King, responsável por Candy Crush Saga, entra na justiça contra The Banner Saga

Parece que a King, dona do Candy Crush Saga , leva suas patentes muito a sério. Depois de patentear a palavra Candy , a empresa agora ent... (por Chibieska em 23/01/2014, via GameBlast)

Parece que a King, dona do Candy Crush Saga, leva suas patentes muito a sério. Depois de patentear a palavra Candy, a empresa agora entrou em disputa judicial com a desenvolvedora Stoic por causa da palavra Saga.


A desenvolvedora Stoic é responsável por The Banner Saga, RPG estratégico para PC e Mac. Alex Thomas, um dos fundadores da desenvolvedora, disse que ao tentar registrar a marca Banner Saga para fazer uma continuação do jogo, teve o pedido bloqueado pela King. A King alega ter 13 diferentes produtos registrados com o termo Saga, e que, com isso, a Stoic não poderia usar a palavra em seu jogo, pois causaria confusão entre os jogadores.
“Essa é uma questão importante, pois nós já temos uma série de jogos onde Saga é um termo chave pelo qual nossos jogadores associam a um game da King. Não temos qualquer dúvida de que The Banner Saga não está tentando construir uma marca sobre nosso conteúdo. No entanto, como qualquer empresa prudente, é preciso tomar todas as medidas adequadas para proteger nossa propriedade intelectual, tanto agora como no futuro.”
Entretanto, a Stoic divulgou um comunicado informando que vai usar a palavra assim mesmo.
“Dois anos atrás, nos propusemos a fazer um jogo épico viking. Nós fizemos, e as pessoas adoraram, por isso estamos fazendo outro. Nós não vamos fazer uma saga viking sem a palavra Saga, e nós não apreciamos pessoas dizendo que não podemos.”
Particularmente, acho improvável que algum jogador confunda Candy Crush Saga com The Banner Saga, já que os dois jogos são claramente distintos. Aparentemente, o interesse nas patentes da King vai muito além do discurso sobre evitar jogos clones.

Fonte: Joystiq

Escreve para o GameBlast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original.


Disqus
Facebook
Google