Ubisoft é criticada por marketing in-game no modo Kids de Just Dance 2019 (Multi)

A nova versão traz de volta o modo Kids, focado em músicas voltadas para crianças. Mas um pai se queixou da inclusão de faixas pagas nesta seção.



A questão gira em torno do recém-lançado Just Dance 2019, que lista duas músicas presentes tanto nas mídias físicas quanto no serviço Just Dance Unlimited (uma coleção de músicas de jogos anteriores disponíveis online). A Ubisoft comercializa o modo Kids como "um espaço seguro para as crianças se divertirem e dançarem". Porém, um pai usuário do Reddit, 'darkheartsmd', acusou o jogo de enviar spam ao filho para se inscrever.


"Comprei o jogo para meu filho (6) porque ele adora dançar", escreveu. "Estava indo bem até que ele tentou selecionar a música sobre ovelhas no modo infantil. Toda vez era pedido para ele se inscrever. Eles precisam remover essas músicas da lista até que um adulto assine no modo normal."



Um porta-voz da Ubisoft divulgou uma declaração à Eurogamer, prometendo que isso será tratado: "Percebemos que a rotulagem do conteúdo no jogo e mais especialmente a diferença entre o que está incluído no cartucho/disco e o que está disponível no serviço de streaming Just Dance Unlimited no modo Just Dance Kids pode ser confuso para nossos jogadores. Nós nunca tivemos a intenção de criar uma situação desconfortável para os pais.”

Ainda na declaração, o Just Dance é dito como um game acessível para todos e é prometido  fornecer um ambiente mais seguro com uma atenção para as famílias consumidoras, além da promessa de trabalho rápido para resolver o problema relatado. Pela reportagem da Eurogamer, o problema pode ter ocorrido na versão britânica do game, lançado dias antes da norte-americana, pois esta ao ser testada não apresentou qualquer solicitação de compra.



Há regras mais rígidas sobre a publicidade de compras no jogo e assinaturas para crianças no celular, mas o problema não tem sido tão importante nos consoles. No entanto, à medida que mais títulos se voltam para os modelos de jogos como serviço e assinatura, editores como a Ubisoft provavelmente enfrentarão esse problema com versões futuras.

André Nascimento é publicitário e produtor multimídia, tem passagem por jornalismo e eventos geeks, curte todas as plataformas e coleciona (na medida do possível) games e consoles. Se não encontrar tempo para jogar tudo o que quer, vai ao menos se aposentar fazendo isso. Nas redes sociais pode ser encontrado no Instagram e Facebook.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook