulator (PC/Switch): montando uma rotina em um mundo futurista

Com uma história que se passa em um mundo futurista, Ciel Fledge é um viciante jogo de simulação.


Desenvolvido pelo Studio Namaapa (Nusakana), Ciel Fledge é um jogo de simulação em um mundo sci-fi. Ao invés de gerenciar uma base espacial ou algum outro elemento de grande escala, o jogador deve cuidar de Ciel. Enquanto ela está sob sua responsabilidade, você deve organizar a rotina da garota dos 10 aos 20 anos de idade.

A rotina do futuro


No futuro, a superfície da Terra foi dominada por uma raça alienígena chamada Gigant. Fugindo dessa ameaça, boa parte dos sobreviventes se mudou para cidades no céu chamadas Arks. No entanto, os ataques continuam e a sociedade humana vive em constante pressão.

Com a queda de Ark-5, a população de Ark-3 enviou uma equipe de busca à Terra e encontrou uma garota de 10 anos (chamada por padrão de Ciel, mas o jogador pode alterar o seu nome). Como ela não tinha parentes, foi escolhido para ela um pai (ou mãe): você. Cabe ao jogador agora garantir que ela tenha uma educação de qualidade para que possa encontrar algo que gosta de fazer e de alguma forma contribuir para o futuro da humanidade.


Ciel pode, por exemplo, se tornar uma exímia lutadora para acabar com os alienígenas, trabalhar de forma mais intelectual como cientista ou seguir uma carreira de entretenimento. São várias as possibilidades de carreira, e é muito provável que o jogador explore um pouco de tudo enquanto treina as habilidades da personagem.

Você escolhe inicialmente uma origem (Terra, Ark ou in-vitro) e uma carreira pessoal que está associada a um dos cinco atributos centrais do jogo: força, inteligência, charme, imaginação e espiritualidade. Com isso, Ciel terá vantagens em algumas áreas e desvantagens em outras, mas isso não impede o jogador de explorar as possibilidades.

O jogo é dividido em semanas e é necessário escolher as atividades de Ciel. No início, as opções se resumem a aulas básicas. Conforme Ciel participa delas, aumenta o seu nível de habilidades como “lógica”, “sensibilidade” e “atletismo”, e desbloqueia atividades mais avançadas como trabalhar como atriz, ser uma mangaká ou uma professora.

Vale destacar que a energia (stamina) dela é limitada, sendo necessário descansar com frequência para que ela não desmaie, algo que precisa ser levado em consideração todas as semanas. Ela também tem disciplina, humor e estresse como atributos secundários. Em geral é fácil coordená-los, mas deixá-los desgovernados traz consequências negativas, como a garota faltar à aula ou sofrer penalidades nos seus atributos.

Esse gerenciamento da rotina é bem divertido, cheio de possíveis caminhos para explorar e organizado de uma forma que estimula jogadas bem planejadas. Não adianta apenas investir totalmente em um atributo, já que muitas vezes os pré-requisitos de novas atividades pressupõem habilidades de várias áreas.


Outro recurso importante é o dinheiro. As aulas precisam ser pagas e o orçamento precisa ser cuidadosamente gerenciado. Para lidar com a renda, é importante escolher como o personagem do jogador gasta a semana. O pai/mãe de Ciel pode trabalhar mais para obter renda ao custo do afeto da filha (opção bastante útil no início), apenas trabalhar normalmente, tentar vigiar a menina de perto (aumentando sua disciplina) ou mimá-la (o que dá vigor extra para ela, mas custa bastante dinheiro e reduz sua disciplina).

Ao mexer mais a fundo nos menus também é possível modular outras questões, como a forma que o jogador orienta sua filha (parenting policy). Tirar a mesada da menina e tomar outras medidas mais rigorosas torna as penalidades diárias da garota mais duras, mas ajuda ela a se tornar mais forte e aprender mais rapidamente ao longo do tempo, enquanto ser mais generoso tem bom efeito no curto prazo, mas pode estragar a menina.

Metáforas em jogo


Após selecionar o que Ciel irá fazer, o jogador vê o desenrolar da semana, que envolve tanto o aprendizado da garota quanto eventos em que ela interage com outras pessoas.

Em alguns momentos, encontramos desafios para poder ganhar mais pontos do que o normal. Curiosamente, eles funcionam como "combates de match-3", e trazem uma boa quebra na jogabilidade mais parada da estratégia, oferecendo momentos de interação.

Nesses desafios, o jogador tem um losango com nove peças coloridas e precisa pegar três deles de qualquer posição. Caso sejam da mesma cor, o jogador faz um match, e do contrário Ciel fica paralisada. A personagem também pode equipar técnicas que alteram a gameplay de várias formas (por exemplo, causar dano em um inimigo ou aumentar a pontuação de cada match). As peças formam uma espécie de baralho, e fazer matches ou descartar as peças reduz os recursos do jogador até que ele restaure o baralho (o que tem um cooldown).


Apesar da base igual, existem objetivos diferentes dependendo da atividade do dia. Isso faz com que haja uma boa diversidade entre as missões, e elas são representadas de forma bem interessante. Por exemplo, se Ciel está fazendo faxina, ela tem que matar uma barata (fazer um match rápido antes que ela fuja). Já atividades artísticas que demandam inspiração podem pedir por combinações de cores específicas, exigindo uma busca do jogador por elas.

