Hands-on

Dark Souls III (Multi) marca o retorno de Hidetaka Miyazaki à franquia

Retorno de Miyazaki como diretor da série Souls promete expandir e evoluir os conceitos que a tornaram o grande sucesso que é.


Hidetaka Miyazaki está de volta a direção da série Dark Souls. Após o sucesso de Bloodborne (PS4), no qual atuou como diretor, e recepções negativas a Dark Souls II (Multi) (se comparado com os demais jogos da "linha Souls"), no qual sua atuação foi apenas como supervisor, a grande cabeça da From Software está de volta ao lugar de onde os fãs desejaram que ele sempre estivesse. Durante a conferência da Microsoft, Dark Souls III foi oficialmente anunciado.


Neste retorno, a principal promessa é evoluir os dois principais conceitos que garantem o sucesso e a unicidade da série: a alta dificuldade que garante uma sensação de conquista e vitória aos jogadores e um sistema de interação online único entre os jogadores.

Expandindo conceitos

Uma das características mais antecipadas para Dark Souls III é a evolução da forma com a qual as armas são utilizadas, e as diferentes estratégias possíveis graças a esta evolução. A espada possui outras duas empunhaduras, cada qual com o seu ataque especial e caracteristicas de movimentação. O arco curto agora pode ser utilizado para atirar com o personagem em movimento. Uma nova arma, a cimitarra, possui a capacidade de ataque giratório, útil para derrubar múltiplos inimigos ou simplesmente afastá-los para buscar uma nova estratégia mais adequada para a situação.


Inteligência sempre fui uma das características fortes da série. Nos títulos já lançados, o jogador que explora mais é recompensado com atalhos. Em Dark Souls III, a promessa é que a utilização de dificuldades e recursos do cenário sejam explorados para facilitar a vida daqueles que optarem por pensar a situação.

Dois exemplos foram dados: em uma delas, um corredor com seis inimigos, os quais os mais afastados atiravam a distância, atacavam o jogador. A outra opção era fugir e subir uma escada, que levava a um dragão. O dragão cuspia fogo e este ataque poderia ser utilizado para queimar os inimigos do corredor e prosseguir por este caminho mais facilmente. O segundo caso acontecia ao entrar em uma sala escura, com três inimigos no andar inferior, próximo a caixas. Estas caixas são explosivos e, caso o jogador opte por atacar, a explosão acaba com os três.

Uma evolução dos conceitos-base

 Dark Souls III promete ser a experiência definitiva para os fãs da série. O imenso mapa tem todas as regiões visíveis alcançáveis. As salas escuras continuam com ataques surpresas para pegar os jogadores desprevinidos. E, principalmente, a recompensa é para a evolução pessoal do jogador, não do personagem.

Escreve para o GameBlast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original.


Disqus
Facebook
Google