Blast from Japan

Inazuma Eleven SD: o futebol de outro mundo se encontra com os tabuleiros

As empolgantes partidas de futebol com super-poderes chegam à palma da sua mão.


Inazuma Eleven, ou Super Onze, como foi chamado durante a transmissão do anime no Brasil, é uma série multimídia da desenvolvedora japonesa Level-5. Entre jogos e animações, a franquia obteve muito sucesso dentro e fora de sua terra natal, e hoje já se aproxima de seu décimo segundo aniversário.

Inazuma Eleven SD (iOS/Android) é o mais novo spin-off da série de “Soccer RPG” que mistura de forma única ambos gêneros, tornando-se uma combinação viciante. Sim, é um jogo de celular tradicional, ou seja, os famosos “gachas”, ou lootboxes estão presentes, mas, felizmente, eles não são implementados de uma forma que prejudica a experiência dos jogadores que não podem gastar dinheiro com o jogo.


Um futebol de botão alternativo


A premissa da jogabilidade de Inazuma Eleven SD se apresenta como uma mistura das características da franquia, como as famosas “hissatsus,” as técnicas especiais e mirabolantes desferidas pelos jogadores, com um jogo de tabuleiro similar ao nosso futebol de botão. A movimentação leva em conta a estratégia do jogo de tabuleiro, fazendo com que a distância, força e ricochete de seu jogador interfira no posicionamento de outros jogadores em campo (tanto aliados como adversários), gerando a possibilidade de jogadas e resultados imprevisíveis, dependendo da configuração dos personagens em campo.

















A parte "RPG" de Soccer RPG


O “combate” aqui se dá com o poder de cada hissatsu, como o chute flamejante de um atacante versus uma mão aquática do goleiro, ou o drible-furacão de um meio-campista contra a barreira de pedra de um zagueiro. O vencedor se dá com a quantificação dos status correspondentes, que são “Kick”, “Dribble”, “Block” e “Catch.” E é aí que os gachas entram em cena: cada jogador tem uma posição pré-definida, e seu rank vai em ordem crescente de “E” até “S,” e, quanto maior o rank, maior serão os parâmetros do jogador. O jogo é bem gentil com aqueles que o jogam sem investir dinheiro, fornecendo tíquetes e dinheiro para que a sorte seja testada nos gachas com uma boa frequência, o que dá a sensação de “progressão justa” para o usuário.

O jogo possui três modos principais, e, para jogar uma partida em cada um deles, é necessário gastar uma “Ball,” que recarregam automaticamente com o passar do tempo, até atingir o número máximo de cinco. No entanto, é possível ultrapassar este limite gratuito com as “Ball” obtidas como prêmio de vitórias nos mais diversos modos. O primeiro modo é o “Story Map,” em que os eventos da temporada “Inazuma Eleven: Ares no Tenbin” são contados com os sprites do jogo. Cada capítulo da história recebe um mapa distinto, que conta com aproximadamente dez confrontos com objetivos diferenciados a serem cumpridos (as famosas “três estrelas” dos jogos mobile, que aqui são representadas como relâmpagos, por causa do contexto com a franquia). É um modo bem simples, com batalhas mais fáceis e de curta duração, com exceção da última, que serviria como uma “batalha contra chefe” de Inazuma Eleven SD.


















Almejando o topo do mundo


O segundo modo é o “Stadium,” onde as batalhas online ranqueadas acontecem. O bacana aqui é que o jogador é sempre colocado para enfrentar um oponente que tem um nível de poder próximo ao seu, o que deixa a maioria das partidas justa. E, mesmo nas mais díspares, o elemento sorte também é parte fundamental das partidas: a cada chute a gol, uma roleta gira, e a bola entra dependendo de onde a seta cair. Obviamente, um goleiro mais forte que um atacante terá mais chances de vencer nesta roleta, mas as chances da menor probabilidade acontecer também são bastante significativas, o que adiciona ao nível de imprevisibilidade (e frustração) do jogo.

Por fim, é também possível adicionar amigos e fazer partidas casuais contra eles (nenhum ponto de rank é ganhado ou perdido nessas batalhas). O mais legal é que é possível colocar todo o seu time em força total para esses confrontos em específico: todos os jogadores vão para o rank S e parâmetros máximos, se assim os jogadores desejarem.

Apesar de, por enquanto, o jogo só conter o modo história que cobre uma das temporadas da série, existem jogadores de todas as temporadas a serem obtidos nos diversos modos de Inazuma Eleven SD, contando com uma quantia satisfatória de personagens e combinações de times.

Vamos jogar futebol!


Com uma gameplay viciante, muito devido à diversidade na composição dos times (com variáveis como jogadores, formação, técnico, tática), as batalhas imprevisíveis, Inazuma Eleven SD me fez constantemente voltar para mais uma partida, em busca de dinheiro ou itens para fortalecer minha equipe e subir nos rankings. 

O maior problema a ser enfrentado por novatos é a barreira do idioma, pois o jogo só está disponível em japonês. Entretanto, os menus são bastante intuitivos, pois possuem ilustrações, símbolos e cores que permitem a dedução de suas funcionalidades, o que torna a experiência mais acessível. Mesmo com este lado, o jogo é algo totalmente diferente do que existe no mercado de jogos japoneses de celular, o que foram ótimas boas-vindas para mim, que nunca fui muito fã da plataforma. Por isso, não pretendo parar de ter esses confrontos futebolísticos no meu celular tão cedo.



Revisão: Farley Santos

Escreve para o GameBlast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.


Disqus
Facebook
Google