Um detalhe muito interessante do design desse sistema é que a quantidade de peças (nove) implica em ter necessariamente pelo menos uma combinação possível. Como são quatro cores (azul, vermelho, verde e amarelo) e só é preciso três de uma cor, você pode no máximo ter duas de cada cor e uma última que faz match enquanto há nove peças na mesa.

Os atributos também fazem diferença aqui. Quanto mais força, melhor a pontuação de cada combinação em atividades físicas ou combates. Charme tem a mesma finalidade nos desafios intelectuais, enquanto imaginação aumenta os multiplicadores associados a combos e inteligência reduz o cooldown do baralho. Alta espiritualidade tem como maior vantagem ampliar a duração do Burst, uma habilidade que pode ser usada uma vez por desafio para congelar o tempo.


Esses atributos e as habilidades aprendidas nas atividades também se tornam atributos adicionais de Ciel, fazendo com que o jogador tenha condições melhores de enfrentá-los. Um bom exemplo disso é treinar charme e ganhar a habilidade Cute Pose, extremamente útil em desafios que requerem chamar a atenção de um adversário para pontuar. No entanto, o uso dessas técnicas demanda ter feito matches de cores específicas que variam por habilidade, ou seja, são oportunidades baseadas em combinações já feitas.

Outro elemento importantíssimo é o encontro com outros personagens durante a semana. Isso pode ocorrer de forma aleatória nas atividades ou se o jogador optar por sair com eles no fim de semana. No primeiro caso, o ganho para a barra de amizade é menor, mas é possível que eles ajudem nos desafios com técnicas próprias. Já no segundo, há um ganho bem maior de amizade.

Quando Ciel chega a certas marcas em sua amizade com os personagens, ela também ganha novos atributos, técnicas e habilidades que podem ser bem úteis. Por exemplo, uma personagem focada em artes pode ser uma boa fonte de uma habilidade relacionada a essa área.


Por fim, dentre várias outras mecânicas, é importante destacar que em determinados pontos do jogo, é esperado que Ciel seja enviada para a superfície em missões de reconhecimento. Em geral, há uma boa liberdade para o jogador não ir à Terra com frequência, mas é importante preparar a garota para essas expedições.

Elas consomem uma semana inteira e funcionam como uma caminhada automática pela Terra, com paradas para alguns eventos (usualmente batalhas contra monstros ou vendedores de itens). Conforme anda, a personagem gasta sua stamina. É importante ter em mãos itens para restaurá-la, já que, caso contrário, o normal é não explorar muito devido à falta de energia. Obviamente, são situações penosas para quem está focando menos em aspectos físicos.

Um jogo de simulação exemplar


Apesar de extremamente divertido, o jogo apresenta em particular dois defeitos que poderiam ser corrigidos. Um deles é o fato de que o jogador pode escolher atividades para os feriados e elas só serão ignoradas. Essas datas servem apenas para dormir, assim como encontros sociais só podem ser feitos no fim de semana, então não faz sentido deixar as outras opções disponíveis.

O outro, que é parcialmente decorrente do anterior, é a discrepância entre os ganhos e gastos reais e as estatísticas de resultado no menu de agendar as atividades da semana. Em casos como os dos feriados, ele considera a atividade selecionada, mas o efeito de dormir é completamente diferente. Há outros momentos em que isso falha, mas esse é o ponto mais claro.

Quanto à história de modo geral, confesso que temia inicialmente, pela temática de criar uma filha, que o jogo pudesse se desvirtuar em algo bizarro como algumas obras japonesas semelhantes. Felizmente vi apenas um momento questionável envolvendo a discussão do peso de Ciel, mas fora isso, a obra se mantém íntegra.


Também vale ressaltar que todos os personagens têm histórias interessantes, explorando o estado em que esse mundo futurista se encontra. A obra trabalha com um equilíbrio bem complicado entre o tom cotidiano e um mundo futurista com uma ameaça incessante. De forma geral, ela consegue lidar com isso muito bem.

Ciel Fledge é um exemplar muito bom do que o gênero de simuladores é capaz de fazer. É viciante trabalhar com as várias atividades e tentar obter bons resultados. É aquele tipo de jogo que te prende por horas e horas e simplesmente não dá vontade de largar.

Prós

  • Gerenciamento de atividades/recursos/stats viciante, com várias possibilidades;
  • Desafios de match-3 com metáforas bem elaboradas das atividades e que trazem diversidade ao gameplay;
  • O design do losango do match-3 garante que haja pelo menos uma combinação possível quando há nove peças na mesa;
  • História com personagens e situações que exploram a riqueza do contexto futurístico.

Contras

  • Não bloqueia as atividades impossíveis dos feriados;
  • Discrepância entre informações do menu de planejamento da semana e resultados reais.
Ciel Fledge — PC/Switch — Nota: 9.0
Versão utilizada para análise: PC
Revisão: Davi Sousa
Análise produzida com cópia digital cedida pela PQube Games

é formado em Comunicação Social pela UFMG e costumava trabalhar numa equipe de desenvolvimento de jogos. Obcecado por jogos japoneses, é raro que ele não tenha em mãos um videogame portátil, sua principal paixão desde a infância.


Disqus
Facebook
Google