Hands-on

WB Summit 2018: Demo de Resident Evil 2 Remake (Multi) é de dar calafrios

Nova ambientação e jogabilidade, aliados com ambientes imersivos, vai cativar os fãs da série e atrair novos jogadores.

O Gameblast foi convidado da Warner Bros. para o WB Summit 2018 e tivemos a oportunidade de testar a demo do remake de Resident Evil 2 (Multi). Não é exagero dizer que logo de cara esse jogo será muito mais que uma versão refeita do original, de 1998. É praticamente um jogo totalmente novo que usa apenas a história de antes.


A demo se passa logo no começo do jogo, quando Leon chega para seu primeiro dia de trabalho na delegacia de polícia de Racoon City. O ambiente criado chega a ser bastante denso e imersivo (a ponto desse redator aqui ter tomado pelo menos uns três sustos constrangedores). Os cenários escuros, iluminados apenas pela sua lanterna e luzes piscantes de luminárias chega a ser por vezes claustrofóbicos. Porém, não adianta correr já que examinar cada parte do cenário ainda é peça chave para progredir no game. O áudio também é parte muito importante na ambientação, pois passa a sensação de perigo constante mesmo em lugares que já foram vasculhados.


Recriando o clássico

Outro fator que chamou a atenção foi o visual do jogo. A demo foi testada em um PS4 Pro em resolução 4K. O visual estava muito limpo, rodando de maneira lisa e apresentando poucas quedas de frames. As cenas em CG praticamente pareciam fazer parte da ação controlada, com apenas uma leve mudança na coloração em alguns casos para disfarçar a transição entre cada momento. Um aspecto interessante é que ao atirar em um inimigo, a bala irá fazer uma deformação distinta. Os zumbis levavam em média quatro tiros na cabeça para morrer e cada um dos disparos fez um tipo de dano diferente.


A movimentação do personagem foi algo que mudou drasticamente. A mudança vai além da jogabilidade, mas redefine a maneira de encarar o jogo por si só. Se no original era costume seguir correndo alucinadamente enquanto se passava pelo cenário, agora é fundamental pensar antes de fazer qualquer movimento mais exagerado. O ambiente exige que cada passo dado e cada porta aberta sejam pensados, pois quando menos se espera pode aparecer um zumbi de um canto pelo qual o jogador pode ter passado batido.

Entretanto, a alteração mais drástica de todas foi a câmera. O visual fixo foi completamente abandonado, dando lugar à uma perspectiva em terceira pessoa. Se antes não era possível saber o que iria aparecer pelo caminho sem que a câmera mudasse o ângulo, agora o jogador terá que escolher onde focar sua atenção em um ambiente amplamente aberto. Nessa demo, foi uma situação bem comum passar por um corredor escuro e aparecerem zumbis nas duas extremidades (situação essa que deu mais um grande susto no redator). Onde focar a atenção para se sair bem vai ser crucial para quem quiser sobreviver.



Os mapas e menus estão bastante simplificados, muito parecidos com os da época do primeiro Playstation. É impossível não sentir a nostalgia dos pequenos detalhes, como o barulho das páginas do diário ao serem folheadas. O número de itens que podem ser carregados ainda é oito e a combinação entre eles também funciona da mesma forma.


O Equilíbrio Perfeito

Se por um lado a franquia tenta se reinventar, dando essa nova roupagem ao clássico e deixando mais próximo do clima criado em RE7, os fãs de longa data também terão seus agrados. Além de já ter sido confirmado que a história será expandida, os modos extras 4th Survivor e Tofu Survivor também serão incluídos nesse remake.



Essa demo deixou muitos de cabelo em pé com os sustos e ansiosos não só pelo apelo nostálgico, mas também porque promete agradar os jogadores da nova geração. É impossível não imaginar como será o encontro com os lurking lickers, as aparições do Mr. X e a batalha no trem. Os devotos da série com certeza ficarão satisfeitos com o trabalho que está sendo feito, renovando a experiência original, mas sem desrespeitar sua fonte. Inclusive, com toda a repercussão envolvendo esse título, assim como seu provável sucesso, já ficam as dúvidas se a Capcom também planeja fazer o mesmo com Resident Evil 3: Nemesis.

Resident Evil 2 será lançado em 25 de Janeiro de 2019, com versões para Playstation 4, Xbox One e PC e contará com legendas em português. Confira aqui como foi o evento todo e os jogos mostrados.

Carlos França Jr. escreve para o GameBlast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook