Dicas e Truques

Magic: The Gathering Arena (PC): dicas para melhor aproveitamento de eventos e “Wild Cards”

Apesar de ser um jogo com acesso e uso gratuito, há diversas formas para que os jogadores possam explorar ao máximo as premiações diárias do jogo, a fim de ampliar sua coleção de cartas e completar decks.

No início do mês trouxemos a análise de Magic: The Gathering Arena (PC) e em um dos tópicos discutidos, falamos a respeito da aquisição de gemas com dinheiro real para que o jogo “acelerasse” a experiência do jogador, o que poderia (erroneamente) contribuir na sensação de que o jogo se trata de um típico pay to win.


Com as dicas que apresentaremos hoje, os jogadores aproveitarão o melhor das missões diárias e, de quebra, ainda explorarão novos formatos de jogo além do Padrão. Empolgados? Acompanhem conosco!

Abrir boosters é sempre empolgante, mas não vale a pena

Seja na vida real ou no Arena, abrir boosters é divertido, mas como sugerido acima, raramente valem a pena. No caso do Arena, as missões diárias premiam os jogadores com 500 ou 750 gold, ao passo que boosters são adquiridos com 1000 gold.
Eventualmente serão adquiridos, mas invistam um pouco do gold em eventos.


Por mais que adquirir os pacotinhos virtuais sejam um meio mais “prático” para tentar obter as cartas necessárias para completar um deck no início “de carreira”, o fato das cartas entregues serem completamente aleatórias torna a experiência muitas vezes frustrante.

Mantenha o foco em um deck, aprimore os demais

Conforme o nível do jogador aumenta, novos adversários, com as mais diversificadas estratégias surgirão para confrontos e muitas vezes o player tentará construir um deck criativo ou cuja mecânica o agradou.

Apesar do impulso em fazê-lo, é importante que o jogador construa um baralho por vez, focando primeiramente em uma estratégia que lhe trará bons resultados em eventos e formatos que permitirão o desenvolvimento de jogos mais complexos.

Algo que tenho notado nas atuais “listas” (conjuntos de cartas que compõem um deck com determinada estratégia) é a presença massiva de cards raros ou míticos, que são muito mais difíceis de obter.

A cada seis boosters abertos, o Arena concede ao jogador uma Wild Card rara; a cada cinco boosters, uma Wild Card incomum e a cada doze boosters, uma Wild Card mítica. Wild Cards funcionam como“coringas”, que podem ser trocados por qualquer carta, desde que seja de mesmo nível de raridade da Wild Card utilizada. É possível que na abertura de alguns boosters o jogo disponibilize uma carta “coringa” rara ou mítica, no entanto, há uma chance em 30 disso acontecer.
Aproveitem as recompensas das missões diárias.
Apenas com este resumo é perceptível que a obtenção de Wild Cards é algo muito especial e difícil, razão pela qual devem ser preservadas para a aquisição de cartas para completar o deck pretendido pelo jogador, ao invés de serem desperdiçadas em cartas, que embora interessantes, não possuem qualquer sinergia com os decks em construção.

Outro aspecto em que muitos não se atentam: se a maioria das cartas que um jogador necessita estão presentes em uma determinada coleção, é importante que sejam adquiridos boosters que pertençam àquela coleção. Com finalidade puramente ilustrativa, há um deck apelidado de Mono Red Calamity que permite ser um ótimo início para novos jogadores obterem bons resultados nos eventos em que participarem.

Ele consiste em tirar o máximo proveito do Encantamento “Parada da Calamidade” em conjunto com criaturas cujo poder não seja superior a 1, combinadas com a habilidade “Ímpeto”, que permite que as criaturas ataquem tão logo entrem no campo de batalha, causando dano no adversário antes mesmo que ele inicie suas primeiras jogadas.
Um típico final de jogo pilotando um Red Deck Calamity.


A grande vantagem  para os noviços é o de que a maioria destes cards são de raridade comum ou incomum, o que significa uma menor demanda por Wild Cards que serão melhor aproveitadas por decks mais complexos e poderosos.

Para auxiliar, basta selecionar a lista abaixo, copiá-la e clicar no botão “Importar” dentro da área de construção de decks do Arena para que o mesmo seja automaticamente construído com as cartas que eventualmente possuam, bastando utilizar Wild Cards comuns e incomuns para completar os cards que não possuam:

4 Mensageiro da Tocha (GRN) 119
20 Montanha (ELD) 265
4 Cuspidor Chamuscante (M20) 159
4 Esquivadora da Rua do Estanho (RNA) 120
4 Iniciado Sinistro (WAR) 130
4 Cospe-Fogo de Chandra (M20) 132
4 Alfinetada nos Críticos (RNA) 115
4 Gengibruto (ELD) 219
4 Iluminar o Palco (RNA) 107
4 Parada da Calamidade (RNA) 95
4 Choque (M20) 160

Apenas para esclarecermos: não se trata de uma lista definitiva, tampouco é versão “mais poderosa” deste arquétipo. No entanto, possui um desempenho razoável, bastante superior aos decks promocionais fornecidos pelo Arena, podendo ser aprimorado conforme o leitor obtenha Wild Cards raras e míticas, caso seja de sua preferência..

Eventos em Draft

Draft é uma das várias modalidades no formato Limitado existentes no jogo físico de Magic: The Gathering e que foi adaptado para o Arena. Esta modalidade possui as seguintes diretrizes:
  • Cada jogador recebe três boosters;
  • Todos abrem o primeiro booster, selecionam uma das cartas (sem identificá-la aos demais) e passam as cartas restantes para o participante à sua direita;
  • Após todas as cartas serem selecionadas, o segundo booster é aberto, mantendo-se o mesmo procedimento, agora para os jogadores à esquerda, repetindo-se o processo com o terceiro booster, novamente rotacionado à direita.
A regra para os formatos construídos (Legacy, Modern, Standard) é o limite de quatro cópias de um mesmo card em um deck. As exceções são “terrenos básicos” (onde não há limites) ou cartas “banidas” e “restritas” (onde não são permitidas qualquer cópia ou apenas uma, respectivamente).
Selecione um card, passe os demais adiante.


Para formatos “limitados” como Drafts ou pre-releases, dadas as limitações inerentes às cartas disponíveis, não há impedimento para que mais de quatro cópias de uma carta estejam presentes em um mesmo deck. A sistemática do Arena é basicamente a do formato real, senão pelo fato de que o compartilhamento de boosters ocorrerá com bots controlados pelo jogo, embora as partidas ocorram contra jogadores reais.

Outra vantagem do Draft, como alternativa para a aquisição de novas cartas, é a de que não apenas a premiação é consideravelmente melhor — de acordo com o desempenho do jogador —, já que ao menos um booster e algumas gemas são dados mesmo àqueles que não obtiverem qualquer vitória, como o participante tem a certeza absoluta em obter justamente alguns dos cards de que necessita de determinada coleção.


Embora o propósito do Draft não seja a obtenção de determinados cards, mas sim explorar ao máximo as mecânicas utilizadas em determinadas coleções, para aqueles que iniciaram há pouco sua jornada em Arena, é um meio menos dispendioso para “fecharem” decks mais competitivos.

Outro aspecto importante é o de que há dois tipos de Draft disponíveis semanalmente: o ranqueado e o padrão. O Draft ranqueado exige 5.000 gold como entrada, que terá sete rodadas e direito a três derrotas.

O padrão, por sua vez, tem o custo de 2.000 gemas, exigindo a aquisição das mesmas com dinheiro real ou o acúmulo de gemas ao participar do Draft ranqueado. Sendo nosso propósito fazer com que o jogador obtenha melhor proveito de seu tempo e recursos, o modo ranqueado possui suas vantagens sobre o padrão.

Padrão Tradicional: a alternativa para aqueles que jogam com side board

Outro evento interessante no Arena é o “Padrão Tradicional”, cuja entrada exige 1.000 gold ou 190 gemas. Eventos como esse possuem dois únicos objetivos: aprimorar o jogador no uso de seu deck em partidas competitivas e “farmar” gold.


No caso do Arena, são cinco disputas “melhor de três” com direito a duas derrotas, cuja premiação final são 2.100 gold e três cards aleatórios, sendo garantido pelo jogo ao menos duas cartas raras e uma incomum. Ainda que o jogador obtenha apenas duas vitórias, terá ao menos 1.000 gold e três cards incomuns aleatórios garantidos. Neste caso, o jogador “garantiu” recursos para repetir o evento, oportunizando a obtenção de mais gold, que por sua vez, servirá para a aquisição de boosters ou participação em outros eventos.

Evento Padrão e Ranqueado Padrão

Possui um sistema equivalente ao Padrão Tradicional, mas sem a utilização de side board. Com uma entrada ao custo de 500 gold ou 95 gemas, as partidas duram sete rodadas e permitem até três derrotas. A premiação final são 1.000 gold e três cards aleatórios, sendo garantidos ao menos dois raros e um incomum, no entanto, uma quarta vitória garante o retorno investido em gold.


Por fim, o Ranqueado Padrão é uma alternativa com extremos: ao mesmo tempo em que nada é cobrado dos participantes, em dado momento ele pode se tornar frustrante, especialmente para novos jogadores, seja pelos arquétipos utilizados pelos adversários (muitos deles com decks altamente competitivos), seja pelas recompensas finais, considerando o tempo investido para sua obtenção. Ainda assim, é uma alternativa sem custos diretos para que o jogador obtenha boosters ou gold.

No final das contas, tudo o que o jogador precisará para o melhor aproveitamento de Magic: The Gathering Arena em nada se diferencia de qualquer outro jogo: tempo, paciência e dedicação. Esperamos que as dicas oferecidas contribuam para extrair o melhor que o jogo oferece. No entanto, lembrem-se do mais importante: a diversão está acima de qualquer coisa. Seja um jogador casual ou competitivo, a melhor forma de explorar o jogo é se divertindo.

Revisão: Henrique Moreno

Mineiro, apaixonado por livros, música, filmes, discussões, Magic: The Gathering e, claro, jogos eletrônicos.

Comentários

Google
Disqus
Facebook