Blast Test

Bunker Punks (PC): tiroteio e pilhagem

Testamos o acesso antecipado desse roguelike FPS e nos surpreendemos com o bom ritmo do game.

Em acesso antecipado, Bunker Punks é mais um daqueles roguelikes que te sugam horas e horas do dia se você não tomar cuidado. O mais impressionante disso é que se tratam de games que poderiam muito bem serem aproveitados em rápidas sessões, mas que prendem o jogador pelo bom ritmo de jogo. Aqui, a coisa não é diferente, já que rapidamente estamos guiando nossos punks e trocando muitos tiros pelas salas e corredores cheios de inimigos.


O game se passe em um futuro distópico no qual grandes corporações e um Governo Corporativo reprimem e controlam a vida das pessoas. Os punks que se escondem em bases abaixo do solo (os tais bunkers) invadem essas corporações em busca de armas, dinheiro e equipamentos.

A premissa é simples, mas casa bem com a proposta do game, além de ser reforçada a todo momento pelos estágios; seja nos combates contra robôs e homens medonhos, seja em imagens e pôsteres em cada sala que contam um pouco daquele mundo.

Entretanto, a parte que prende mesmo a atenção é essa alternância entre as incursões nas corporações (as raids) e o momento de gastar os créditos obtidos com melhorias para nosso bunker. Durante a invasão das empresas, podemos encontrar diferentes tipos de loot. Os mais imediatos são as armas, munições e pacotes de vida, que são usados justamente para enfrentar os inimigos e sobreviver ao caos do pavimento em que você está. Já os equipamentos complementares (capacetes, luvas e roupas) ficam com o personagem até ele morrer, seja nesta ou em outra invasão.

Existem ainda as duas unidades monetárias do jogo; os creds e os techs. Os primeiros são usados para melhorar o bunker na sessão atual. Já os segundos são permanentes mesmo após a morte de todos os seus punks, já que com eles é possível comprar novas instalações, melhorias, armas e equipamentos que vão aparecer no próximo jogo. O objetivo é conseguir chegar até o Governo Corporativo e, para isso, é necessário conseguir o máximo de recursos possível em cada empresa.

Me agrada bastante esse esquema de ter alguma progressão permanente para a próxima jogada, ainda que a melhoria das habilidades do próprio jogador também seja essencial. É um sistema que está presente em jogos que gosto muito, como Rogue Legacy e Darkest Dungeon.
As corporações que devemos invadir.
Por outro lado, tudo isso não funcionaria se o aspecto central de Bunker Punks não fosse sólido. O ritmo das batalhas e da exploração dos andares das corporações também anima. O tiro dos inimigos é mais lento que o seu, o que dá espaço para desvios e o jogo te impele o tempo todo a ser mais rápido, realizando sequências de ações. Você pode comprar uma melhoria no bunker que faz com que cada combo cure seu personagem. Sendo assim, é praticamente essencial, principalmente nas fases mais avançadas, limpar rapidamente os inimigos de uma sala.

O fato das munições, pacotes de vida, creds e techs sumirem em um curto espaço de tempo , se você não os pegar, também te faz ser mais ofensivo e se movimentar mais. O resultado, por fim, de tanto tiroteio é catártico:

E se já não bastassem todos os aspectos te dizendo para ir logo, a trilha sonora também consegue pilhar o jogador com seu ritmo acelerado. É bom que o game se preocupe em te fazer ser ofensivo, já que é extremamente necessário conseguir o maior número de recursos, principalmente nos estágios mais avançados e mais complicados do jogo. A quantidade e qualidade dos inimigos cresce, assim como a agressividade deles. Tudo em busca da última incursão no Governo.


A promessa é a de adição de mais conteúdo, mas Bunker Punks já é um bom game para se jogar em partidas rápidas ou perder uma tarde inteira.

Revisão: Ana Krishna Peixoto

é um homem sem qualidades. Para se esquecer das décadas de fracassos de sua vida real, resolveu passar parte do seu dia jogando. Iniciado nos games por Adventures e JRPGs, hoje em dia joga de tudo. Gosta muito de escrever sobre jogos, mas só dá nota 10 para games em que você pode dar Suplex em um trem.

Comentários

Google
Disqus
Facebook