Jogamos

Análise: Automachef (PC) é um apetitoso e divertido jogo de quebra-cabeça

Prepare-se para preparar pratos deliciosos nesse game que exige raciocínio e estratégia.


Quem não gosta de uma porção de batatas fritas ou um cachorro-quente? Afinal, nada como saciar a fome com um gostoso lanche. E de games de quebra-cabeça? Aproveitar o tempo encarando um desafio interessante pode ser uma ótima experiência. Caso a sua resposta tenha sido positiva para ambas as perguntas, então o game Automachef (PC) certamente é uma ótima pedida, conforme vamos conferir nesta Análise do competente quebra-cabeça..

Posso anotar o seu pedido?

Lançado em julho de 2019 pela Team17 Digital Ltd e produzido pelas Hermes Interactive, Automachef (PC) é um jogo indie que tem a seguinte proposta: contratado pelo simpático robô (que pensa ser um humano) Robert, sua tarefa é montar uma cozinha automatizada de acordo com uma lista de requisitos, incluindo os tipos de pedidos que devem ser entregues.
Monte a sua própria cozinha automatizada
Para entregar um conjunto de pratos diferentes em cada nível, o jogador precisa utilizar equipamentos e configurações distintas. Para entregar um pacote de batatas fritas, por exemplo, é preciso realizar os seguintes passos: uma máquina que fornece batatas deve ser conectada a uma processadora, que corta o alimento em palitos.

Na sequência, eles devem ser fritos e, finalmente, colocados em pacotes para serem entregues. O transporte dos ingredientes deve ser feito através de esteiras e manipuladores robóticos, que devem ser configurados adequadamente. Um braço robô, por exemplo, não pode retirar as batatas da fritadeira antes de elas estarem completamente fritas.
Lembre-se de seguir as receitas corretamente
Todos os equipamentos precisam ser colocados de forma organizada e eficiente. Isso porque, além dos pedidos, o jogador deve considerar um orçamento máximo e gastos com energia elétrica e ingredientes. Afinal, de nada adianta entregar os pedidos rapidamente desperdiçando recursos preciosos. A eficiência no processo, que é detalhada ao final de cada partida, está diretamente ligada, entre vários fatores, a configuração dos aparelhos como grelhas, fritadeiras e montadoras de pedidos.
Uma verdadeira linha de montagem de lanches
Por isso é essencial configurar bem a velocidade de trabalho e utilizar os leitores de pedidos, aparelhos que controlam as demais máquinas para funcionarem somente quando desejado. Alguns níveis de Automachef, inclusive, exigem uma boa administração dos recursos nos requisitos de vitória, o que é um incentivo para o jogador sempre praticar boas práticas nas suas partidas.

Cumprimentos ao chefe

Devo confessar que enquanto em algumas fases eu consegui pensar em uma logística adequada em poucos minutos, outras exigiram quase uma hora de planejamento. Como não há pressa na montagem ou prejuízos em colocar fogo em alguma coisa, a boa e velha tática da “tentativa e erro” pode ser usada facilmente. Como dito anteriormente, no entanto, pensar um pouco antes de sair montando máquinas é essencial.
Quem aí pediu um bem passado?
A dificuldade das fases eventualmente foge da evolução normal, como veremos mais adiante, mas não chega a ser nada que quebre completamente o jogo. Ele progride adicionando novos tipos de pratos e receitas, que por sua vez exigem o uso de novos equipamentos e processos. Prepare-se para criar estruturas cada vez maiores e mais complexas conforme o game avança.
Organização é a chave para construir uma estrutura desse tamanho
Não é preciso ser um engenheiro de produção para entender as mecânicas e se divertir. Elas são intuitivas e oferecem um número sem fim de possibilidades para novos desafios. Automachef proporciona vários modos de jogo, incluindo um em que novos níveis podem ser compartilhados entre jogadores. Outra opção interessante é o modo de contratos, onde o jogador deve gerenciar uma companhia e expandir seus negócios no ramo.

