Jogamos

Análise: Just Dance 2018 (Multi) traz ritmo na medida certa, porém pouco inovador

Quarenta novas músicas, um pequeno upgrade no visual e pouca novidade no formato.







Se você curte games e dança, Just Dance é o seu game! A cada ano, a Ubisoft traz uma versão atualizada do game com as músicas do momento, e este ano não será diferente. Just Dance 2018 (Multi) traz um repertório novo com quarenta músicas e poucas mudanças, mas será que vale a pena?

No ritmo e no compasso

Chegando para diversas plataformas, como Switch, PlayStation 4, Xbox One, PlayStation 3, Wii U, Xbox 360 e Wii (ufa!), Just Dance 2018 traz quarenta hits atuais, como Despacito de Luis Fonsi & Daddy Yankee, 24K Magic de Bruno Mars, Swish Swish, de Katy Perry, Waka Waka (It’s Time for Africa) da Shakira e Shape of you de Ed Sheeran.

 Desta vez não temos músicas do nosso país como em Just Dance 2017 (Multi), que trouxe Bang de Anitta e Te Dominar de Daya Luz, mas a Ubisoft mostrou que o Brasil tem muita força ainda com Just Dance e fez uma parceria com a Cinemark para uma sessão especial do game no Shopping Market Place, na capital de São Paulo, que ocorreu na quarta-feira 25 de outubro às 19h30, cobrando o preço de uma sessão de cinema. Nada melhor que poder aproveitar uma tela gigantesca com uma ótima qualidade de som e imagem.

Colorido, harmônico e muito suor

É certo que Just Dance não tem muito espaço para grandes novidades, já que a Ubisoft permaneceu com o mesmo formato — quarenta músicas atuais. Ainda assim, a cada ano, existe uma pequena alteração no visual, que fica cada vez mais refinado, sempre bastante colorido e com muitas coisas na tela de fundo que mais atrapalham do que qualquer benefício estético que poderia agregar à jogatina.


O segredo para se dar bem e mostrar que você dança muito é repetir diversas vezes até decorar e se ajustar ao ritmo da trilha, quando encontrar a harmonia necessária, chame seus amigos, pois isso só irá melhorar a jogatina. Que tal dançar Despacito com sua(eu) namorada(o)? Além de divertido, é um game que reúne os amigos a família e ainda tem mais o benefício de te faz perder aquele peso indesejado. No final de cada música, um total de calorias perdidas é apresentado na tela.





Ilimitado por um tempo limite

A nova versão te traz o Just Dance Unlimited mais uma vez, que lhe permite desfrutar por noventa dias grátis do plano, e, caso queira continuar, você precisar pagar pelos planos disponíveis na loja digital de sua plataforma que oferece planos para um mês no valor de US$ 4,99, US$ 9,99 para três meses e US$ 29,99 para um ano. Para quem é marinheiro de primeira viagem e não conhece, Just Dance Unlimited é um plano que lhe traz um repertório com mais de 300 músicas, — vão sempre adicionando ao decorrer do ano — entre elas as músicas dos games anteriores lembrando que é necessário conexão com a internet e infelizmente não é possível fazer o download das músicas, o que poderia agregar muito à versão para o Nintendo Switch, que pode ser utilizada onde você estiver

Leve a festa com você

Falando em Nintendo Switch — versão que joguei para a análise —, ela traz uma atualização muito legal nos Joy-Cons — controles do Switch — utilizando sua tecnologia de forma bastante inteligente com o Rumble HD, — sensores de vibração extremamente precisos — simulando um compasso, ajudando bastante a galera que tem muita dificuldade com o ritmo. Outro benefício é poder levar seu Switch para qualquer lugar, pois é como levar a festa com você: rapidamente conectei ao Wi-Fi da casa e, com duas músicas dançadas, o game liberou o restante das músicas e o plano Just Dance Unlimited. Inclusive, pude jogar a música exclusiva da versão do Switch, Just Mario, que está de volta nesta versão.

É incrível como os Joy-Cons funcionam tão bem, basta separá-los e deixá-los na mão direita de cada jogador. Porém a dificuldade aumenta quando torna-se necessário jogar sem o Dock, já que enxergar todos os passos que ficam no canto inferior direito com aquelas imagens de fundo é um tanto quanto complicado. Contudo, os Joy-Cons funcionam perfeitamente, e não me lembro de haver nenhuma interferência durante a jogatina. Eu joguei o Just Dance 2017 no Switch também e a única diferença é que não havia o uso do Rumble HD para dar o compasso.


Simplicidade é a chave para o sucesso

Algumas mudanças foram feitas no menu, tornando-o mais simples e funcional; o modo Just Dance Machine é substituído pelo Just Dance Lab, que cria combinações de músicas e movimentos aleatórios para quem quiser experimentar algo novo, mas confesso que não me agradou. Sem muitas mudanças e com o mesmo formato, Just Dance 2018 é realmente uma atualização de suas trilhas, e, se você já possui o Just Dance 2017 e o plano Just Dance Unlimited, talvez seja melhor aguardar uma promoção. Mas se você não possui e quer levar a festa contigo, Just Dance 2018 é a solução!



Prós

  • Diversão na certa; 
  • Rumble HD marcando o ritmo no Nintendo Switch; 
  • Grande variedade de músicas no Just Dance Unlimited.

Contras

  • Mesmo formato; 
  • Preço de game AAA; 
  • Pouca inovação.
  • Just Dance 2018 — PC/PS3/PS4/X360/XBO/Wii/Wii U/Switch — Nota: 8.0
    Versão usada para análise: Nintendo Switch
Revisão: Arthur Maia
Leandro Alves é designer pós-graduado pela Unicarioca. Diretor editorial e diretor de artes das revistas GameBlast e Nintendo Blast, iniciou a sua paixão em The Legend of Zelda A Link to the past, fã da Nintendo, porém não esconde a sua satisfação pelo PlayStation e as series Kinhgdom Hearts, Pokémon, Final Fantasy, Uncharted e Naruto Storm. Está no Facebook, Twitter e Instagram.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook