Jogamos

Análise: Wolfenstein: Youngblood (Multi) é uma excelente continuação da saga dos Blazckowicz

Matar nazistas ainda é bem divertido.


Wolfenstein: Youngblood (Multi) é a continuação direta de Wolfenstein II: The New Colossus (Multi). Oferece pequenas adições agradáveis à suas mecânicas, especialmente coma adoção de pequenos elementos de RPG e um pouco mais de liberdade de exploração de cenários. Além disso, é uma boa pedida para aqueles que desejam matar nazistas em modo cooperativo para dois jogadores.

Allez Paris

Wolfenstein: Youngblood acompanha as aventuras de Soph e Jess Blazckowicz, filhas do protagonista dos jogos anteriores, B.J. Blazckowicz e sua esposa, Anya. Com o desaparecimento repentino do pai, Soph e Jess decidem partir em sua busca com ajuda de sua melhor amiga, Abby, o cérebro do grupo.

A jornada das irmãs Blazckowicz as leva até Nova Paris, na França. A ocupação nazista ocorre em todos os distritos da região, o que torna a rede de catacumbas no subsolo da cidade um dos poucos locais seguros.

Soph e Jess possuem personalidades semelhantes. Ambas são relativamente calmas e centradas, bem como ingênuas, especialmente quando o assunto é matar nazistas. As irmãs tremem e agem por impulso em seu primeiro conflito, para daí em diante colocar em prática todo o treinamento realizado sob a tutela de seus pais. É divertido ver as interações e diálogos de ambas, que trocam farpas aqui e acolá e relembram momentos de sua infância e adolescência recente junto aos pais. Abby também funciona bem com as irmãs, com diálogos inteligentes e que conduzem bem a história.



Com duração aproximada de oito a dez horas, a história de Wolfenstein: Youngblood não possui tantos momentos grotescos ou pitorescos como o jogo anterior, The New Colossus. No entanto, mergulha de cabeça na ficção científica e embasa bem o contexto em que se passa. Nos momentos finais, não entrega um vilão tão ameaçador quanto Frau Engel (de The New Order e The New Colossus), mas consegue tornar gratificante o resultado final de toda a aventura.

Prontas para a batalha

As opções de armas em Youngblood são bastante diversas. O jogador tem à sua disposição rifles de assalto, escopetas, submetralhadoras e pistolas, bem como armamentos especiais, como lançadores de napalm, canhões de laser e um canhão elétrico. A troca de armas é feita em tempo real, e não há restrições que limitam o jogador a carregar apenas um certo número de armas.

Cada arma possui modificações para serem adquiridas com moedas, estas obtidas ao explorar o cenário e concluir missões primárias e secundárias. Cada modificação oferece vantagens e desvantagens para as características principais das armas, como taxa de disparo, controle e dano. São três marcas de modificações à venda para cada peça da arma. e adquirir três peças da mesma marca confere um bônus especial de conjunto, como aumento de dano ou capacidade de munição melhorada. Além disso, cada armamento possui dez níveis de domínio que aumentam permanentemente o dano em porcentagem progressiva. O domínio da arma aumenta conforme o jogador elimina inimigos com ela.



Além dos bônus de conjunto, Youngblood adota outra característica do gênero RPG e coloca níveis para os inimigos. Quanto mais alto for o nível do oponente, maior será sua capacidade de dano e a saúde de sua armadura. Além disso, há dois tipos de armaduras inimigas no jogo: pesada e leve. Cada tipo é mais fraco a armas específicas, o que exige que o jogador troque constantemente de armas durante os combates para buscar maior eficiência. É uma maneira interessante de tornar o jogo variado, mas sem se tornar chato ou enfadonho.

Soph e Jess podem subir de nível conforme o jogador derrota inimigos e cumpre missões por Nova Paris. A cada nível, pontos de habilidade são concedidos e podem ser utilizados na aquisição de habilidades especiais para as protagonistas. Aumento de vida e armadura, maior capacidade de carregar munição e granadas são apenas algumas das opções disponíveis. A dificuldade padrão do jogo é bem desafiadora, mas pode ser melhor controlada ao subir de nível, não sendo tão agressiva quanto era no título anterior.



