Jogamos

Análise: Uma inusitada e divertida mistura o espera em Pac-Ball (Android)

Existem dois jogos que, apesar de muito simples, conseguem ser, também, muito interessantes. Apesar de suas diferenças, são ambos surpr... (por Ok em 24/01/2014, via GameBlast)


Existem dois jogos que, apesar de muito simples, conseguem ser, também, muito interessantes. Apesar de suas diferenças, são ambos surpreendentemente divertidos, capazes de roubar algumas horas do seu dia só para ver se consegue passar para a próxima fase ou completar os desafios.

O primeiro deles se chama Pac-Man, o clássico dos anos de 1980, conhecido popularmente no Brasil como "Come-Come", uma simples bolota amarela que percorre labirintos tentando comer todos os pontinhos enquanto foge dos fantasmas.

O outro é o Labyrinth, versão moderna e digital daquele joguinho que consistia em um tabuleiro que, ao ser girado pelo espaço, permitia a uma bolinha estrategicamente colocada em seu interior vagar por um labirinto, até que o jogador fosse capaz de levá-la ao objetivo.

Encontro de dois mundos

O game do qual trata a Análise de hoje, Pac-Ball, pode muito bem ser considerado como um crossover entre os que mencionamos antes. Na realidade, é uma grande mistura dos dois, contando com os elementos de Pac-Man e a jogabilidade de Labyrinth.

Assim como no game da bolota amarela, o objetivo principal, aqui, é comer todos os pontos brancos e escapar dos... bem... androides. É que os clássicos fantasmas são substituídos pelo mascote do sistema operacional da Google.

De simpáticos mascotes a sanguinários inimigos.

A diferença é que o personagem principal, aqui, é realmente uma bola, e não um ser no formato de uma. Então, para movimentá-la, tudo que o gamer precisa fazer é girar seu dispositivo de um lado para o outro, para cima e para baixo, exatamente como no jogo do labirinto. É verdade que também existe a possibilidade de controlá-la através de toques, mas isso tira grande parte da graça do título.

Se isso não for o suficiente, ainda existem alguns power-ups retirados diretamente do Come-Come, como o ponto maior, que faz com que a bolinha seja capaz de derrotar os androides, e algumas frutas, que aparecem aleatoriamente e somam mais alguns números em sua pontuação.

Fuja e sobreviva

Se parássemos por aqui você com certeza já teria alguns bons motivos para dar uma chance ao jogo, mas ainda há algo mais a acrescentar. Isso porque, até agora, falamos apenas do modo clássico do game. Também é possível jogar em modalidades de sobrevivência e de portais, "Survival" e "Gate", no original.

O primeiro te coloca em um dos tradicionais labirintos para comer quantos pontos for capaz antes que o tempo acabe ou você seja detonado por um dos androides. Cada etapa deste modo possui um limite de tempo durante o qual você deve tentar esquivar dos inimigos, antes de passar para a seguinte.

"Gate Mode", onde não basta comer os pontinhos.

O segundo é semelhante ao clássico já que os pontos não retornam após serem pegos. Neste modo, porém, o objetivo principal não é simplesmente coletá-los, mas iluminar todos os portais no labirinto. Passe por um deles uma vez e ele acende. Passe duas vezes e ele apaga novamente. Este talvez seja o modo mais difícil do jogo.
Uma mistura alucinada de dois games simples e divertidos, Pac-Ball conta, ainda, com alguns itens desbloqueáveis, como novos temas para a bolinha e seus inimigos e mais vidas e power-ups para usar durante as fases. O game tem ainda uma versão gratuita e outra completa, que vem com todos os estágios liberados e totalmente livre de anúncios. Seja como for, uma ótima pedida para os usuários de Android que buscam um bom passatempo.

Prós

  • Todos os elementos do título dos anos 1980;
  • Jogabilidade simples e divertida, retirada de um clássico dos tabuleiros;
  • Um excelente passatempo para os usuários do Android;
  • A versão gratuita não deixa nada a desejar.

Contras

  • O game não tem quase nenhuma originalidade, sendo basicamente uma mistura de dois jogos anteriores;
  • Poderia ser lançado para outros sistemas além do Android.
Pac-Ball - Android - Nota Final: 8.5
Revisão: Bruna Lima
Capa: Felipe Araujo 

Escreve para o GameBlast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original.
Este texto não representa a opinião do GameBlast. Somos uma comunidade de gamers aberta às visões e experiências de cada autor. Escrevemos sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0 - você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original.


Disqus
Facebook
Google