BGS 2016: Estúdio brasileiro pretende criar primeiro eSport nacional

Jogo de futebol de botão é um dos destaques da Área Indie do evento.



Explorar a Área Indie da Brasil Game Show (BGS) é missão que traz como recompensa a descoberta de produções nacionais que surpreendem por sua qualidade. Se nosso mercado de jogos conseguiu atingir esse padrão elevado, porque não sonharmos com a criação de um eSport com raízes verdes e amarelas? Visando atingir esse objetivo, o estúdio Smyowl traz para a feira o Super Button Soccer, título para PC que leva a brincadeira com o futebol de botão para o mundo virtual.


“Queremos construir uma comunidade forte e estamos começando a caminhar nesse sentido. Já temos pessoas com centenas de horas de jogo e alguns deles estão muito bons. Nem nós, que desenvolvemos o título, conseguimos mais ganhar desses primeiros pro players”, revela Maurício Tadeu Alegretti, vice-presidente de games da Smyowl, destacando que a transformação de Super Button Soccer em eSport depende bastante da base de jogadores.

Para solidificar esse grupo, o estúdio pretende liberar semanalmente novos conteúdos gratuitos. Por exemplo, em agosto foi lançado o pacote com times inspirados nas seleções que estiveram nas Olimpíadas. Para a BGS 2016, a novidade é a inclusão das equipes que disputam o campeonato brasileiro. “Com isso, queremos que os fãs continuem jogando e atinjam níveis elevados que justifiquem a criação de campeonatos online”, diz Alegretti.


Nascimento

O projeto surgiu em 2012, quando chegou para celulares um jogo com a mesma temática chamado de Button Soccer. “O resultado desse primeiro teste foi positivo e o título continua colecionando downloads até hoje”, comenta Alegretti.

Após o ensaio inicial, o estúdio deixou o futebol de botão um pouco de lado e voltou suas atenções para outros trabalhos. No total, 17 jogos foram criados em cerca de quatro anos, mas o queridinho continuava sendo Button Soccer. “Foi durante os preparativos para a BGS 2015, quando apresentamos Neymar Jr. Quest, que decidimos aproveitar o assunto futebol para mostrar ao público o novo Super Button Soccer, versão melhorada do primeiro projeto”, afirma Alegretti.

O jogo esteve no Steam Greenlight e foi aprovado. Depois, nos primeiros meses de 2016, entrou em Early Access. Em julho deste ano, Super Button Soccer foi lançado oficialmente. “Estamos satisfeitos com o resultado, melhor até do que imaginávamos”, destaca Alegretti.

Parcerias e projetos

A Smyowl conversou com alguns times de futebol para incluir material oficial das equipes no projeto. “Isso seria legal, mas é algo que não faz tanta falta”, analisa Alegretti. Quando a parte gráfica estava sendo planejada, foi percebido que as crianças que jogam futebol de botão nem sempre têm as peças com os escudos perfeitos. Simplesmente, o botão verde vira o time do Palmeiras e o azul se transforma na seleção da Argentina. “Quisemos transportar essa realidade para o jogo. Por isso, existem muitas brincadeiras não somente com o nome das equipes, mas também na narração e nome dos jogadores. Todos fazem referências ao mundo real”, explica Alegretti.


Repercussão

Na fase de desenvolvimento, a equipe de criação tinha dúvidas de como o mercado internacional receberia o projeto, já que futebol de botão é algo praticado somente no Brasil e Hungria. “As pessoas de outros países não têm a base, entretanto ainda assim o título está apresentando desempenho positivo lá fora. O apelo principal de Super Button Soccer com o público brasileiro é relembrar a infância. No exterior, o jogo está atraindo a atenção de quem gosta de FIFA ou PES”, diz Alegretti.

“Super Button Soccer está sendo vendido na BGS por valores promocionais. Quem adquirir o jogo também recebe uma figurinha colacionável exclusiva do evento”, finaliza Alegretti. Todos que compraram o título anteriormente também já podem baixar gratuitamente o pacote com os times do campeonato brasileiro.

Escreve para o GameBlast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google
Disqus
Facebook