Vem aí

Prévia: Assassin's Creed Origins (Multi), a origem da Ordem dos Assassinos

Novo Assassin's Creed viaja até o berço da civilização, o Egito.

Franquia anual desde o final da trilogia do assassino italiano Ezio Auditore em 2011, Assassin's Creed sofreu um forte desgaste após o fracasso de crítica Assassin's Creed Unity (Multi), da Ubisoft. Devido aos inúmeros problemas técnicos do jogo, bem como a fórmula reciclada dos anteriores, o bem realizado Assassin's Creed Syndicate (Multi) foi lançado sem causar muito alarde no cenário de jogos eletrônicos, ofuscado pelo passado desastroso do antecessor. Contudo, desta vez a Ubisoft preparou um tapete vermelho para o novo título da franquia. Assassin's Creed Origins (Multi) chega com uma história inédita no Egito e novidades de gameplay e personagens históricos.

Egito, a história do mundo

Assassin's Creed Origins, jogo de ação e aventura através da história, leva o jogador às origens da lendária Ordem dos Assassinos. No novo título, conhecemos o egípcio Bayek enquanto ele se torna o primeiro assassino para proteger o povo do Reino Ptolemaico durante uma era de disputas entre o Faraó Ptolomeu XIII, Cleópatra e Júlio César.


Esta é a primeira incursão da franquia no Egito, e o período escolhido foi o do Reino Ptolemaico, entre 305 a.C. a 30 a.C., e que se estendeu aos continentes da Ásia e África, sucessor do Império Macedônio de Alexandre, o Grande. Após o falecimento de Alexandre, o Grande — antigo faraó do Egito —, seu filho não conseguiu manter o controle do trono e o império egípcio foi dividido entre seus próprios generais. Então, o ex-general Ptolemeu tomou o título de rei e inaugurou a dinastia ptolemaica.

Este contexto da monarquia ptolemaica é o cenário de Assassin's Creed Origins, cuja trama gira em torno do faraó Ptolomeu XIII, filho de Ptolemeu XII e irmão caçula de Cleópatra. Após uma revolta contra a rainha regente Cleópatra, ela foge do Egito e acaba por encontrar o líder romano Júlio César, que se alia a ela para destronar o irmão e retomar o governo do Egito.

De volta às origens

Em meio a este caos de combates, intrigas e tramas políticas, está Bayek, um medjay, povo do deserto do Sudão e cuja palavra significa Guerreiro de Deus/Protetor dos Homens. Guardião do povo, Bayek investiga as forças secretas que manipulam os eventos no Egito e, no processo, torna-se o primeiro assassino.

Através de um enredo complexo e repleto de traições e golpes de Estado, Assassin's Creed Origins apresenta a origem da Ordem dos Assassinos e mostra onde e como tudo começou. Além da trama da campanha, o jogo ainda contará com o modo Discovery Tour, um mundo aberto sem objetivos onde o jogador poderá explorar a história do Egito.


A jogabilidade e ambientação retornam com melhoras e acréscimos. Os cenários foram construídos para permitir abordagens táticas ou de combate direto. O novo sistema de batalha dá mais liberdade para o jogador se movimentar e planejar seus ataques durante uma luta, ataques estes que contarão com diferentes tipos de armas cujos atributos de dano, velocidade e alcance variam entre si.

Nova fase de Assassin's Creed

Em desenvolvimento desde 2014, o CEO da Ubisoft, Yves Guillemot, afirmou que Assassin's Creed Origins seria um exemplo dos futuros jogos a serem lançados com foco na qualidade, não na velocidade. E o novo título parece não decepcionar, a inclusão de novas mecânicas e modos de jogo inéditos são uma amostra do novo intuito da desenvolvedora.


Além de tantas novidades no gameplay, o novo game traz o visual realista mais belo da franquia Assassin's Creed. O jogo está impecável na arte de recriação dos personagens, bem como nos cenários grandiosos e épicos do Egito Antigo. As cores vibrantes e de diferentes tonalidades, sombras bem posicionadas, contraste adequado e texturas de água e areia primorosos dão o tom dos desertos egípcios.

O novo jogo aposta alto em história, arte visual e jogabilidade, prometendo uma experiência digna de todo o poder e glória que envolve a história do Egito. Assassin's Creed Origins inaugura uma nova fase da franquia e, desejamos, uma nova trilogia épica com o herói assassino Bayek.

Assassin's Creed Origins — PC/PS4/XBO
Desenvolvedor: Ubisoft
Gênero: Ação e aventura
Lançamento: 27 de outubro de 2017
Expectativa: 5/5

Revisão: Luigi Santana
Karen K. Kremer é mestre jedi em história pela UEPG e game designer pela Universidade Positivo. Viajante do tempo e cinéfila, considera Quantum Break uma obra-prima. Cresceu fazendo Meteoro de Pégasos e jogando videogame. Apaixonada por literatura, ilustração e dinossauros. Diz a lenda que com um bat-sinal no Twitter ou DeviantArt ela aparece.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook