Jonathan Blow revela detalhes de seu próximo jogo, The Witness (PS4/PC/iOS)

Jonathan Blow, mesmo criador do aclamado Braid (PS3), revelou novos detalhes sobre o seu próximo jogo, The Witness . Segundo ele, o cenár... (por Alberto Canen em 16/10/2013, via GameBlast)

Jonathan Blow, mesmo criador do aclamado Braid (PS3), revelou novos detalhes sobre o seu próximo jogo, The Witness. Segundo ele, o cenário é uma ilha cheia de puzzles e o jogador terá toda a liberdade de ir aonde bem entender sem ser forçado em seguir por um caminho linear, bem estilo mundo aberto. Blow ainda brinca que alguém precisa verificar o Guinness Book para descobrir se este é o maior mundo criado para um jogo estilo puzzle.

Interessante notar que, segundo o Game Designer, inicialmente, o planejamento era para um jogo com duração de cerca de oito horas, mas que acabou sendo de 25 a 40 horas, dependendo se você fizer todas as partes opcionais que existirão no game. Uma diferença considerável, pois o jogo ficou cinco vezes maior do que eles primeiro idealizaram.

Finalizando, Blow disse que sua equipe está se esforçando para que o jogo tenha uma taxa de quadros por segundo sólida, garantindo que os gráficos fiquem o mais bonito o possível, mas que rode rapidamente, sem aqueles demoradas telas de carregamento. Como eles estão usando a sua própria engine para criar The Witness, a precisão e maior qualidade dos controles serão mais fáceis de serem alcançadas, apesar de dar mais trabalho e demorar mais tempo. Também será um problema caso eles resolvam portar o game para outras plataformas, já que, por enquanto, só há previsão de lançamento para o PlayStation 4, PC e iOS. Confiram algumas imagens do game:











Se The Witness for tão caprichado e divertido quanto Braid, podemos esperar um jogo de alta qualidade, com puzzles muito inteligentes e diferentes. O jogo ainda não tem data de lançamento confirmada, mas a previsão é para o início de 2014.


Escreve para o GameBlast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original.


Disqus
Facebook
Google