Blast from the Past

Bayonetta (Multi): muita ação com a bruxa mais famosa dos videogames

Com muita ação e charme, Bayonetta é um clássico entre os jogos da geração passada. Vamos relembrá-lo neste Blast from the Past.

Games do tipo hack-and-slash normalmente possuem a mesma estrutura básica: entre em uma nova área, derrote todos os inimigos e melhore suas habilidades (e repita este processo até o final do jogo). Para se tornar realmente divertido e marcante, títulos deste gênero precisam de diferenciais como boas mecânicas de controle, trilha sonora agradável, histórias interessantes e personagens marcantes. Um dos games que conta com todos estes elementos (e muito mais) é Bayonetta.

Muito mais que um simples hack n’ slash

Jogo lançado originalmente em 2009 para Xbox 360 e PS3, Bayonetta é um dos melhores hack n’ slash já produzidos. Desenvolvido pelo PlatinumGames, publicado pela Sega e dirigido/escrito pelo famoso Hideki Kamiya, o game conta a história da bruxa Bayonetta, que usa armas de fogo, feitiços, técnicas de luta e um cabelo mágico (falaremos mais sobre isso adiante) para lutar contra os anjos e outras criaturas divinas.
Capa de Bayonetta para PS3
Sim, neste jogo, os seres divinos não são necessariamente os mocinhos, em uma ambientação onde as trevas são aliadas do jogador. Cheio de combates emocionantes, batalhas contra chefes gigantes, belíssimos efeitos especiais e personagens cativantes, Bayonetta é um exemplo de como um hack-and-slash pode ser tão bem produzido e marcante quanto qualquer outro gênero.

Um enredo cheio de trevas e luz

A história principal trata da relação das bruxas Umbra Witches com os sábios Lumen Sages, cada grupo responsável por manter o equilíbrio de seu respectivo elemento: escuridão e luz. Para isso, as duas facções contavam com o tesouro “Olhos do Mundo”, que é dividida nas joias do olho esquerdo e direito. Centenas de anos após o desaparecimento dos dois grupos, Bayonetta, de posse da metade esquerda do artefato, busca recuperar o resto do tesouro e descobrir o que realmente aconteceu.
O jogo se passa na bela e fictícia cidade europeia de Vigrid
O passado da bruxa está ligado a uma complicada relação entre essas duas organizações, e como ela não se lembra de seu passado, o jogador descobre a sua história juntamente com a personagem. Cheia de ação, bom humor, charme e grandes surpresas, a narrativa de Bayonetta é por si só uma atração do game, sempre levando a querer saber o que vai acontecer em cada capítulo, que é a forma como o título é dividido.
Os gráficos do jogo são incríveis, especialmente o trabalho com as luzes: eles são realmente convincentes e criam um universo imersivo de criaturas, cenários e personagens brilhantes e sombrios. Como destaque, temos os golpes de Bayonetta usando os seus cabelos: os mesmos tomam a forma de mãos, sapatos e, principalmente, monstros gigantes, que são usados em combos incríveis.
A roupa de Bayonetta também é parte de seu cabelo
 Os efeitos sonoros também são muito agradáveis, assim como a trilha durante as lutas e exploração dos cenários. Cabe aqui salientar o trabalho de dublagem do jogo, pois todos os personagens são bastante fidedignos e cativantes. Como não poderia deixar de ser, Bayonetta é o destaque, com uma voz charmosa e provocante, mas também firme e digna de respeito, perfeita para a construção da personagem.

