Perfil

Direto de Monster Hunter, conheça Rathian e a fúria do poder feminino

Escolha sua arma, vista sua armadura e venha conhecer a Queen of the Land, um dos monstros mais antigos da franquia Monster Hunter.

A franquia Monster Hunter, que foi apelidada de “MonHun” pelos jogadores, nasceu na 6ª geração de consoles com o jogo de nome homônimo lançado em 2004 para PS2. As marcas registradas da franquia, até hoje, são o alto nível de dificuldade e a qualidade excepcional da inteligência artificial dos monstros. Atualmente, a série conta com 11 jogos lançados para diversos consoles diferentes, do já citado PS2 até o Wii U, passando inclusive por portáteis como PSP e 3DS.

Na maioria dos games da franquia, temos a presença de Rathian. Essa criatura é uma Wyvern (uma espécie de réptil voador que não é um dragão), caracterizada por possuir grandes asas, duas patas apenas e uma longa cauda. Ela é a contraparte fêmea de outra criatura já antiga dos jogos, Rathalos, do qual apresenta poucas diferenças (cor e tamanho, basicamente). Também é conhecida como Queen of the Land (em tradução livre “Rainha da Terra”), pois possui pouca aerodinâmica devido aos grandes espinhos em suas asas. Dessa forma, Rathian voa pouco e de forma um pouco desajeitada; tem como melhor área de combate o solo, por isso o sugestivo nome.

Mais de 10 metros de veneno, fogo e fúria!

Mesmo que ela fique muito longe dos maiores monstros de MonHun no quesito tamanho, comparada à altura de um humano do jogo (1,70m), Rathian é bem ameaçadora. Os menores exemplares da Rainha da Terra medem 11,5 metros de altura enquanto as maiores representantes da espécie chegam a medir até  23 metros — o que supera até os maiores machos (Rathalos).

Além do tamanho, como toda boa wyvern, ela conta com poderosos ataques venenosos que podem arrasar os coitados que não carregam um antídoto na mochila. Seu veneno pode ser transmitido através de mordidas, pelas placas espinhosas sobre suas costas quando ela atropela a vítima ou até mesmo com um poderoso golpe de sua cauda cheia de espinhos. Vale lembrar que uma das coisas que a difere do macho (Rathalos) é o fato dela não envenenar através das garras, ao contrário dele. Uma das possíveis explicações para isso é o fato de Rathians ficarem mais no solo, o que as faz usar mais as patas para andar ao invés de atacar.

Entre os seus golpes o elemento fogo também está presente. Rathian pode lançar poderosas labaredas à distância e até três bolas de fogo seguidas. Essas bolas de fogo, além de derrubarem a vítima na hora, podem deixá-la em chamas, o que só aumenta o dano causado pelo ataque (some isso ao veneno já citado e reflita como é fácil morrer para essa criatura). 

As Rathians são conhecidas por serem relativamente rápidas e atacarem furiosamente. Parte disso se deve ao fato da noção de territorialidade desses monstros ser muito forte — eles atacam qualquer coisa que entra em seu território ou ameaça chegar perto de seu ninho. Tenha o dobro de cuidado em missões onde você deve invadir o ninho de uma Rathian ou, pior, pegar um de seus ovos (a chance de um monstro de 10 metros literalmente cair em cima de você num turbilhão de asas e espinhos é bem alta!).

Um monstro pra qualquer terreno

Um dos pontos altos dessas criaturas aterrorizantes é a versatilidade. Elas podem sobreviver em quase todo tipo de território, contanto que a temperatura seja ideal para a criação de jovens Rathian e Rathalos e que tenha abundância de alimentos. No entanto, segundo o guia dessas criaturas, presente em Monster Hunter 3 Ultimate (Wii U / 3DS), elas preferem áreas com bons locais para fazer ninhos e com facilidade de explorar o terreno ao redor. Dessa forma, topos de montanhas e cavernas têm presença confirmada de ninhos gigantes.

Como já dito, Rathians são muito territoriais e patrulham seu lar por terra enquanto sua contraparte masculina fica no céu. Rathian possuem uma espécie de “radar” para identificar invasores e isso é muito influenciado pelo instinto materno exacerbado (elas cuidam de seus filhotes em parceria com Rathalos até que eles tenham idade suficiente para garantir a própria defesa).

Por conta dessa característica de ambiência, Rathians podem ser encontradas em numerosos terrenos diferentes: Forest and Hills, Swamps, Deserts, Jungles, Gorge, Highland e Great Forest; enquanto que nos jogos da série ambientados no Novo Mundo, elas são encontradas em Deserted Island, Flooded Forest, Sandy Plains, Ruins Field e também em Primeval Forest.

De diversas cores para diversos níveis!

Como a maioria das criaturas presentes em MonHun, Rathian possui algumas subespécies que apresentam cores e níveis de dificuldade variados. O importante aqui é não pensar que só porque você matou uma Rathian “comum”, você está apto para matar uma dourada, por exemplo. Não, meu amigo ou minha amiga, você vai precisar de equipamentos mais poderosos, horas de treino e alguns bons companheiros para enfrentar as formas mais fortes dessa fêmea barra pesada! Confira as variações da espécie:

  • Pink Rathian: essas Rathians de coloração rosa possuem uma blindagem um pouco superior à de suas parentes esverdeadas e ficam mais próximas de seu equivalente masculino, Azure Rathalos. São encontradas em regiões de clima temperado ou tropical. Seus ataques são bem semelhantes aos da fêmea comum;

  • Gold Rathian: a subespécie confirmada mais forte, as Rathians Douradas possuem uma carapaça coberta por uma grossa camada de ouro, o que aumenta tanto a busca por essas criaturas quanto a dificuldade de derrotá-las. Elas também são as mais agressivas e rápidas dentre as Rathians; podem ser encontradas em Ancient Tower, Misty Peaks e, raramente, em Swamps;

  • Hardcore Rathian: todas as suas subespécies possuem uma forma Hardcore (HC), assim como a Rathian esverdeada. Essa forma possui mais espinhos venenosos e novos tipos de comportamentos e ataques, deixando a luta mais difícil ainda!


  • Bônus — Black Flying Wyvern: essa criatura sinistra foi introduzida em Monster Hunter Frontier Forward.1 (lançado somente no Japão) e não se sabe ao certo se trata-se de um Rathalos ou de uma Rathian (ou dos dois). O fato é que esse/essa wyvern negra possui novos ataques devastadores e uma resistência muito maior. O rank mínimo para participar da missão de caçá-la é 300, só para termos uma ideia.


O que é imortal não morre no final

Como todo bom monstro, pode ser difícil enfrentá-la, mas uma hora Rathian finalmente morre! Entre os sinais de fraqueza que a criatura demonstra estão os tropeços e quedas, a diminuição da agilidade durante os ataques e também suas partes quebráveis. Ao golpeá-la repetidas vezes na cauda, essa se parte impedindo que Rathian utilize a cauda de espinhos para te massacrar; seus chifres e espinhos também começam a se quebrar com o decorrer da luta e no final, podemos ver até suas asas ficando mais comprometidas. 

Vale lembrar que a parte mais vulnerável dessas criaturas é a cabeça (não sei se isso é bom ou ruim…), mas ela também sofre danos, mesmo que medianos, na barriga e nas patas. Entretanto nunca fique muito tempo embaixo dessas monstruosidades venenosas, pois um de seus golpes mais mortais é o salto de costas, no qual ela raspa sua cauda no chão como uma vassoura que varre toda a esperança de você vencer a luta.

Concluindo, Monster Hunter possui diversas criaturas memoráveis e todas merecem um Perfil aqui no Blast, mas a Rathian é nostálgica! Ela está presente na série desde o primeiro jogo e todo bom Hunter já passou horas matando alguma de suas subespécies. Afinal, o primeiro urro de Rathian que ouvimos de perto, a gente nunca esquece. E vocês? Contem qual foi o seu momento mais épico com uma dessas criaturas!
Jogos nos quais Rathian aparece:
  • Monster Hunter (2004, PS2);
  • Monster Hunter G (2005, PS2/Wii);
  • Monster Hunter Freedom (2005, PSP);
  • Monster Hunter 2 (2006, PS2);
  • Monster Hunter Freedom 2 (2007, PSP);
  • Monster Hunter Freedom Unite (2008, PSP/iOS);
  • Monster Hunter 3 (2009, Wii);
  • Monster Hunter Portable 3rd (2010, PSP/PS3);
  • Monster Hunter 3 Ultimate (2013, 3DS/Wii U);
  • Monster Hunter 4 (2013, 3DS).
Revisão: Marcos Vargas Silveira
Capa: Felipe Araújo 

Gilson Peres é Psicólogo e Mestre em Comunicação pela UFJF. Está no Blast desde 2014 e começou sua vida gamer bem cedo no NES. Atualmente divide seu tempo entre games de sobrevivência e a realidade virtual.

Comentários

Google
Disqus
Facebook