Star Wars – Quais filmes realmente estão nos jogos?

Eles são muitos, muitos mesmo. Mas quais jogos realmente conversam com os filmes da franquia Star Wars e porque devemos dar uma atenção especial a eles?

Em 2019 teremos a conclusão de uma história que começou a ser contada “há muito tempo, em uma galáxia muito distante”. Para ser mais preciso, uma história que começou em 1977 com Star Wars e agora, 42 anos depois, finalmente chegaremos ao fim da saga dos Skywalker com o nono episódio da série principal, A Ascensão Skywalker, que chega aos cinemas de todo o mundo em dezembro.


Com muitas expectativas e uma legião de fãs em todo o planeta, Star Wars também tem sua história reproduzida nos games de várias maneiras. Jogos de plataforma, simuladores, estratégia em tempo real, aventura em primeira e também em terceira pessoa e até RPGs. Mas no meio de tantos jogos, alguns destes trazem mais do que simplesmente uma adaptação do roteiro do cinema para os consoles e adicionam mais da riquíssima mitologia criada por George Lucas.

1977

Jimmy Carter tomou posse como presidente nos Estados Unidos, Shakira nasceu na Colômbia e foi criado o estado do Mato Grosso do Sul aqui no Brasil. Elvis Presley e Clarice Lispector faleceram e Ayrton Senna, que anos depois se tornaria um ícone da Fórmula 1, foi campeão de Kart. Os Bee Gees lançam o icônico álbum Saturday Night Fever, no cinema Roger Moore eterniza seu James Bond em 007 – o Espião que me Amava, e George Lucas estreia sua ópera espacial chamada Star Wars.

Um roteiro simples, uma temática subestimada, mas um conjunto da obra que quebrou recordes de bilheteria e arrebatou fãs em todo o mundo. A jornada do herói de Luke Skywalker se tornou um ícone da cultura pop mundial e deu início a uma quase religião, expandindo além das telas do cinema na forma de livros, quadrinhos, videogames, artigos colecionáveis e brinquedos, muitos brinquedos. E já que estamos nesta época do ano, não vamos nos esquecer do especial de Natal na casa da família do Chewie.
Especial de fim de ano do Roberto Carlos pra quê?
Sobre os games, a quantidade é equiparada a de raças que já conhecemos, dos vários filmes e séries, e muitos procuram adaptar da melhor forma possível o que já assistimos. Outros optam por apresentar um novo mundo, dentro da galáxia de oportunidades que a criatividade de Lucas proporcionou, e saciam a sede por mais histórias neste universo em constante expansão.

Aquele que jogou todos pode ser considerado um mestre Jedi.

Jogando e assistindo mais Star Wars

No texto de hoje apresentamos fatos curiosos sobre os jogos que acrescentam, de alguma forma, mais informações ao que já foi contado nestes mais de 40 anos de guerras nas estrelas. Jogos que vão além de adaptar cenas da saga, adicionando mais da narrativa dos filmes, amarrando pequenas pontas soltas, e que as vezes nem percebemos quando o assistimos com um balde de pipoca na mão.

Não vamos citar aqui referências ou ligações de jogos relacionados ao universo expandido, como Shadows of the Empire ou The Force Unleashed pois, após a compra dos direitos de Star Wars pela Disney em 2012, todo conteúdo relacionado às histórias paralelas da saga principal passou a ser desconsiderado, mas poderemos abordar sobre esse assunto em outra oportunidade.

Star Wars Episode I: Racer (N64, PC)

O Episódio I possui um trecho do filme dedicado às corridas de pods, um dos principais esportes de Tatooine. Uma corrida perigosa, carregada de velocidade, areia e adrenalina, onde o número de pilotos que terminam uma corrida sempre é menor do que os que começam. No filme, Qui-Gon Jin aposta a liberdade do jovem Anakin Skywalker em uma corrida de pods contra Watto, que era seu dono. Anakin vence a corrida e deixa Tatooine com Qui-Gon, Padmé e Obi-Wan.

Episode I: Racer expande o que vemos no filme e vai bem além da corrida de Tatooine. No jogo é possível escolher outros pilotos, pods, e customizá-los para competir em locais inspirados em vários cenários de Star Wars. O jogo foi lançado originalmente para o Nintendo 64 e possui uma mecânica peculiar, que permite o uso de dois controles para simular o mesmo controle utilizado por um pod no filme. Hoje o jogo está disponível para PC via Steam.

Racer se destaca por tirar o foco da aventura e pela dificuldade.

LEGO Star Wars: O Despertar da Força (Multi)

Não subestime esta adaptação feita com pecinhas e cheia de humor, pois a Força é forte neste jogo. A versão em LEGO do Episódio VII traz, além de várias piadas, mais amarras para pontas soltas deixadas no filme. A maioria delas está disponível em seu conteúdo em DLC.

No filme, quando a Resistência expulsa as tropas da Primeira Ordem em Takodana, uma nave de transporte aterrissa e de dentro dela surgem as figuras da general Leia Organa e C-3PO. No filme, Han se mostra emocionalmente abalado ao rever seu amor quando é interrompido subitamente pelo droide que diz – Han Solo! Sou eu, C-3PO! Talvez você não tenha me reconhecido por causa do braço vermelho! – Na sequência, ele percebe que está sendo inconveniente e deixa os dois a sós.

O contrabandista e a princesa.
Mas no filme, em nenhum momento, foi explicado como o braço de C-3PO ficou assim. A resposta está no capítulo O Membro Fantasma, um dos DLCs do jogo. Neste capítulo C-3PO e outros droides foram capturados e abandonados em um planeta. Eles juntam esforços para tentar fugir e sobreviver, mas durante a fuga ele perde seu braço.

No final, apenas C-3PO e outro droide estão perto de conseguir fugir e esse amigo se sacrifica para garantir que nosso herói dourado possa escapar se sujeitando a enfrentar uma chuva ácida para enviar um sinal de ajuda. C-3PO então pega um de seus braços e usa-o como memória de alguém que se sacrificou para que ele siga em sua missão.

O sacrifício para salva um amigo.
Outro capítulo em DLC traz a aventura de Poe Dameron após o acidente que sofreu com Finn em Jakku. No filme, em nenhum momento é mostrado como Poe escapou dos destroços da nave em que ele e Finn usaram para fugir. Poe simplesmente aparece como se nada tivesse acontecido durante a batalha em Takodana.

Poe não é só o melhor piloto da frota. Também é o mais sortudo.

Star Wars Battlefront II (Multi)

Pesadas críticas em relação ao excesso de microtransações no lançamento deste jogo ofuscaram o que ele tinha a oferecer em sua campanha single player. Battlefront II é um dos títulos recentes que melhor conversam com os filmes, ajudando a amarrar pequenas pontas que ficaram soltas, principalmente com o Episódio VII, que foi lançado dois anos antes, em 2015.

A campanha de Battlefront II tem início no final do Episódio VI, quando a Rebelião vence a batalha de Endor e destrói a segunda Estrela da Morte. Durante a batalha, um batalhão especial imperial chamado Esquadrão Inferno foi despachado para a lua florestal. Sua missão era matar os rebeldes durante o combate que culminou na desativação do escudo que protegia a estação que orbitava o planeta e permitiu o sucesso da Aliança Rebelde na investida.

A comandante Iden Versio e seus subordinados, Del Meeko e Gideon Hask, são surpreendidos ao ver a Estrela da Morte explodindo diante de seus olhos e fogem da lua para, posteriormente, realizarem outras missões ligadas a fatos que acontecem nos filmes.

O Esquadrão Inferno testemunha a destruição da Estrela da Morte, na lua de Endor.
Um desses fatos é o desaparecimento de Luke Skywalker. Após a Batalha de Endor o grupo de heróis se separou. Luke começou a buscar uma forma de restabelecer uma nova Ordem Jedi, o que levou o herói a Pillio. Del Meeko foi despachado para o mesmo planeta com a missão de encontrar um cofre com diversos itens do falecido imperador que não deveriam ser encontrados pelos rebeldes.

Luke e seu fiel amigo R2-D2 chegam em Pillio
Del e Luke se encontram em determinado momento quando o imperial está passando por apuros e resolvem se ajudar. Juntos encontram o local com os objetos e o cavaleiro Jedi mostra interesse em um item em particular, uma bússola. Del é relutante em deixar que Luke saia do local com o objeto, mas a serenidade e sabedoria de Skywalker o faz entender que o conflito em que vive deve ser resolvido. Del permite que Luke leve o item e permanece reflexivo com o diálogo que teve com o herói. Posteriormente, Del e Iden desertam e se unem aos rebeldes.

Acredita-se que esta bússola foi o que guiou Luke até Anch-to, local onde encontrou importantes manuscritos da Ordem Jedi. Antes disso, Luke chegou a treinar uma nova geração de Jedi foi quando ocorreu o fato com seu sobrinho, Ben Skywalker, que futuramente se transformaria em Kylo Ren. Após desistir da vida como um Jedi, permaneceu exilado no planeta, até a chegada de Rey.

Luke encontra o que procurava no cofre do Imperador.
Em outro momento, já no meio do jogo, temos a surpresa de encontrar Han Solo em Takodana, no castelo de Maz Kanata. Han está procurando um informante e os imperiais chegam no planeta, iniciando um ataque após encontrar com o contrabandista.

