Jogamos

Análise: Silver Chains (PC) : um jogo de terror simples em uma mansão amaldiçoada

Jogo de terror constrói uma boa atmosfera de mansão amaldiçoada, mas acaba sendo previsível com seu melhor elemento de tensão.


Desenvolvido pela Cracked Heads Games e publicado pela Headup Games, Silver Chains é um jogo de terror em primeira pessoa. Com um bom trabalho atmosférico, o jogo se passa em uma mansão antiga e conforme o jogador a explora vai descobrindo mais detalhes da maldição que a aflige.

Uma mansão antiga e amaldiçoada


Após um acidente, o jogador se vê no meio de uma floresta. Ao andar pelas redondezas, encontra uma grande mansão antiga. Apesar de ter uma cara de abandonada, é possível ver uma luz acesa em um dos quartos. Ao se aproximar da porta para ver se alguém estava em casa, o personagem desmaia.

Ao acordar dentro da casa, o personagem começa a explorar o local. Seus quartos são escuros, com paredes e pisos caindo aos pedaços. Andar por seus corredores já é em si perturbador. Preso nesse lugar, a única saída do jogador é seguir em frente e procurar objetos pelo cenário.

Enquanto explora os vários cômodos, o jogador encontra trechos de um diário. Rastros de uma antiga moradora da casa que contam como a vida de uma família comum foi se transformando em um grande pesadelo. A cada nova página, fica mais claro o que aconteceu e como tudo está interligado em uma grande maldição.


Em vários pontos do jogo é necessário completar alguns puzzles simples. Nenhum deles é muito complicado, mas em particular existe um momento em que o jogador recebe um monóculo especial que aplica um filtro azul na tela. Com ele é possível encontrar alguns itens que não são visíveis normalmente.


Em alguns momentos, ele serve para indicar uma área no chão com uma seta. No entanto, por se tratar de um objeto 2D em um ambiente 3D que pode ser visto a qualquer momento, dependendo do ângulo em que o jogador está, o objeto é alterado e a própria seta também muda de direção, o que pode ser bastante confuso. Em outro momento, o objeto indicado (uma escada) só pode ser visto em áreas mais iluminadas e fica difícil entender onde ela está.

O resultado é inconveniente, mesmo não sendo difícil. De fato, todos os puzzles do jogo são excessivamente simples e basicamente uma questão de memorizar algo visto em um ponto da casa e levá-lo para outro ponto. Isso não torna a experiência pior, mas é importante saber que não há nenhum desafio convoluto e é simples avançar.

Lá vem ela

Os momentos de maior tensão são certamente aqueles em que o jogador está sendo perseguido por uma certa criatura. Quando uma voz sussurra “She’s coming” (ela está vindo) e a música muda, o frio na espinha começa e o jogador precisa logo procurar uma forma de escapar.

Por um lado, a atmosfera de terror é muito bem feita para que os momentos em que ela aparece causem bastante medo e aflição. Especialmente porque o jogador é vulnerável, não tendo nenhuma forma de se defender. Por outro, esses momentos acabam sendo fáceis de prever pois acontecem sempre em áreas onde existe um guarda-roupa para o personagem se esconder.

Isso enfraquece bastante a experiência, fazendo com que o jogador passe por menos riscos e possa se preparar para enfrentar a criatura, avaliando o caminho que será necessário para escapar. E isso é uma pena, já que os momentos de horror são bem construídos desconsiderando esse aspecto.


O roteiro também é, de forma geral, bem conduzido com alguns twists interessantes, apesar de alguns momentos levemente desconexos. Além do inglês, o jogo também tem a opção de usar legendas e textos totalmente em português do Brasil, fazendo com que seja fácil acompanhá-lo.


No total, Silver Chains pode ser terminado em até 4 horas. É o suficiente para o que o jogo propõe, oferecendo boas reviravoltas de roteiro e uma atmosfera bem construída. A experiência é simples e envolvente, mesmo com o erro de design em relação aos guarda-roupas que pode enfraquecer bastante a tensão para jogadores experientes.

Prós

  • Tensão atmosférica bem realizada;
  • História bem conduzida;
  • Opção de português do Brasil.

Contras

  • A tensão pode ser muito enfraquecida por ser fácil prever quando a criatura aparece;
  • Puzzle com monóculo tem indicações ruins.
Silver Chains - PC - Nota: 7.5
 Revisão: Raphael Barbosa
Análise produzida com cópia digital cedida pela Headup Games

é formado em Comunicação Social pela UFMG e costumava trabalhar numa equipe de desenvolvimento de jogos. Obcecado por jogos japoneses, é raro que ele não tenha em mãos um videogame portátil, sua principal paixão desde a infância.

Comentários

Google
Disqus
Facebook