Perfil

Perfil: Protoman (Mega Man)

" Ei irmãozinho !" era uma frase que muitos de nós ouvíamos, a voz do dublador Wendel Bezerra (que também emprestou a voz para G... (por Lucas Palma Mistrello em 23/12/2012, via GameBlast)

"Ei irmãozinho!" era uma frase que muitos de nós ouvíamos, a voz do dublador Wendel Bezerra (que também emprestou a voz para Goku), nas manhãs do Sábado Animado acompanhando a série animada MegaMan. A animação apresentava Protoman como o sádico e arrogante braço direito de Dr. Wily, que tinha como obsessão derrotar seu irmão mais novo, o protagonista. No entanto, qualquer fã que acompanhou os jogos originais da mais longa série da Capcom sabe que não é bem assim. Protoman é um herói seu próprio modo, tendo aparições precisas e salvando a vida de seu "irmãozinho" em mais de uma oportunidade. Saiba mais como foi tudo isso neste perfil!
Atenção: o texto a seguir contém inúmeros SPOILERS sobre os jogos da série original de Megaman, caso você nunca tenha os jogado, (está esperando o quê?) leia por sua conta e risco.
Recomendo também ler este perfil escutando ao belíssimo tema de Protoman, na versão original 8 bits ou na remixagem de 16 bits.

O primeiro de sua espécie

A história de Protoman começa antes mesmo da história de Mega Man. Foi o primeiro robô humanóide com inteligência artificial similar à humana desenvolvido pelo Dr. Light, muito antes dos acontecimento de Mega Man 1, em 200X. Por ser um protótipo, o primeiro de uma linha de criações, Protoman foi o teste da tecnologia de seu criador. Foi uma experiência. Deste modo, sua criação não foi perfeita. Logo alguns defeitos de manutenção e da geração de energia foram detectados por Dr. Light, que pretendia proceder com os devidos consertos.

Protoman recusou-se a ser consertado. Por ser o primeiro, também não existiam outros robôs com personalidade tal como a sua. As outras criações de Dr. Light eram apenas máquinas sem IA, e sendo assim, nunca conseguiu interagir com nenhum outro de sua espécie. Ao ouvir a proposta de manutenção de seu criador, Proto imaginou que ao ser desmontado para conserto, deixaria de ser ele próprio, perderia sua identidade e se transformaria em mais um robô comum, sem personalidade.

Diante da insistência de Dr. Light para ser consertado, Protoman então decidiu fugir do laboratório e sair para o mundo, tornou-se um andarilho solitário, viajando por vários locais. Eventualmente, os avisos de seu criador se concretizaram. Algum tempo depois, seu sistema de geração de energia sofreu uma pane e ele se desligou. Morreu por um tempo
O nome original de Protoman, nas versões japonesas, é Blues. Foi alterado na versão ocidental por motivos óbvios, pois ele é vermelho. No entanto, a rima dada por Kenji Inafune, o criador da série, para o nome dos personagens se perdeu. Como é de conhecimento, o nome original de Megaman era Rock (depois Rockman ao receber armas) e sua irmã chama-se Roll, como continuou para esse lado do Pacífico. Desta maneira, ao conceber o irmão da dupla Rock e Roll, seu protótipo, o nomeou de Blues. Blues é um gênero musical criado nos Estados Unidos no início do século XX - parente do Jazz - e é considerado o berço do Rock'n Roll. Foi no Blues que os percursores do Rock, como Chuck Berry, Do Diddley e Jerry Lee Lewis se formaram musicalmente.

Break Man

Alguns anos de sua "morte" se seguiram até que seu corpo, sem "vída", foi encontrado por Dr. Wily, e reativado pelo já ex-assistente de seu criador. Com ódio de Light por ter sido uma construção incompleta, aceitou se submeter a uma atualização pelo grande vilão desde que sua personalidade e memórias fossem mantidas. Recebeu um capacete e um visor para que conseguisse esconder sua identidade de seu criador. Com o anonimato também recebeu armas, e se tornou um robô de combate, Infelizmente, seu corpo não estava preparado para tal atividade, e foi necessário também utilizar um escudo para evitar danos maiores devido a sua fragilidade, o que também o obrigou a desenvolver um estilo de luta próprio, baseado em atirar e correr.

No final de 200X, Dr. Wily acenou uma reconciliação com Dr. Light, que voltaram a trabalhar juntos para construir o super-robô Gamma, além de novas oito unidades robóticas para guardarem determinadas peças-chave de  bandidos. Durante os trabalhos, os guardiões se rebelam e fogem com os componentes, impedindo que Gamma fosse completado. E liderando os rebeldes estava Protoman, escondido sobre uma máscara e utilizando o nome de Break Man.

Seus encontros com seu irmão, Megaman, durante as batalhas, e a traição final de Dr. Wily abriu os olhos de Protoman. Ao término da última batalha, a fortaleza do vilão veio abaixo, com destroços caindo atingido Wily e Megaman. No último segundo, Proto entra em cena e resgata seu irmão da morte certa, o deixando inconsciente no laboratório onde ambos haviam sido criados. Diante deste evento, Dr. Light reconhece o assobio característico e revela finalmente a identidade do salvador: irmão de Megaman e Roll.


