Apex Legends (Multi): um jogo que continua a superar as expectativas

Após seu lançamento meteórico, game mantém uma base saudável e continua a crescer.

Em meio a vários games de battle royale, Apex Legends (Multi) foi lançado sem muita expectativa dos jogadores. Mas mesmo com a presença de títulos de peso como Fortnite (Multi) e Overwatch (Multi), ele conseguiu um sucesso expressivo e conquistou seu lugar no mercado. Nesta matéria especial, vamos explorar um pouco sobre o começo do game, suas principais mudanças e quais as possíveis novidades para o futuro.

Um começo muito promissor

Apex Legends surgiu inicialmente como uma potencial continuação da série Titanfall, cujo segundo título saiu em 2016. Durante a produção desse possível terceiro título, os jogos do tipo battle royale estavam (e ainda estão) curtindo um grande sucesso, o que levou a produtora Respawn Entertainment a mudar os seus planos e se voltar para o desenvolvimento de um game desse gênero moderno.

O jogo segue a fórmula básica dos battle royales: vários jogadores, em grupos ou sozinhos, adentram em um grande mapa fechado. Uma vez dentro desta área, eles precisam procurar por equipamentos, itens e armas para, então, se enfrentarem até sobrar somente um vencedor. Conforme o tempo passa, uma barreira que diminui a vida avança pelo território, o que força os jogadores a se enfrentarem para ganhar a partida.
O título conseguiu equilibrar inovações com vários elementos queridos pelo público
Além dessa proposta básica, Apex Legends traz várias características e atributos que o tornam único. Com foco no trabalho em equipe, o game permite aos jogadores ressuscitar seus companheiros através de fichas especiais. Já o sistema de “ping”, uma comunicação rápida sem fones de ouvido ou microfones, pode ser usado para marcar locais, itens, munições e inimigos.

Prático e funcional, esse sistema foi copiado até mesmo pelo gigante Fortnite, que adicionou a funcionalidade na sua oitava temporada. Outra qualidade de Apex Legends são os seus personagens, chamados de Lendas. Cada um deles possui habilidades, visuais e personalidades originais, tornando as partidas interessantes mecânica e visualmente.
O elenco de Lendas também continua a crescer
Publicado pela Eletronic Arts em 4 de fevereiro, com versões para PC, Xbox One e PlayStation 4, o game chegou a contar com mais de 50 milhões de jogadores ao redor do mundo. Dentre os muitos fatores que levaram a esse sucesso, podemos resumir em dois pontos principais: a alta qualidade da produção, incluindo gráficos, jogabilidade e mecânicas, e o acesso gratuito.

Segundo a própria EA, em julho o game contou com uma base de 8 a 10 milhões de jogadores por semana. Embora esses números sejam mais modestos do que os iniciais, ainda assim são bastante respeitáveis e mostram uma consolidação do título no mercado e na comunidade gamer. E, conforme veremos a seguir, a Respawn e a EA estão dando um bom suporte ao jogo para mantê-lo interessante e relevante.
Eventos como o Fight or Fright (do Halloween) são constantes no game

Eventos e mais eventos

Como já destacado anteriormente, Apex Legends é do tipo free-to-play. O maior incentivo para o uso de dinheiro real reside na obtenção de itens cosméticos (embora existam algumas exceções). No geral, o progresso é razoável para quem não quer gastar nada. Uma das poucas polêmicas relacionadas a isso foi o evento Coroa de Ferro. Nele, vários itens podiam somente ser obtidos via loot boxes e compras com custo aumentado. A empresa reconheceu o seu erro e disponibilizou os mesmos itens para compra direta.

Cerca de um mês após o seu lançamento, o título começou a disponibilizar as chamadas temporadas. A primeira ocorreu do período de março até junho deste ano. Chamada de Fronteira Selvagem, ela trouxe diversas novidades para o game, como a adição de uma nova Lenda, chamada de Octane. Outras novidades incluem a adição de vários itens cosméticos, a correção de bugs e a melhoria de diversas mecânicas de jogo.

Junto com os mais de 100 itens adicionados, também surgiu o Passe de Batalha. Através dele, conforme o jogador realiza missões e conquistas específicas, ele recebe novos visuais para as Lendas, moedas virtuais do game, cartas de banner, entre outras recompensas. O passe pode ser turbinado com dinheiro real, mas não chega a ser “obrigatório”.

Vigente de julho até o fim de setembro, na temporada Carga de Batalha a produtora trouxe novidades ainda maiores. Além de uma nova Lenda, chamada de Wattson, uma nova arma e um sistema de ranking diferenciado foram adicionados. O cenário Desfiladeiro dos Rei também foi significativamente modificado, trazendo novas ambientações e diversos monstros para a batalha.

Finalmente chegamos a terceira e última temporada, que começou em outubro e vai durar até fevereiro de 2020. Trazendo o maior número de mudanças até o momento, Colapso trouxe mais uma Lenda para o combate, Crypto, e adicionou mais uma nova arma ao arsenal do jogo.

Colapso também trouxe um mapa completamente novo, chamado de Confins do Mundo. Ele tem uma temática bem diferente da anterior, que mistura elementos vulcânicos e de gelo, e trouxe um trem que viaja ao longo do cenário. Diversas mudanças também foram feitas nos itens de customização das armas e no sistema de ranking dos jogadores.

O que esperar do futuro?

As três temporadas lançadas até agora, somadas com atualizações e eventos pontuais, demonstram que Apex Legends tem um suporte interessante por parte da sua produtora e publicadora. Outro exemplo é o modo de duplas, que durou de 5 a 19 de novembro e que atendeu a um pedido antigo dos jogadores.

E esse suporte está gerando valores significativos. Segundo informado por uma empresa de análise de dados, o game gerou 45 milhões de dólares obtidos em compras no jogo. O game agora também possui uma loja de produtos oficiais, que incluem camisetas, canecas e bonés. Embora títulos como Fortnite tenham maior destaque, Apex Legends parece estar se consolidando e garantindo seu lugar no indústria.
Vários produtos diferentes para os fãs do game
Logo, podemos esperar novidades significativas do game nos próximos anos. Inicialmente, ele tinha planos para ser lançado em dispositivos Android e iOS, além do Nintendo Switch. Embora até agora a EA não tenha confirmado nada oficialmente, diversas notícias têm apontado para que 2020 seja um grande passo para o título.

Conforme divulgado por um analista que participou de uma conferência da empresa, Apex Legends chegou a um total de 70 milhões de jogadores e deve receber investimentos nos mercados chinês, em eSports e em dispositivos móveis. Um diretor executivo da EA também comentou o assunto, confirmando que o game receberá uma versão mobile até 2021. Essa medida certamente ampliaria a visibilidade e a popularidade do game.
Logo logo poderemos lutar com as Lendas na palma da mão
Afinal, quanto mais canais disponibilizarem o título, maior será o seu impacto. E acredito que esse seja o melhor caminho, pois o game já possui uma estrutura básica sólida e várias características ótimas e únicas. Já possuindo essas qualidades técnicas, o próximo passo é expandir o seu público e alçar voos cada vez mais altos.

Uma medida tomada para o fim do ano é uma mudança profunda no sistema de progressão. Conforme divulgado pelo site oficial, o nível máximo passará de 100 para 500 e a quantidade de experiência necessária para subir será menor. Também haverá um maior número de recompensas, que poderão ser adquiridas retroativamente. Ou seja, se você é veterano, terá mais desafios para continuar jogando; se você é novato ou não joga há algum tempo, essa é a oportunidade para ganhar muitos itens e dinheiro virtual.

Um exemplo de sucesso

Em um mercado cheio de títulos peso, Apex Legends (Multi) conseguiu conquistar um lugar de destaque no mundo dos battle royales. Dentre várias razões, seu sucesso se deu por conseguir equilibrar elementos clássicos do gênero e inovar em pontos-chave, como mecânicas de comunicação e personagens com habilidades. Apesar de ter perdido um pouco da sua popularidade do início do lançamento, sua alta qualidade e bom suporte através de eventos, atualizações e temporadas prometem manter o game relevante e divertido por mais um longo tempo.
Agora é esperar para ver o que o futuro nos reserva para o mundo das Lendas
E você, leitor? Estás acompanhando o progresso de Apex Legends? Ou então gostarias de conhecer o jogo? Deixe o seu comentário.

é redator do site GameBlast desde maio de 2018 e um grande fã da décima arte, embora não tenha muito tempo disponível para ela. Seus games favoritos (que formam uma longa lista) incluem: Kingdom Hearts, Guitar Hero, Zelda, Crash, FIFA, COD, Pokémon, MvC, Yu-Gi-Oh, Resident Evil, Bayonetta, Persona, Burnout e Ratchet & Clank.

Comentários

Google
Disqus
Facebook