Stage Select

Mega Man X2 (Multi): conheçam Central Computer, Quartel General de Sigma e dos X-Hunters

Descubra por que a área é tão importante para a trama de Mega Man X2, com um final épico para todos os envolvidos.



Ao comentar com a equipe sobre meu interesse em escrever nesta coluna sobre o Central Computer, alguns se surpreenderam sobre alguém mencionar algo sobre Mega Man X2 (Multi). De fato, o jogo não é o mais mencionado da franquia e, particularmente, nunca vi tamanha empolgação sobre o título como em Mega Man X, Mega Man X3 ou Mega Man X4 — sendo este basicamente o favorito da série pela maioria das pessoas que conheço.


Talvez algumas das razões pelas quais ele não empolgou tanto o público sejam a ausência de Zero em boa parte da trama, o fato das canções não serem tão marcantes quanto no título anterior — embora estejam longe de serem consideradas ruins —, pela redução significativa da dificuldade ou, talvez, por ser um jogo mais “curto”.

No entanto, tenho um carinho especial por MMX2, sendo o meu predileto da saga. E é por essa predileção que destaco o estágio mais longo — dentre os oito iniciais —, o mais difícil, com a melhor trilha sonora — a mais próxima de MMX — e, particularmente, com o melhor Maverick de todo o jogo, sendo também o Quartel General de Sigma e dos X-Hunters: Central Computer. Mas antes de prosseguirmos, dê um play na música tema e entre no clima!

Magna Centipede e a conexão com o Central Computer

Como basicamente todos os adversários que enfrentamos na série X, Magna Centipede é um ex-Maverick Hunter, outrora membro da 0th Special Unit. Tem o formato de uma centopeia, é dotado de quatro braços e ainda possui habilidades ninjas,tratando-se de um soldado de primeira linha integrante da elite dos Hunter. Ao ser capturado pelas forças de Sigma, sofreu uma lavagem cerebral, ficando então responsável pela propagação do vírus Maverick mundo afora, razão pela qual foi instalado junto ao Central Computer.
Magna Centipede.


E por ser basicamente o centro de operações de Sigma em sua luta contra seus antigos aliados, o cenário é repleto de sistemas de segurança com alarmes, armadilhas, dois sub-chefes e um sistema de inteligência artificial que copia as informações sobre eventuais invasores para inseri-las em um dos mecanismos de segurança.

A primeira parte da segurança é realizada por algumas Barrier Attacker, mecaniloides de monitoramento flutuadores que possuem uma barreira de proteção em seu olho, o único ponto fraco. Antes de atingi-lo, é necessário destruir a barreira e então finalizá-lo antes que ele erga uma nova proteção. Como parte do sistema de alarmes estão os Blecker, blocos que ativam um sistema de ataque caso o jogador acione o alarme de segurança.
Barrier Attack, Bleckers e o sistema de monitoramento vinculado ao alarme.


A proteção é reforçada com diversos Barite Lastar, mecaniloides que protegem as paredes do estágio, disparando três tiros consecutivos a fim de destruir invasores. A quantidade de unidades inseridas em um dos pontos cruciais da fase, repleta de sistemas de monitoramento, tornam a missão em passar despercebido ainda mais difícil.

Installer são os responsáveis por esmagar ou empurrar o jogador contra precipícios, sendo configurados em duas cores: cinza e roxo. Os cinzas são indestrutíveis, enquanto os roxos podem ser abatidos. Pelo fato de serem muito rápidos, as partes em que estão presentes exigem cuidado redobrado e atenção porque, do momento em que se aguarda a vinda de um Installer, outro pode surpreendê-lo pela retaguarda, esmagando-o ou empurrando-o junto ao abismo.
Sistema de segurança tentando copiar informações de X.


Como em todos os jogos da série X, há um Heart Tank nesse estágio, além de um Sub-Tank, ambos exigindo bastante destreza do jogador, que necessitará se utilizar de Barite Lasers e Installers para alcançá-los.

Caso os sistemas primários e secundários de segurança falhem, a base ainda é protegida por Chop Register, um vírus que se materializou no formato de uma espada e cujo único ponto fraco é seu cabo, de cor azul, enquanto todo o restante de sua estrutura é completamente tridimensional e invulnerável, inclusive repelindo tiros pequenos de X.Seus ataques consistem em cortes e punhaladas frontais, além de giros no ar em alta velocidade. A título de curiosidade, Chop Register  não está presente em Mega Man Xtreme 2 (Game Boy Color), em razão da impossibilidade em inserir no cartucho o chip Cx4, responsável pelo visual em 3D do inimigo, presente somente no cartucho para Snes e nas coleções lançadas em mídia digital, razão pela qual, é substituído por outra cópia de Raider Killer.
Chop Register.

O segundo sub-chefe, Raider Killer, é ainda mais interessante justamente porque está diretamente conectado ao sistema de segurança responsável por copiar informações do invasor e inseri-las no mecaniloide. Tão logo adentre o salão central do jogo — por sinal, a parte mais emocionante do estágio —, sistemas de monitoramento em formato de alvo tentarão a todo o custo copiar as informações de X e, caso consigam, tornarão Raider Killer ainda mais poderoso e eficiente em combate.

Mas desviar de tal sistema se torna complexo quando inevitavelmente diversos blocos cairão do teto com o intuito em causar dano em X e, aqueles que não o atingirem, formarão barreiras que dificultarão o destino, exigindo saltos e dashs no ar. Caso o jogador tenha acionado qualquer sistema de alarme no ambiente anterior, a quantidade de blocos e a velocidade com que caem será ainda maior, sendo inevitável que uma ou duas “checagens” sejam realizadas, num total de quatro. Algo interessante nessa localização é a presença de diagnósticos de X estampados ao fundo da tela, com análises do X Booster, botas, peitoral e crânio, insinuando que Sigma e os X-Hunters analisaram minuciosamente X para encontrarem um modo de vencê-lo.
Raider Killer recebendo informações copiadas de X.


Raider Killer possui quatro níveis, que variarão de acordo com a quantidade de vezes em que X foi analisado pelo sistema. O primeiro é o convencional, sem detecção: o mecaniloide disparará rajadas contínuas — como o ataque médio de X — e realizará saltos com três disparos de laser contra o solo. Além dos ataques originários, o segundo nível fará com que o inimigo dispare tiros “carregados”, calculando a melhor maneira em como acertá-lo. O terceiro nível incluirá tentativas em atingir X diretamente e em pegá-lo desprevenido. O quarto e último fará com que crie um escudo a partir da boca e reflita os tiros mais fracos do Maverick Hunter.

Após derrotar o segundo sub-chefe, há ainda uma terceira camada de segurança, composta por alarmes, plataformas-armadilha que desabam para o abismo e presença constante de Installers, que impedirão a todo custo a presença de X com Magna Centipede, cuja sala estará ao fim do corredor.
Sigma Virus na central de processamento, fonte do Central Computer.



O que torna esse estágio ainda mais especial é o fato de que a batalha final contra Sigma — e Zero, caso não o tenha resgatado no primeiro embate contra os X-Hunter — ocorre neste mesmo local. Sigma se apresentará a X acompanhado de Zero — ou sua cópia, caso o tenha resgatado — na sala onde estaria Chop Register, ao passo que a batalha final se dará na central de processamento, que fica no subsolo. E então, o que acharam? Já conheciam a fundo o Central Computer Stage? Quais suas considerações sobre o mesmo? Compartilhem conosco!

Mineiro, apaixonado por livros, música, filmes, discussões, Magic: The Gathering e, claro, jogos eletrônicos.

Comentários

Google
Disqus
Facebook