A cena remete ao episódio VII quando Han leva Rey e Finn até Maz e ela comenta sobre a confusão que ele causou da última vez. Acredita-se que a confusão mencionada seja o ataque dos imperiais em Takodana naquela ocasião. Ao visitar a cantina de Maz Kanata, obedeça sempre a principal regra da casa, sem brigas.

Han Solo sendo o carismático salafrário de sempre.
Um terceiro momento relevante durante a campanha ocorre nos momentos finais, onde imperiais e rebeldes travam um combate massivo nos céus de Jakku. O resultado deste combate é a derrota definitiva do que sobrou do Império após a destruição da segunda Estrela da Morte.

Esta é mais uma cena que remete ao episódio VII. Rey aparece pela primeira vez no filme explorando os destroços de um destróier imperial buscando peças para vender e sua moradia são mais destroços de máquinas do império. Fica óbvio que esses destroços são o que sobrou do combate que aconteceu muitos anos antes naquele local e, até então, não sabíamos o que tinha ocorrido ali.

A Aliança Rebelde sai vitoriosa no grande combate em Jakku.
O último capítulo da campanha ocorre anos depois, já no período dos acontecimentos do episódio VII. Nele, Kylo Ren embosca Del Meeko em Pillio e descobre que ele vazou informações importantes para Lor San Tekka, o ancião que entrega os dados sobre Luke Skywalker para Poe Dameron no início de O Despertar da Força. Na cena, Kylo tortura Meeko para descobrir para quem ele repassou as informações e a sequência disso nós já vemos no início do filme.

A cena termina em um acerto de contas entre Meeko e Hask a bordo da Corvus, antiga nave do Esquadrão Inferno. Iden e Del se uniram aos rebeldes no decorrer da história de Battlefront II e Hask se manteve fiel ao Império, agora Primeira Ordem, desde sempre. Este acontecimento levou ao fatos ocorridos no DLC gratuito Ressurreição, disponibilizado pouco tempo depois para o jogo.

O vingativo Hask acerta as contas com Meeko pela última vez.

Star Wars Jedi: Fallen Order (Multi)

O mais recente título da EA, produzido pela Respawn, também é cânone, ou seja, os acontecimentos no jogo estão relacionados com a narrativa principal de Star Wars. Os acontecimentos de Jedi: Fallen Order se passam após o Episódio III, quando Palpatine acionou a Ordem 66, que tinha como objetivo matar todos os Jedi. O jogo vai mostrar mais dos conflitos pós Guerras Clônicas, um evento extremamente relevante na história de Star Wars, além de nos mostrar como a comunidade galáctica está neste momento de grande repressão do Império.

Cal Kestis foi um Jedi que lutou nas Guerras Clônicas e conseguiu sobreviver à perseguição dos membros da Ordem. Desde então, permaneceu escondido para preservar sua vida e passou a trabalhar no desmanche de naves do período das Guerras. Ao ajudar um amigo durante um acidente, Cal acaba se expondo e passa a ser um alvo do grupo de inquisidores do Império, que atuam no extermínio de Jedi remanescentes.

Cal Kestis esconde quem realmente é para sobreviver.
Para evitar spoilers do jogo, que foi lançado recentemente, vamos comentar sobre algo que já foi revelado antes do lançamento do game.

Ainda nas primeiras horas de jogo, Cal é ajudado por Cere Junda e vão para Kashyyyk, planeta natal dos wookies, raça de Chewbacca. Lá Cal encontra Saw Gerrera, líder de um grupo de resistência contra o Império. Após uma missão de resgate a guerrilheiros wookies, Cal é convidado por Saw a se juntar à causa, mas o Jedi recusa o convite inicial por possuir uma missão mais importante naquele momento.

Gerrera é um personagem do filme Rogue One (2016) e também tem uma participação na série Rebels. Ambas as histórias acontecem no período entre os episódios III e IV, onde os Jedi remanescentes eram caçados pelos inquisidores imperiais. Um veterano das Guerras Clônicas, Saw auxilia o grupo de rebeldes que a Aliança enviou para roubar os planos da Estrela da Morte e na ocasião ele já está bem mais velho e muito debilitado, resultado dos vários combates que travou contra os imperiais, incluindo os acontecimentos em Jedi: Fallen Order.

O personagem é interpretado por Forest Whitaker em suas três aparições em Star Wars.
E você, leitor? Sabia deste novo universo expandido de Star Wars nos games? Se jogou, percebeu isso? Qual seu jogo favorito de Star Wars? Compartilhe sua opinião nos comentários, e que a Força esteja com você!

Revisão: Henrique Moreno

Tecnólogo em Gestão Ambiental, produtor do BlastCast e jogador casual de Overwatch. Considera Yu Yu Hakusho o anime supremo e quem não concorda deve desconhecer a série ou está errado. @XelaoHerege

Comentários

Google
Disqus
Facebook