Muito conteúdo e ótimos personagens

O game conta com uma boa quantidade de itens e roupas para serem desbloqueados, todas com ótimos acabamentos e efeitos durante o jogo. Ao contrário de alguns jogos, as animações de cada tipo de equipamento são bastante originais e bem polidas, permitindo ao jogador ter uma sensação de novidade a cada novo armamento liberado.
Jeanne e Bayonetta: rivalidade envolta em mistério
Além da protagonista, há outros personagens interessantes na história do jogo: Cereza, uma menina adorável envolta em um grande mistério; Jeanne, uma bruxa misteriosa e poderosa; Luka, um homem jovem e hábil com uma queda por Bayonetta. Todos os três estão ligados ao passado da bruxa e desempenham uma parte importante no enredo do jogo.
As cenas de Cereza e Bayonetta são ótimas

O game possui diversas sequências de animação, que contam a história por trás do jogo. Todas elas são muito agradáveis, sejam as mais humorísticas, como o flerte entre Bayonetta e Luka, e as mais focadas em ação, como as finalizações dos chefes do jogo e as batalhas com Jeanne. Aliás, a relação entre os personagens e a exploração do universo do título é um bom alívio nos combates frenéticos, e ajudam a aprofundar o interesse do jogador no enredo.

Jogabilidade incrível para todos os gostos

Há um grande número de movimentos, armas e itens diferentes para Bayonetta utilizar, permitindo que o jogador possa adaptar o game ao seu estilo facilmente. Cada combinação possui diferentes combos, exigindo novas estratégias. O inventário inclui diversos tipos de pistolas (inclusive para tornozelos), espadas, chicotes e luvas com garras afiadas.
Combos bem executados são mortais para os inimigos
Mais do que apenas lutar, você deve aprender como evitar ataques inimigos. Além de evitar o dano dos oponentes, ao esquivar um ataque no último instante o jogador ativa o efeito Witch Time, que torna os inimigos mais lentos por algum tempo. Essa habilidade é a chave para uma jogabilidade mais competitiva, já que além de permitir ataques mais rápidos, diversos movimentos especiais são desbloqueados nesta situação.
Lembre-se de usar as armas de fogo
O jogo conta com os famosos eventos de tempo rápido (Quick Time Events), que consistem em apertar o botão certo no momento correto, exigindo que o jogador fique sempre atento ao que está acontecendo na tela. Alguns combos e golpes mais poderosos também exigem comandos específicos que são indicados ao jogador.

Nem tudo são flores...

O game tem basicamente dois problemas. O primeiro é que algumas vezes o jogo pode se tornar realmente difícil e desafiador (principalmente se você não dominar o sistema de esquiva ou perder alguns dos eventos de tempo rápido), o que pode levar você a querer jogar seu controle na parede. E se você for daqueles que busca os 100%, prepare-se para enfrentar inimigos e missões quase impossíveis.
Os monstros invocados são gigantes e poderosos!
Caso o jogador não esteja habituado a este gênero, é recomendável iniciar na dificuldade mais baixa, e só progredir quando estiver acostumado com as mecânicas do jogo. Outro ponto que pode ser considerado um problema é a trilha sonora: como eu disse antes, ela é interessante e tem boa ambientação com a proposta do jogo, mas pode ficar um pouco repetitiva próximo ao final do jogo.

Um game apaixonante

Bayonetta é um jogo excitante e divertido, que vai te entregar muitos combates desafiadores, customizações, cenários fantásticos, uma grande história e… ainda mais combates desafiadores! Sua popularidade é tanta que o game rendeu ports para PC, Wii U e Nintendo Switch. Todo o game é brilhantemente (ou sombriamente) projetado e estruturado, o que torna este título um dos melhores do gênero hack-and-slash disponíveis no mercado.
Muita ação e diversão com a bruxa Bayonetta

Revisão: Link Beoulve
Matheus Senna de Oliveira é um grande fã da décima arte, embora ultimamente não tenha tido muito tempo disponível para ela. Seus games favoritos (que formam uma longa lista) incluem: Kingdom Hearts, Guitar Hero, Zelda, Crash, FIFA, COD, Pokémon, MvC, Yu-Gi-Oh, Resident Evil, Bayonetta, Persona, Burnout e Ratchet & Clank. Caso tu tenhas gostado da matéria que ele escreveu, é possível encontrar mais algumas no blog dele.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook