Jogamos

Análise: Street Fighter V Champion Edition (PS4/PC) é a edição definitiva do jogo de luta da Capcom

Originalmente lançado em 2016, a nova edição traz todo o conteúdo lançado previamente ao mesmo tempo que introduz novos lutadores e habilidades para cada um dos 40 personagens.


Street Fighter V: Champion Edition (PS4/PC) é a versão definitiva do jogo de luta lançado originalmente em 2016. O pacote conta com 40 lutadores, mais de 20 estágios e uma quantia absurda de roupas, cores e itens de personalização do perfil do jogador.

A jornada contra a Shadaloo e as Black Moons

O modo História Geral foca principalmente em Charlie Nash e sua busca por vingança contra Bison, líder da organização maléfica Shadaloo. Coincidentemente, o poder de Bison aumenta graças às Black Moons, esferas negras orbitantes capazes de causar pulsos eletromagnéticos e espalhar caos e medo pelo mundo, e que foram colocadas em órbita pelo grupo.

A jornada pessoal de Nash o coloca ao lado dos lutadores mais fortes do mundo, liderados por Karin Kanzuki em um grupo composto por nomes como Guile, Ken, Chun-Li, R.Mika, Zangief e Ibuki, cuja missão é impedir a Shadaloo e suas Black Moons. Ver a interação desses personagens é bem divertido, especialmente pelo estilo cartunesco e exagerado dos visuais e pela extravagância da personalidade de cada um deles..



É preciso notar, no entanto, que alguns pontos da história parecem não fazer muito sentido. O destaque negativo aqui fica por conta dos “vilões” Necali e Urien. Ambos são apresentados de forma imponente e a narrativa dá a entender que serão os verdadeiros vilões da história. Mas conforme o jogador progride, pode perceber que a presença desses personagens pouco soma à trama de Street Fighter V no geral, principalmente Necali.

Para lobos solitários

SFV oferece uma grande variedade de modos para quem deseja uma experiência solo além do História Geral, com História Individual, Arcade e Sobrevivência como as principais opções.

As Histórias Individuais são únicas para cada lutador, e apresentam um mini-enredo para justificar as lutas. É tudo extremamente simples, inclusive as cutscenes, que utilizam quadros estáticos e conversas dubladas para contar a história proposta. Mas, apesar da simplicidade, os traços dos quadros são muito bonitos e fazem valer a pena o investimento de tempo do jogador.

O Arcade é uma modalidade mais tradicional. São seis opções que simulam jogos clássicos da série: Street Fighter, Street Fighter II, Street Fighter Alpha, Street Fighter III Third Strike, Street Fighter IV e Street Fighter V. Cada opção conta com caminhos e lutas dos seus respectivos jogos, limitando os lutadores disponíveis para seleção e o chefe final de acordo com o título representado. É um modo excelente para quem gosta de buscar sempre as pontuações mais altas.



Sobrevivência é, particularmente, o principal desafio para quem deseja jogar contra a máquina. São quatro níveis de dificuldade, com Fácil sendo o mais acessível e Inferno o mais desafiador. Neste modo, o jogador deve concluir uma série de batalhas de um round em sequência, mantendo seus medidores de habilidade V-Skill, Critical Art e barra de vida para a próxima luta. Após cada batalha, o jogador ganha pontos conforme o tempo gasto, a vida restante e o método de finalização do oponente. Estes pontos podem ser usados para comprar auxílios de efeito imediato, como restauração da barra de saúde.

Cada dificuldade em Sobrevivência oferece uma quantia específica de lutas. Inferno, por exemplo, tem uma sequência de 100 lutas para ser concluída. A dificuldade da inteligência artificial aumenta conforme o jogador avança, tornando a busca pelas pontuações mais altas em uma jornada divertida e desafiadora.

Here comes a mighty warrior!!!

A Champion Edition de Street Fighter V traz nada menos do que 40 personagens disponíveis. O jogo abarca todas as temporadas lançadas desde 2016 até hoje, e conta com uma vasta seleção de lutadores entre veteranos da franquia e rostos inéditos, como Falke, Menat, F.A.N.G., Laura e G.

A variedade de personagens é um dos pontos altos do título, e o que o torna extremamente acessível para jogadores iniciantes. Para quem está conhecendo o mundo dos jogos de luta, nomes como Ryu, Ken, Karin e Cammy são excelentes opções de escolha, visto que possuem golpes simples de serem executados e que, de certa forma, fazem combos com maior facilidade.



O principal aspecto de SFV para sedimentar sua acessibilidade é justamente suas mecânicas de luta. Os controles são bem simples. São três opções de soco e chute: fraco, médio e forte; defesa alta e baixa ao segurar para trás quando o personagem é atacado. E é isso. Estes são os comandos mais básicos do título. Para novatos, essa simplicidade é convidativa e incentiva a busca por aprender como realizar golpes especiais, como os famosos Hadouken e Shoryuken de Ryu ou o Sonic Boom de Guile.

Para complementar as batalhas, cada lutador tem à disposição duas V-Skills e dois V-Triggers. As V-Skills são habilidades de uso normal e sem custo ativadas ao pressionar soco e chute médios juntos. Os V-Triggers podem ser ativados ao pressionar soco e chute fortes ao mesmo tempo quando as barras vermelhas correspondentes estão completas. Essas barras preenchem conforme o jogador sofre dano. Dessa forma, o V-Trigger é tratado como uma mecânica de recuperação durante as batalhas. Sua ativação, inclusive, pode modificar alguns golpes especiais.