Currículo de Herói

Após o resgate final dos últimos eventos, Protoman definitivamente entrou para o hall dos grandes heróis da Capcom. Quando alguns anos mais tarde o renomado cientista russo Dr. Cossack se rebelou contra a humanidade, Megaman estava prestes a exterminá-lo quando, novamente no instante decisivo, Protoman apareceu com Kalinka. Kalinka era a filha de Cossack que havia sido raptada por Wily, que havia chantageado seu pai para que ele criasse os novos robôs e enfrentasse Light. Com a intervenção de Proto, Megaman descobriu a trama e pôde combater o real inimigo.

Logo depois ocorreu talvez o principal fato da vida de Protoman: Dr. Light foi raptado em seu laboratório e um cachecol amarelo deixado no local, indício de quem seria o responsável pelo sequestro. Megaman saiu em investigação encontrando face a face o raptor, tentou negociar mas foi brutalmente atacado. Quando estava prestes a ser morto foi salvo pelo seu irmão mais velho - que se encontrava também aprisionado por Wily - expondo que quem havia sequestrado Light era, na verdade, Dark Man, um robô criado por Wily capaz de se transformar em Protoman. Ainda assim, nosso herói continuou a proteger seu irmãozinho, o ajudando a escapar da destruição da fortaleza do vilão.

A partir daí, Protoman se afasta um pouco da ação, se limitando a dar conselhos ou ítens ao seu irmãozinho enquanto ele enfrentava as ameaças de Dr. Wily. Em uma oportunidade desenvolve uma breve amizade com Duo, o policial espacial que cai na Terra em busca da Evil Energy.

No entanto, quando o robô King desejou criar um país livre de humanos, Protoman tomou forte atitude e tentou enfrentar o chefão sozinho, sendo brutalmente derrotado, todavia. Ainda assim não desistiu e retornou em seguida para uma revanche, sendo capaz de destruir o forte escudo de King, que impedia Megaman e Bass de atacarem o vilão. Ainda nesses eventos, Protoman invade o esconderijo de Dr. Wily, destruindo os planos para a construção de um novo e mais forte robô King, aproveitando também para dar uma lição de moral em Bass.

Depois de muito tempo de paz, vários robôs enlouquecem pelo mundo e Dr. Wily reaparece incriminando Dr. Light por transformar o mundo em um caos. Megaman retorna em cena para lutar, sendo observado de perto por Protoman, que tentou avisá-lo das armadilhas do vilão. Mesmo assim, o irmão mais novo decidiu correr o risco; Protoman finge que deixa o local, mas retorna para salvá-lo nos instantes finais.

Fim de carreira?

Mesmo sendo um dos ativos na última das campanhas contra Dr. Wily na crise da gripe robótica Roboenza, Protoman deu sinais de que já encontrava desgastado e não está mais na melhor forma. Diferentemente de seu irmão caçula, que conseguiu enfrentar todos os perigos sem dificuldades, Proto acabou se infectando com o vírus - sendo salvo, numa inversão da tradição, por Megaman.


E, mais alarmante, ao final de Mega Man 2: The Power Fighters, Dr. Light volta a falar com Protoman sobre o defeito de sua construção, lá nos idos de 199X, que prejudica sua geração de energia e causa extremo sofrimento, oferecendo ajuda mais uma vez, que, obviamente, é recusada. Nosso herói diz que tem mais coisas a fazer e vai embora...

Como a maioria dos personagens, Protoman não aparece na série Mega Man X em 21XX, mas seu final parece mais próximo que o dos demais. O que será de Protoman no futuro?

Protoman.EXE é a contraparte do irmão mais velho de Megaman no universo de Mega Man BattleNetwork. Como NetNavi de Chaud, o superdotado algoz do protagonista Lan, desta vez é claramente um rival de Megaman.EXE. É um personagem recorrente em todos os jogos da série de RPG do GameBoy Advance, e controlável em alguns. Seu visual é uma mescla do desenho de Protoman da série original com Zero da série X, levantando várias possibilidades de uma ligação entre os dois personagens.

Aparições Selecionadas

  • Mega Man 3 (NES) - primeira aparição
  • Mega Man 4 (NES)
  • Mega Man 5 (NES)
  • Mega Man 6 (NES)
  • Mega Man 7 (SNES)
  • Mega Man 8 (PS)
  • Mega Man & Bass (SNES)
  • Mega Man 9 (Wii) - Personagem controlável por DLC
  • Mega Man 10 (Wii) - Personagem controlável
Apesar de ser um dos personagens principais da série Mega Man, Protoman apenas foi um personagem totalmente controlável nos jogos principais no último título, Mega Man 10, lançado em 2010.

  • Mega Man's Soccer (SNES)
  • Mega Man: The Power Battles (Arcade)
  • Mega Man 2: The Power Fighters (Arcade)
  • Mega Man Battle & Chase (PS) 
  • Mega Man PoweredUP (PSP) 





Atenção: Estão presentes apenas algumas aparições selecionadas. A série clássica de Megaman teve mais de cinquenta lançamentos durante toda sua história, entre 1987 e os dias atuais. Desde os jogos portáteis para o Game Boy com chefões reciclados, até uma versão de Banco Imobiliário. Também estão consideradas as datas de lançamento e consoles originais onde o jogo apareceu, desconsiderando ports ou compilações.
Revisão: José Carlos Alves

Escreve para o GameBlast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google
Disqus
Facebook