As irmãs estão armadas também com trajes especiais conhecidos como Armaduras de Poder. Essas armaduras conferem habilidades especiais para as garotas, como capacidade de abrir passagens em grades especiais, pulo duplo e até mesmo invisibilidade, para momentos em que o jogador opte por ser furtivo.

Soph e Jess podem ser equipadas com um sinal especial que concede um bônus instantâneo para situações de dificuldade, como aumento de dano temporário e recuperação de armadura e saúde. Cada uma pode utilizar um sinal que irá beneficiar ambas ao ser usado. Nos momentos mais tensos, a inteligência artificial que me acompanhou usou bem seu sinal especial, salvando minha pele de forma pontual.

Explorando aqui e acolá

Wolfenstein: Youngblood oferece diversos distritos de Nova Paris para exploração. Cada distrito conta com diversos caminhos e missões secundárias, que podem ser adquiridas nas Catacumbas (Hub/Local Seguro do jogo). Embora ofereçam opções variadas, o jogo ainda pode ser considerado levemente linear, visto que os distritos não possuem grande extensão. A necessidade de se realizar viagens rápidas e enfrentar telas de carregamento a todo momento pode quebrar um pouquinho o ritmo do jogo, mas isso não é exclusividade do título da Machine Games.



Durante as boas-aventuranças pelos distritos, Abby pode entrar em contato e fornecer informações sobre uma atividade para o jogador concluir. Essas atividades são variadas, e podem envolver resgate de civis, plantar uma bomba no carro de um oficial nazista ou uma escuta em uma sala de reuniões. Mesmo que essas atividades comecem a se repetir depois de certo tempo, são uma excelente maneira de trazer variedade na exploração e conceder belas quantias de pontos de experiência para o jogador.

Certas áreas dos distritos ficam bloqueadas até que o jogador possua uma arma específica para abrir passagem. Para os complecionistas e curiosos, visitar essas áreas pode render bonificações de moedas e a descoberta de itens colecionáveis e segredos do jogo.

O que são essas marcas na tela?

Visualmente, Wolfenstein: Yougblood é bastante competente. Oferece um mundo único e crível, bem como personagens bem modelados e carismáticos. O alto nível de detalhes nos cenários e atenção aos efeitos especiais nos tiroteios contra inimigos comuns e sub-chefes contribuem bastante para que tenha um saldo positivo, mas há um problema que irá atormentar os mais atenciosos.

Listras horizontais tomam bastante espaço da tela, e são especialmente visíveis em locais mais escuros. Essas listras saltam aos olhos e podem se tornar uma distração para o jogador mais atento. São semelhantes à sinais de imagem de baixa qualidade, dando a impressão de interferência no sinal enviado do console para a tela. Até o momento, nem a Bethesda e nem a Machine Games corrigiram esse aspecto horroroso.

Algumas animações parecem estranhas e bruscas quando realizadas em primeira pessoa, como as execuções de inimigos. Mas, no geral, Youngblood é um título belíssimo de alto nível técnico.

Wolfenstein: Youngblood (Multi) é uma continuação competente dos dois títulos anteriores da saga principal de Wolfenstein desenvolvida pela Machine Games. A adoção de pequenos elementos de RPG e uma maior exploração de cenários faz com que o título seja diferente o suficiente dos outros, mas sem perder a essência da franquia. Os combates são frenéticos e cheios de opções, e matar nazistas continua tão divertido quanto antes.

Prós

  • Interações entre Soph, Jess e Abby;
  • Variedade de armamentos e modificações;
  • Distritos pequenos, mas exploráveis;
  • Diversas missões secundárias e atividades extras para ganho de pontos de experiência;
  • Combates frenéticos;
  • Adoção de sistemas básicos de RPG;
  • Duração da história principal é excelente.

Contras

  • Artefatos visuais na tela podem ser uma distração para jogadores atentos;
  • Algumas atividades e missões podem se tornar repetitivas;
  • Vilão atual não possui o mesmo impacto que os anteriores.
Wolfenstein: Youngblood — PS4/XBO/PC?Switch — Nota: 9.0
Versão utilizada para análise: Xbox One
Análise produzida com cópia digital gentilmente cedida pela Bethesda 


Escreve para o GameBlast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google
Disqus
Facebook