A barra de Critical Art, no entanto, é preenchida principalmente quando o jogador causa dano no oponente. São três blocos de CA. Cada um deles pode ser gasto para realizar um golpe EX, que adiciona mais dano a movimentos especiais. Também é possível utilizar as três barras ao mesmo tempo e desferir a Critical Art, a habilidade suprema dos lutadores.

Todas essas opções, aliadas aos comandos básicos de luta, tornam Street Fighter V um jogo bastante profundo. É um jogo que instiga o jogador novato a experimentar e aprender, e o veterano a aprimorar e aperfeiçoar suas técnicas de batalha. E para quem deseja esse aperfeiçoamento, pode utilizar os modos de Treinamento e Provas, excelentes para aprender como conectar golpes e movimentos especiais.

Dinheiro que não vale nada

SFV conta com o Fight Money como sua moeda principal. Tudo no jogo pode ser adquirido com FM, desde lutadores até estágios, cores e títulos para exibição no perfil online. O FM é obtido ao concluir os modos História Individual e Sobrevivência pela primeira vez, e ao cumprir missões diárias e semanais. Entretanto, como esta é a versão Champion Edition, todos os 40 personagens, 26 estágios, inúmeras cores e roupas de personagens e títulos vêm desbloqueados de forma direta. Desta forma, ao menos neste momento, o FM não tem praticamente nenhum uso proveitoso. Caso uma nova leva de personagens, estágios e opções cosméticas seja lançada, então a moeda do jogo terá valor. Do contrário, é apenas um número sem muito propósito.

Gill e Seth chegaram junto com a Champion Edition, assim como um segundo V-Skill adicional para todos os lutadores


Um desafio pelo mundo

Como opção de multiplayer, além das tradicionais disputas locais, SFV traz partidas por ranqueadas e casuais. Derrotar oponentes nas ranqueadas concede League Points (LP). Acumular LP permite que o jogador suba de ranques e ascenda a ligas mais disputadas. São 20 categorias totais, sendo Rookie (0 a 499 LPs) a inicial e Warlord (300.000+ LPs) a final.

Encontrar partidas online através do matchmaking não é um problema. Entretanto, ao menos três partidas durante os testes demonstraram conter algum tipo de problemas com lag. Além disso, uma das lutas foi tão problemática que os movimentos dos personagens pareciam simplesmente cortar os frames das animações, com golpes e movimentos sendo executados em um piscar de olhos e sem qualquer fluidez. Como tais problemas foram mais uma raridade do que algo recorrente, é possível dizer que a experiência online geral de Street Fighter V é, no geral, bem satisfatória.

Quem não quiser buscar partidas através do matchmaking pode utilizar os Saguões de Batalha, que são salas criadas por jogadores de todo o mundo e estão sempre à espera de novos rivais. É válido notar, porém, que muitas das salas criadas exigem configurações de 3 ou mais barras de qualidade de conexão. Embora eu tenha conseguido jogar boas partidas em meus testes, quase nenhuma sala estava disponível por acusar que eu não tinha conexão estável e/ou satisfatória.

Visualmente belo e desproporcional

Street Fighter V adota um estilo artístico cartunesco e bastante colorido. Os cenários são especialmente lindos, repletos de detalhes em seus backgrounds, trazendo vida para cada ambiente através de platéias para as lutas e elementos naturais. Já os personagens, embora muito bem detalhados, expressivos e variados, contam com designs no mínimo curiosos. Expressões faciais exageradas e braços e pernas absurdamente grandes e musculosos trazem um tom esquisito para alguns lutadores. Talvez seja apenas estranhamento visual da minha parte, mas não deixa de ser exagerado e fora da realidade, mesmo para seu visual cartunesco.

Get ready to battle!!!

Street Fighter V Champion Edition (PS4/PC) é um jogo bastante acessível para novatos e incrivelmente profundo para veteranos do gênero. A mistura de simplicidade dos combates e profundidade das mecânicas é convidativa e transforma o título em uma diversão instantânea para todos os públicos. A vasta seleção de personagens, estágios e opções cosméticas desbloqueadas desde o início tornam esta edição ainda mais atraente. A Capcom é imprevisível e é difícil cravar que esta será a última versão de Street Fighter V. No entanto, neste momento a Champion Edition é a edição definitiva de um dos melhores jogos de luta disponíveis para PS4 e PC.

Prós

  • 40 personagens e 26 estágios já disponíveis;
  • Interações entre personagens no modo História Geral;
  • Sistema de batalha convidativo, simples e profundo ao mesmo tempo;
  • Variedade de modos solo;
  • Visual cartunesco e colorido, embora às vezes excessivamente desproporcional.

Contras

  • O Fight Money perde utilidade nesta edição.
Street Fighter V Champion Edition — PS4/PC — Nota: 9.0
Versão utilizada para análise: PS4
Revisão: Davi Sousa
Análise produzida com cópia digital gentilmente cedida pela Capcom 


Escreve para o GameBlast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google
Disqus
Facebook