Vem aí

Prévia: Wolfenstein II: The New Colossus (Multi), a Segunda Guerra Mundial à la Tarantino

Sequência de Wolfenstein: The New Order traz uma história inspirada em Bastardos Inglórios.

Tudo começou em 1981, com Castle Wolfenstein (Multi), da Muse Software, um jogo de ação tática ambientado durante a Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945) e considerado um dos games pioneiros do gênero stealth. Contudo, foi apenas no jogo de tiro em primeira pessoa Wolfenstein 3D (MS-DOS), lançado em 1992 pela id Software, que o icônico herói da franquia Wolfenstein, o espião estadunidense William "B.J." Blazkowicz, entrou em cena. Agora, B.J. está de volta em uma nova missão para impedir a ameaça nazista no jogo de tiro em primeira pessoa Wolfenstein II: The New Colossus (Multi), da MachineGames.

Entre histórias real e alternativa

A franquia Wolfenstein começou como um game de ação tática, porém sua mudança para o gênero de tiro em primeira pessoa a transformou em uma pioneira a popularizar esta forma de jogabilidade. Outra grande diferença entre os títulos da década de 1980 e nova versão no início da década de 1990 são as linhas temporais. Inicialmente um game sobre a Segunda Guerra Mundial, Wolfenstein adaptou o conceito primário para um subgênero da ficção científica: a história alternativa.

A história alternativa, como o próprio nome sugere, trata-se de um mundo no qual a história que conhecemos hoje teve grandes pontos de divergência, ocasionando mudanças drásticas na humanidade. No caso de Wolfenstein, a franquia trabalha com a ideia de como seria o mundo se os nazistas tivessem vencido a Segunda Guerra Mundial.


Ao contrário dos estudos produzidos pela maioria dos historiadores, a história alternativa é considerada ficção, embora também existam pesquisadores que a considerem uma vertente da história. O principal representante do gênero é o clássico livro distópico O Homem do Castelo Alto, escrito em 1962 pelo ícone da ficção científica Philip K. Dick.

Apesar das discrepâncias temporais, o gênero de história alternativa é repleto de fatos históricos. Em Wolfenstein II: The New Colossus, o enredo se passa em 1961, quando B.J. precisa liderar uma Segunda Revolução Americana contra a ocupação nazista nos EUA. O termo "Segunda Revolução Americana" se refere à Guerra da Independência dos Estados Unidos (1765 – 1783), que determinou os rumos da nação americana, do mesmo modo que a batalha de B.J. contra os nazistas determinarão o futuro dos EUA em Wolfenstein II: The New Colossus.

Hans Landa contra os Bastardos Inglórios?

Sequência direta de Wolfenstein: The New Order (Multi) de 2014, quando a franquia passou por uma reformulação após a Activision vender os direitos de publicação para a Bethesda, o novo jogo Wolfenstein II: The New Colossus chega com humor negro, diálogos e montagem de cenas próximas ao icônico filme de guerra Bastardos Inglórios (Quentin Tarantino, 2009).

O trailer Strawberry Milkshake, por exemplo, mostra um oficial nazista de alta patente quase reprisando o papel icônico do ator austríaco Christoph Waltz como o Coronel Hans Landa. O personagem investiga o protagonista através de um aparente bate-papo informal, como acontece na cena da conversa no restaurante entre Landa e a judia Shosanna em Bastardos Inglórios.


Outros conteúdos do novo título também trazem muita ação, sangue e brutalidade regados a músicas românticas dos anos de 1950 e 1960, técnica frequentemente usada pelo diretor estadunidense Quentin Tarantino em suas obras cinematográficas para destacar o elemento satírico de suas histórias.

Sangue e steampunk

Outra marca registrada da franquia Wolfenstein é o universo de história alternativa com elementos steampunk, subgênero da ficção científica no qual os avanços tecnológicos modernos ocorreram mais cedo na história. Em Wolfenstein II: The New Colossus, robôs gigantes, armas a laser e inimigos com equipamentos de última geração retornam para dar muito trabalho a B.J.


Wolfenstein II: The New Colossus promete uma sequência repleta da ação e o humor negro que consagraram Wolfenstein: The New Order, bem como acrescenta uma nova gama de acontecimentos de história alternativa e apresenta novos personagens com o humor e perspicácia do tenente americano Aldo, o Apache, e seu grupo, os Bastardos Inglórios.

Wolfenstein II: The New Colossus — PC/PS4/XBO/Switch
Desenvolvedor: MachineGames
Gênero: Tiro em primeira pessoa
Lançamento: 27 de outubro de 2017 (alguma data não confirmada de 2018 para o Switch)
Expectativa: 4/5

Revisão: Vitor Tibério
Karen K. Kremer é mestre jedi em história pela UEPG e game designer pela Universidade Positivo. Viajante do tempo e cinéfila, considera Quantum Break uma obra-prima. Cresceu fazendo Meteoro de Pégasos e jogando videogame. Apaixonada por literatura, ilustração e dinossauros. Diz a lenda que com um bat-sinal no Twitter ou DeviantArt ela aparece.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook