Dreams (PS4): Media Molecule está contratando desenvolvedores para produzir conteúdo no jogo

Boa oportunidade para pequenos desenvolvedores procurando trabalho em um grande estúdio.


Passados anos de seu anúncio e alguns meses do lançamento do early access, Dreams ainda parece longe de chegar em sua versão completa às lojas. O misto de motor de criação de jogos e comunidade de compartilhamento de ideias agora tem um novo capítulo em sua longa história: a produtora Media Molecule está procurando pequenos desenvolvedores para criar novas experiências dentro de Dreams.


Não se tratam de testes ou incentivos para criadores novatos, mas sim vagas de emprego para profissionais da área criarem jogos dentro do título, com contrato assinado. Confira um trecho do anúncio disponibilizado no site da Media Molecule:
"Algumas das oportunidades interessantes que temos exigem as habilidades de uma pequena equipe de desenvolvimento profissional. Você é uma pequena equipe de desenvolvimento procurando colaborar em algo maior ou procurando um pequeno projeto para ajudar a financiar o seu próximo? Isso não é apenas terceirização normal, é muito mais sobre encontrar equipes que desejam colaborar conosco no conteúdo do Dreams. Nós pegamos leve nos requisitos, pois esta é uma chamada exploratória, mas é desnecessário dizer que a experiência com a criação em Dreams é necessária!"

Entre as exigências da empresa britânica para os aplicantes, estão: um portfolio dos trabalhos anteriores do desenvolvedor tanto profissionais quando mais pessoais; capacidade de trabalhar de forma colaborativa em equipe; além, é claro, de muita criatividade. Se você tem experiência com criação de jogos (inclusive no early access do Dreams), pode se candidatar no site da Media Molecule.

Se você é um jogador ansioso para criar ou experimentar as criações alheias, o título ainda não tem uma data oficial de lançamento, mas o acesso antecipado já está disponível no PlayStation 4.


No currículo tem publicidade e jornalismo, mas no coração tem games. É um entusiasta da história dessa indústria infame e um colecionador esporádico. Se quiser conversar sobre a guerra dos consoles e outros assuntos, pode mandar uma mensagem no Twitter para @carloscirne

Comentários

Google
Disqus
Facebook