Top 10

Os 10 ninjas mais poderosos dos games

Poderosos, astutos e fatais. Eles sempre estiveram presentes na cultura pop e são os favoritos de muitos jogadores pelo planeta. Admita, você também já quis ser um ninja!

Se existe uma classe que sempre esteve em destaque nos games, são os ninjas. Rápidos, silenciosos, mortais e estilosos, suas técnicas são as favoritas de quem curte personagens ágeis e com um visual irado.

Aqui você confere os dez mais notáveis que já apareceram nos consoles e arcades. Porém, fica o aviso, foram escolhidos personagens originários exclusivamente dos games. Logo, não espere encontrar ninguém da trupe de Naruto e cia. Agora arremesse sua bomba de fumaça e vamos sorrateiramente à lista!

10 – Kage-Maru (Virtua Fighter)

Para abrir nossa lista, ninguém melhor que um combatente cujo nome significa “Pura Sombra”. Kage faz parte do elenco de Virtua Fighter, da Sega. Ele é da décima geração de ninjas do clã Hakagure, que vive sempre às sombras da sociedade. Os seus antecessores são seus pais, sendo sua mãe da oitava e seu pai o nono shinobi a herdar o manto de protetor da sua aldeia.

Após um ataque massivo, que praticamente destruiu a todos, Kage entrou no primeiro Torneio Mundial para investigar e acabar com a organização Judgement 6. Ao final dele, descobriu que sua mãe não só estava viva, como havia sido transformada na ciborgue Dural.

Na história do jogo, Kage é o único a ter vencido o torneio duas vezes entre as cinco edições. Apesar do semblante sempre sério, comum a todo ninja, é uma pessoa carinhosa, principalmente quando se trata de sua mãe. Ele guarda uma pequena flauta de bambu que usa para tocar melodias para as crianças de seu vilarejo.

9 – Taki (SOULCALIBUR)

Se o mundo ainda não foi consumido pelo poder absurdo da Soul Edge, é por causa dessa assassina silenciosa de SOULCALIBUR. Durante o confronto entre Sophitia e Cervantes, Taki apareceu e ajudou a guerreira grega destruindo uma das espadas do pirata, fazendo ela em pedaços. Isso o enfraqueceu e assim ele foi derrotado. Porém, os fragmentos da lâmina maligna se espalharam pelo planeta e assim Taki continuou sua jornada para erradicar todo o mal que poderia vir a consumir o mundo.

Claro que para essa tarefa, ela mesma fundiu um dos fragmentos com sua própria espada, a lendária Mekki-Maru. Entretanto, ainda assim teve que lutar contra a ganância do seu próprio mestre, um dos líderes do clã Fu-Ma, que ficou obcecado pelo novo poder da espada ancestral.

8 – Rikimaru e Ayame (Tenchu)

Tenchu: Stealth Assassins é um dos clássicos do primeiro PlayStation. Nele controlamos os ninjas Rikimaru e Ayane em missões furtivas pelo Japão feudal. Eles são membros do clã Azuma, que servem ao bondoso soberano Lorde Gohda como espiões incumbidos de erradicar os corruptos. A província se torna alvo de uma grande ameaça quando o feiticeiro maligno Lorde Mei-Oh usa seus guerreiros fantasmas Onikage para espalhar o terror por todo o território.

Rikimaru e Ayame fazem parte do clã Azuma desde crianças. Eles treinaram arduamente para se tornarem ninjas de elite. Após passarem por diversas provas e tarefas, o Lorde Gohda em pessoa dá seu parecer sobre qual graduação o ninja deve ter. Rikimaru é mais forte e lento, enquanto Ayame é mais rápida e possui menos poder. Ainda assim, ambos são assassinos frios e precisos.

7 – Gray Fox (Metal Gear)

Frank Jaeger era o soldado perfeito. Combatente desde criança, tornou-se um agente da unidade FOXHOUND das Forças Especiais. Seus feitos em campo eram tão notáveis que foi o único a alcançar o codinome “Fox”, a maior patente da unidade, além de ter sido condecorado cinco vezes. Porém, Frank acaba desaparecendo em durante uma missão. O primeiro Metal Gear (MSX2) nos coloca na pele do novato Solid Snake justamente para resgatá-lo.  

Após ser salvo, e sua missão ter sido um fracasso, Frank Jagger abandona a unidade FOXHOUND e segue os passos de Big Boss, se tornando agora um inimigo. Em Metal Gear 2: Solid Snake (MSX2), após vários confrontos contra Snake, Jagger é ferido fatalmente e deixado para morrer. Seu retorno se dá em Metal Gear Solid (PS1), onde seu corpo foi fundido a um exoesqueleto energizado e agora ele empunha uma espada com lâmina de alta frequência. Agora com a alcunha de Gray Fox, ele aproveita para continuar seu duelo com Solid Snake, mas logo muda de lado e passa a combater Revolver Ocelot, o que causou sua morte.

6 – Genji (Overwatch)

Genji Shimada tinha tudo para ser um riquinho mimado. Filho mais novo do magnata e chefão do Sojiro Shimada, o garoto só queria saber de curtir sua vida e mais nada. A única coisa a qual Genji se dedicou de verdade foi seu treinamento ninja, mas ainda sim nunca fez questão de usar suas habilidades em prol dos negócios. Seu jeito irresponsável causava a desconfiança de todos do clã Shimada, principalmente do seu irmão mais velho, Hanzo. Mesmo assim seu pai o protegeu até morrer.

Com a morte de Sojiro, Hanzo assumiu a liderança de toda a organização e cobrou de maneira bem enérgica uma maior participação do irmão nos negócios da família. A tensão entre os dois culminou em um confronto violento, onde Genji ficou à beira da morte. Pelo menos foi o que seu irmão pensava, sem desconfiar que ele havia sido salvo pela Overwatch. A Dr. Angela Zigler (Mercy), ofereceu ajuda na sua recuperação e até a construção de um novo corpo, mas com a condição de que Genji ajudasse a combater organizações maléficas, o que incluía seu próprio clã.

5 – Strider Hiryu (Strider Hiryu)

Protagonista da série de mesmo nome, Hiryu é um integrante do grupo de mercenários Strider. Durante sua jornada, além de contar com sua afiada lâmina cibernética, que faz os inimigos explodirem, ele também tem o auxílio de dois animais mecatrônicos (uma pantera e um falcão) e um pequeno drone.

Strider Hiryu (Multi) foi lançado para os arcades e logo depois para uma infinidade de sistemas caseiros, além de ter o início da sua história contada em um mangá lançado exclusivamente no Japão. Após alguns anos sumido, reapareceu no primeiro título da série crossover Marvel vs. Capcom (Multi), onde se tornou um dos personagens mais queridos pelos fãs.

4 – Sub-Zero e Scorpion (Mortal Kombat)

Quando se trata de Mortal Kombat, ninjas são um elemento à parte. Ao todo são mais de 15 diferentes, contando homens, mulheres e ciborgues. Porém, os dois primeiros a serem sempre citados serão os eternos rivais Sub-Zero e Scorpion. Presentes desde o primeiro jogo da franquia, eles apareceram em praticamente todos já lançados. O único em que eles não foram incluídos foi o spin-off Mortal Kombat: Special Forces (PS1), mas ninguém liga para esse jogo, por motivos óbvios. A história desses dois é tão interligada, que por diversas vezes consegue ofuscar qualquer outro ponto chave da trama principal.

O duelo entre os clãs Lin Kuei e Shirai Ryu se baseia principalmente em vingança. Bi Han, o primeiro Sub-Zero, matou Scorpion e exterminou todo seu grupo, inclusive sua família. Com sua alma vagando no submundo, o espectro do ninja consegue uma chance de se vingar e aniquilar seu rival. Porém, com a morte de Bi Han, seu irmão mais novo, Kuai Liang assume o manto de Sub-Zero e busca uma nova vingança.

Depois de muitos confrontos, de acordo com os eventos de Mortal Kombat X, Scorpion consegue retomar sua humanidade e liderando os Shirai Ryu, agora como Hanzo Hasashi (seu nome verdadeiro), ele sela a paz com os Lin Kuei, que também tem como mestre Kuai Liang.

3 – Hanzo Hattori (Samurai Showdown)

O medalhista de bronze da lista é um dos mais icônicos ninjas que já viveram no Japão feudal. Hanzo Hattori é inspirado diretamente em Hattori Hanzo, famoso ninja e chefe de um poderoso clã da região de Iga. Serviu fielmente ao shogun Tokugawa. Ele foi referenciado em diversos elementos da cultura pop, como no filme Kill Bill e em diversos jogos como Age of Empire, Yu-Gi-Oh!, Nioh e Overwatch.

Entretanto, seu retrato mais fiel está na série Samurai Showdown. Assim como sua fonte de inspiração, ele é o mais poderoso dos ninjas Iga e um assassino de primeira linha. Apesar de ser um guerreiro frio e até prepotente, a única pessoa que lhe tem amizade é Jubei Yagyu, devido aos laços que construíram enquanto serviam à Tokugawa.

2 – Joe Musashi (Shinobi)

O segundo lugar do nosso pódio vai para um dos ninjas mais “casca grossa” que já passaram pelo mundo virtual. Shinobi foi uma das primeiras e principais franquias da Sega, ao lado de Sonic e Alex Kidd.

Na pele do “Super Shinobi” Joe Musashi, devemos combater não somente terroristas e mercenários, mas também ameaças biológicas, monstros cibernéticos e criaturas geneticamente modificadas. Tudo isso usando apenas suas técnicas de ninjutsu, kunais, shurikens e a espada mística Oborozuki, o tesouro mais precioso do clã Oboro.

Fato curioso é que alguns dos chefes das fases dos seus jogos eram extremamente semelhantes a personagens de quadrinhos e filmes. Alguns dos referenciados (ou copiados) foram Godzilla, Homem-Aranha, Hulk, Rambo e o androide T-1000 de O Exterminador do Futuro 2.

1 – Ryu Hayabusa (Ninja Gaiden/Dead or Alive)

O páreo foi duro para ver quem ficava com o primeiro lugar, mas não teve jeito. O protagonista da série Ninja Gaiden é simplesmente impecável no que faz. A história de Ryu segue o mesmo pano de fundo da maioria, que viu todo seu clã, amigos e famílias serem aniquilados. Sem contar que ele também precisou superar a sua própria morte. Além de pertencer ao clã Hayabusa, o shinobi também faz parte da lendária Linhagem do Dragão. Isso fez com que desde a sua infância, ele conhecesse os duros caminhos e provações do treinamento de um ninja.

Além de ter restabelecido a glória do clã Hayabusa, Ryu também construiu fortes alianças. Com sua participação na franquia Dead or Alive, que logo se tornou uma presença fixa, o Ninja Dragão estabeleceu uma amizade muito próxima com o clã Mugen Tenshin. Hayate, líder deles, é um amigo bastante próximo de Ryu, assim como a jovem Kasumi e Ayane, que logo viria a se tornar uma desertora.

Algum ninja passou camuflado pela nossa lista? Deixem seus favoritos nos comentários e até a próxima!

Revisão: Raphael Barbosa

Escreve para o GameBlast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google
Disqus
Facebook