O game também faz bonito na parte técnica. Os gráficos são estilosos e possuem uma paleta de cores agradável que, confesso, despertam o apetite. As máquinas parecem quase vivas, o que é reforçado pelos bons efeitos sonoros utilizados, incluindo no preparo dos alimentos. A trilha sonora também é de qualidade, embora eu particularmente tenha optado por ouvir músicas reais em partidas mais longas e exigentes.

Um cardápio quase perfeito

Automachef é um jogo surpreendentemente divertido. Organizar uma “linha de montagem” de pratos como cachorros-quentes e tortas de abóbora pode ser uma tarefa desafiadora, mas também divertida e recompensadora. Ver tudo funcionando automaticamente no final é sempre muito satisfatório. O nível de dificuldade do jogo, entretanto, pode ser um pouco desequilibrado em vários momentos.
Nada como admirar um trabalho bem feito
Alguns níveis que conseguem ser muito desafiadores e, ainda que o jogo ofereça níveis tutoriais para ensinar mecânicas básicas, no frigir dos ovos, o mais importante é ter um bom pensamento lógico e sistêmico. Mesmo após várias partidas, novos desafios e complicações surgem constantemente, exigindo que o jogador tenha ideias diferentes para resolvê-los.
O robô Robert traz várias dicas ao longo do jogo
Isso pode ser um pouco frustrante, sobretudo porque o progresso no jogo pode ficar travado nessas fases mais complexas. Creio que uma opção de pular níveis, após várias tentativas frustradas, seria interessante para manter o interesse no jogo. Isso também ofereceria uma oportunidade ao jogador para aprender mais no caminho e, assim, voltar para ganhar o nível que foi ignorado.

O design dos menus do game também, muitas vezes, prejudica a jogatina. A necessidade de ficar rolando por eles torna a procura por equipamentos e suas respectivas configurações tediosa e, algumas vezes, confusa. Com o tempo é possível se acostumar, mas creio que botões menores e menus mais espaçados ajudariam.
Muita diversão e desafios em Automachef
No final das contas, Automachef é um ótimo game. Os desenvolvedores fizeram um bom trabalho na proposta e nos recursos para tornar a experiência ainda melhor. Um exemplo são as chamadas Blueprints, que permitem ao jogador salvar conjuntos básicos de equipamentos e suas respectivas configurações, poupando tempo quando começamos uma nova fase. Um título excelente para os fãs de quebra-cabeça, em que ficou faltando apenas alguns ajustes para ser ainda melhor.

Bom apetite!

Para amantes de lanches deliciosos e de bons jogos de estratégia, Automachef (PC) é um prato cheio! Montar a sua cozinha automática para produzir vários tipos de receitas exige planejamento e organização, mas ver tudo funcionando e os pedidos sendo atendidos é sempre divertido e satisfatório. Mesmo que ele tenha alguns pontos que podiam ser melhorados, suas qualidades como game são dignas de três estrelas Michelin!
Bem-vindo ao Automachef!

Prós

  • Proposta de montar sua própria linha de montagem de comida é divertida e com grande fator replay;
  • Mecânicas de jogo são intuitivas e o nível de dificuldade balanceado em boa parte do jogo;
  • Designs gráficos e trilha sonora são ótimos e casam bem com a ideia do game;
  • Modos de jogo diversos, como níveis bônus e possibilidade de criar desafios para outros jogadores.

Contras

  • Design dos menus e botões atrapalha durante a montagem das cozinhas;
  • Nível de dificuldade sofre diversos picos ao longo do jogo, podendo travar o progresso.
Automachef – PC – Nota: 8.5
Análise produzida com cópia cedida pela Team17
Revisão: Mariana Mussi

é redator do site GameBlast desde maio de 2018 e um grande fã da décima arte, embora não tenha muito tempo disponível para ela. Seus games favoritos (que formam uma longa lista) incluem: Kingdom Hearts, Guitar Hero, Zelda, Crash, FIFA, COD, Pokémon, MvC, Yu-Gi-Oh, Resident Evil, Bayonetta, Persona, Burnout e Ratchet & Clank.

Comentários

Google
Disqus
Facebook