Blast from the Past

Pac-Man (Arcade) e a criação de um dos mascotes mais famosos dos games

Conheça as origens de Pac-Man, ou "Come-Come", um dos personagens mais icônicos dos videogames, criado pela Namco em 1980.


Antes de Mario e Sonic ficarem populares em seus respectivos consoles domésticos, o NES e o Mega Drive, as pessoas iam aos famosos fliperamas para jogar videogame. Estamos falando da era em que Galaxian e Asteroids eram os jogos do momento.


Então, em 1980, surge um dos mascotes mais icônicos dos jogos eletrônicos. Antes mesmo de Donkey Kong (NES) ser concebido, o mundo dos games recebia Pac-Man, ou "Come-Come", como é conhecido no Brasil. Dando origem a inúmeras sequências, o primeiro jogo com a simpática bolinha amarela da Namco mostra as marcas do tempo, mas ainda retém muito de seu charme original. 

Um jogo sobre… comida?

A proposta de Pac-Man é bem simples: controlamos uma bolinha amarela que fica abrindo e fechando a boca, enquanto exploramos um labirinto, tentando coletar pastilhas, ao mesmo tempo em que ficamos atentos aos fantasminhas que caçam o protagonista. O jogo foi feito de maneira que fosse maravilhosamente fácil de jogar, mas nem tão fácil assim de dominar.

Os quatro fantasmas que perseguem o jogador – Blinky, Pinky Dink Doo, Inky e Clyde – frequentemente criam "armadilhas" para deixá-lo sem saída. Isso fazia com que tivéssemos que estar sempre atentos aos movimentos dos inimigos para sermos bem sucedidos. A única maneira de ficarmos mais poderosos que os fantasmas era pegando pastilhas especiais (quatro por fase), que deixavam Pac-Man invencível por um breve período de tempo. Nesses momentos, era possível devorar os fantasmas e ganhar pontos extras.


Pac-Man rapidamente caiu no gosto do público e fez um enorme sucesso, chegando até mesmo a ser o primeiro videogame a ter um merchandising massivo na história. Camisetas personalizadas, bonés e xícaras de café com estampas do Come-Come e seus adoráveis inimigos tiveram um grande apelo entre os jogadores da época. Mesmo hoje, não é tão raro ver alguém usando alguma marca em referência ao personagem e seu jogo. 

Mas afinal, como Pac-Man foi criado? Tudo começou quando Tori Iwatani, que trabalhava na Namco, estava tentando pensar em um jogo que fosse diferente dos populares jogos de tiro nos fliperamas. A ideia, então, teria surgido pronta em sua cabeça em um jantar com amigos, quando pediram uma pizza e ela veio sem uma fatia. Não precisamos nem dizer o que lembra uma pizza sem fatia, certo?
Por alguma razão, esse jogo me deixa com fome...
O jogo foi desenvolvido e recebeu o nome de Puck-Man. A palavra Puck vem de "paku-paku", uma expressão em japonês que remete ao som de mastigação (onomatopeia de abrir e fechar a boca). O problema apareceu quando a Midway Games comprou os direitos do jogo para lançá-lo nos Estados Unidos. A empresa alterou o nome do game para que os jogadores não pudessem trocar o "p" por um "f" (formando uma palavra de baixo calão em inglês), e o nome do personagem acabou ficando Pac-Man.

O legado de Come-Come

Como é de se esperar, a franquia da bolinha amarela da Namco cresceu desde o lançamento do jogo original em 1980. Logo no ano seguinte, a empresa lançou Ms. Pac-Man, que contava com a mesma mecânica do game anterior, mas adicionando mais labirintos e pondo os jogadores na pele da namorada de Pac-Man.


O personagem também se aventurou pelo gênero de plataforma 3D, como em Pac-Man World (PS) e no recente Pac-Man and the Ghostly Adventures (Multi). Apesar de muitos considerarem os jogos desse ramo bons, alguns fãs mais conservadores preferem as mecânicas orginais para arcade. Esses também não foram esquecidos – basta dar uma olhada em Pac-Man Championship Edition (Multi) para perceber que a fórmula clássica ainda consegue divertir.

Talvez hoje em dia Pac-Man não seja mais o astro que um dia já foi, mas com certeza ainda está no coração de muitos jogadores. Acima de tudo, é bom saber que o personagem ainda tem muito a mostrar. Nosso querido Come-Come estará presente como personagem jogável em Super Smash Bros. for Wii U and 3DS, ao lado de Mario, Sonic e Mega Man. Não que pudesse ser diferente – afinal, a bolinha amarela da Namco ainda tem muitos seguidores, ansiosos por mais aventuras.


Revisão: Alberto Canen
Capa: Stefano Genachi

Escreve para o GameBlast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google
Disqus
Facebook