Dicas e Truques

Street Fighter V (PS4/ PC): dicas para jogar melhor e subir no ranking

Conheça métodos de treinamento que vão te ajudar a se dar bem no online.



Superar as barreiras do sistema ranqueado de Street Fighter V (PS4/ PC) é um grande desafio para jogadores novatos. Surfando na onda dos eSports, o game traz uma roupagem mais competitiva do que nunca e pode ser muito frustrante para aqueles que estão tentando jogar online - afinal, se manter o título de melhor do bairro já era tarefa difícil antigamente, conseguir uma boa posição no ranking global tem tudo para acabar em dor de cabeça.


Não consegue sair do Bronze, quer se tornar Ouro e/ou até sonha em fazer parte do tier Diamante? Use este guia para reforçar os métodos de treinamento, melhorar seu desempenho e finalmente subir de liga. Vale ressaltar que a maior parte das informações a seguir é voltada para jogadores menos experientes e também se aplica a outros games de luta, mas terá como referência as ferramentas disponíveis no título da Capcom.

A arte da guerra

Desde seu lançamento, em 2015, Street Fighter V recebe pelo menos seis novos personagens por ano. O elenco ainda não parou de crescer e já conta com mais de 34 lutadores exclusivos - cheios de golpes, habilidades e movimentos únicos. Por isso, saiba que você dificilmente vai ter um desempenho realmente competitivo com todos eles. Até os profissionais costumam se destacar com apenas dois ou três lutadores, então, antes de qualquer coisa, certifique-se que você domina ao menos um personagem.

A tela de seleção de personagens está cada vez mais lotada.

Para ter noção do quão afiadas estão suas habilidades com determinado lutador, você pode repetir as provas (disponíveis no menu desafio) até beirar a perfeição. Quando estiver conseguindo fazer todos os combos disponíveis com facilidade, é sinal de que já é capaz de executar a grande maioria dos golpes daquele personagem. O próximo passo é testar o que aprendeu em outros modos de jogo, como as partidas casuais ou o saguão de batalhas.

Além disso, se você já sabe tudo o que o seu personagem consegue ou não fazer, é um bom momento para entender como os seus oponentes funcionam. Durante as lutas, procure anotar quais jogadas ou golpes te dão mais trabalho e busque formas de contorná-las no treinamento. Assim, da próxima vez que você passar pela mesma coisa, vai estar preparado e pronto para revidar com força máxima.

Memorize os padrões do seu oponente para conseguir vantagem nas lutas.

Também use isso ao seu favor quando perceber que um jogador repete a mesma tática várias vezes. Se estiver lutando contra um Ken que solta muitos Shoryuken, por exemplo, seja paciente e mantenha a guarda alta. Quando ele errar o golpe e ficar vulnerável, aproveite a brecha para causar o maior dano que conseguir. A regra também se aplica para você: evite os padrões, eles te tornam previsível.

Treinando pesado: vem, monstro!

Como diria o brutamonte Zangief, “a musculação nunca decepciona o homem”. Seguindo os passos do barbudo soviético, a sala de treinamento deve se tornar sua segunda casa. É lá que você vai praticar tudo o que aprendeu jogando, simular estratégias, aquecer os reflexos e até estudar quais são os golpes mais ou menos perigosos de cada personagem. Tudo isso no controle de praticamente todos os parâmetros do sistema, como barras de vida, especial e V-Trigger.

Acessível através do menu principal, o modo treinamento é recheado de ferramentas indispensáveis. A primeira e mais importante delas é a gravação de comandos, que te deixa programar várias ações para o oponente. Você pode fazer que a CPU fique repetindo uma determinada sequência de ataque e usar isso para testar sua defesa ou praticar anti-aéreos, por exemplo. Também é possível escolher entre 8 níveis de dificuldade e deixar o bot lutando por conta própria.

Outra ferramenta interessante, adicionada com o lançamento da Arcade Edition, é o sistema de framedata por cores. A framedata é um conjunto de informações que determina como os movimentos dos lutadores se comportam - medindo, entre outras coisas, o tempo que os golpes levam para atingir o oponente e quanto dano causam ao acertar. Assim, habilitando a opção “vantagem de quadros colorida” no menu de treino, é possível ver em quais situações os personagens ficam em vantagem ou desvantagem.

O personagem defendendo e colorido de azul está com a vantagem.

Vale a pena ver de novo

Se você quer se dar bem em SFV, apenas praticar não vai ser o suficiente. É preciso levar em consideração que as partidas nos jogos de luta tendem a ser curtas e quase sempre exigem que o jogador tome decisões sem pensar demais. Por isso, poucos métodos são tão eficazes quanto o treinamento com replays - já que a ferramenta te deixa analisar seus combates em velocidade reduzida, frame por frame e até pausando.

A ideia é usar o recurso para salvar algumas de suas partidas (de preferência derrotas), assistir o material com um olhar crítico e questionando: “como eu poderia ter me saído melhor nessa jogada?”. Se tudo der certo, os erros mais recorrentes vão desaparecendo aos poucos, conforme o jogador percebe quais movimentos devem ser evitados e como reagir corretamente em situações específicas.

Um passo à frente

Com grande foco nos esportes eletrônicos, Street Fighter V está sempre recebendo atualizações. Por mais que a maior parte delas sirva apenas para adicionar itens cosméticos, algumas conseguem mudar diretamente a lógica por trás do sistema e seus personagens. Foi assim que o lutador Nash, um dos mais fortes na primeira temporada, terminou esquecido.

Nash foi um dos personagens mais enfraquecidos pelas atualizações.

Os updates são o que diz quais personagens tem mais chance de se destacar no competitivo, então fique sempre atento para não perder nenhuma novidade e acabar prejudicado. Isso também não significa que se o seu personagem for nerfado por um patch, se tornará inútil e vai precisar ser trocado - mas esteja aberto para mudanças e pronto para se adaptar.

Em busca dos mais fortes

A Capcom Pro Tour é a liga profissional de Street Fighter V, que promove campeonatos no mundo todo e sempre conta com a presença de verdadeiras lendas do eSport. Esse tipo de circuito é uma das melhores formas de entender como o cenário competitivo se comporta, já que as estrelas no palco são sempre ótimas referências e dominam seus personagens como poucos. Logo, para conhecer as técnicas e estratégias mais eficazes do capitão Guile, por exemplo, nada mais justo do que assistir aos confrontos de Daigo “The Beast” Umehara ou Du “NuckleDu” Dang. Os eventos da CPT sempre acontecem nos finais de semana e podem ser acompanhados ao vivo pela Twitch.

Saul Leonardo "MenaRD" foi o grande vencedor da Capcom Cup 2017.

O poder do “Sal”-tsui no Hado

Uma das expressões mais comuns para os fãs de SFV é “sal”, que serve para falar de alguém que se estressou enquanto jogava. Se já não bastasse o fato de que games deveriam ser entretenimento, perder a cabeça com as mãos no controle pode comprometer diretamente o seu desempenho e tornar as coisas ainda piores. Assim, manter o foco e a serenidade em partidas ranqueadas ou ao participar de torneios é fundamental.

Infelizmente, a verdade é que o número de jogadores “salgados” só aumenta. O primeiro passo para evitar os excessos é reconhecer as derrotas, que costumam ser encaradas de forma negativa, mas são uma parte indispensável do aprendizado. Uma boa ideia para contornar a frustração é não jogar por longos períodos de tempo, com sono, fome ou em qualquer situação que possa mudar sua mentalidade in-game.

Esquentar a cabeça no meio das partidas é sempre comprometedor.

Here comes a new challenger

Por mais contraditório que possa parecer, uma das melhores formas de se aprender a bater é apanhando. Isso não quer dizer que o processo precisa necessariamente envolver o seu fracasso, mas sim que toda partida é uma chance de aprender algo novo. Logo, esteja sempre aberto para aceitar desafios, participar de torneios e até ir em eventos presenciais. Nessas ocasiões, você vai conhecer pessoas de todos os níveis e aprender a se comportar sob pressão.

Além disso, mesmo jogando em casa, tente reunir outras pessoas do seu nível (ou superior) e use o saguão de batalhas para colocar as habilidades em prática. Diferente das partidas casuais, onde a maioria dos jogadores costuma apenas testar personagens novos, o saguão é o lugar perfeito para saber até onde vai o seu potencial. Outra opção caseira são os campeonatos abertos da ESL, que acontecem semanalmente e online.

Colocando tudo isso em prática, a jornada nas ranqueadas vai ser muito mais divertida e confortável. Lembre-se de não ficar apegado aos números e exercitar a paciência, afinal, cada jogador tem um ritmo de aprendizado diferente e nem mesmo as lendas do eSport começaram por cima. Uma boa forma de se manter concentrado é alternar entre partidas ranqueadas e casuais, já que você vai acabar se pressionando menos com os resultados e terá mais tempo para esfriar a cabeça entre as lutas.

E você, conhece algum método para jogar melhor? Conte pra gente aqui nos comentários!

Revisão: Link Beoulve
Clercio Rodrigues é paulista, tem 21 anos e está prestes a se formar em jornalismo pela UFRN. Apaixonado por videogames desde a infância, nunca perde a chance de competir em jogos de luta e pode ser encontrado no Twitter.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook