Tom Clancy, o escritor por trás de Ghost Recon, Rainbow Six e Splinter Cell

Um dos maiores autores de espionagem e ciência militar de todos os tempos.

Todo gamer já jogou ou ouviu falar das famosas franquias táticas Ghost Recon, Rainbow Six e Splinter Cell, e certamente conhece o nome Tom Clancy no título de cada uma dessas obras. Porém será que todos os jogadores sabem quem é o escritor estadunidense responsável por esses jogos eletrônicos? Vamos conhecer o escritor que recebeu o título de doutor honorário em literatura do Instituto Politécnico Rensselaer, nos EUA, e o homem que nos presenteou com as franquias mais famosas da Ubisoft.

A ciência militar de um civil

Thomas Leo Clancy Junior nasceu em 12 de abril de 1947 na cidade de Baltimore, Estado de Maryland nos EUA. Ele é filho de Thomas Clancy, empregado do Serviço Postal dos Estados Unidos, e Catherine Clancy, trabalhadora do departamento de crédito de uma loja de conveniência, formou-se em literatura inglesa pela Universidade Loyola de Chicago em 1969.
Tom Clancy tentou se alistar no Army Reserve Officers' Training Corps (ROTC), exército dos EUA formado por soldados da reserva militar, contudo ele foi rejeitado devido ao seu problema de miopia. Após a graduação, comprou a agência de seguros do avô de sua esposa, Wanda Thomas King, e foi lá onde ele começou a escrever em seu tempo livre.


Em 1982, Clancy começou a escrever seu primeiro livro, o icônico suspense militar Caçada ao Outubro Vermelho, lançado em 1984 através da editora Naval Institute Press, cuja editora chefe ficou admirada com a capacidade de narrativa intrincada e diálogos inteligentes sobre o universo militar criados por Tom Clancy.
As vendas de Caçada ao Outubro Vermelho se saíram bem, porém após o então presidente dos EUA Ronald Reagan elogiar a obra literária, o livro vendeu mais de dois milhões de cópias e se tornou um bestseller nacional. A obra narra a primeira história do personagem mais famoso de Clancy, o agente da CIA Jack Ryan.


Sean Connery, Harrison Ford e Red Storm Entertainment

Com o sucesso explosivo de seus livros de ficção, não demorou para que as histórias de Tom Clancy fossem levadas para o cinema, culminando em clássicos da espionagem da sétima arte como Caçada ao Outubro Vermelho (John McTiernan, 1990), estrelado por Sean Connery, Alec Baldwin e Sam Neill; Jogos Patrióticos (Phillip Noyce, 1992), encabeçado por Harrison Ford, Sean Bean e Samuel L. Jackson; a sequência Perigo Real e Imediato (Phillip Noyce, 1994) em que Harrison Ford reprisa o papel de Jack Ryan ao lado de Willem Dafoe e Anne Archer; e A Soma de Todos os Medos (Phil Alden Robinson, 2002), protagonizado por Ben Affleck, Morgan Freeman e Philip Baker Hall.
A adaptação cinematográfica mais recente da série de Jack Ryan é Operação Sombra: Jack Ryan (Kenneth Branagh, 2014), baseado nos personagens e universo de Tom Clancy, mas que segue uma história própria. O filme é estrelado por Chris Pine, Kevin Costner e Keira Knightley. Além de produções para o cinema, durante os anos de 1990, o autor teve três livros adaptados para a televisão: OP Center (Lewis Teague, 1995), NetForce (Robert Lieberman, 1999) e O Urso e o Dragão (Wayne Huff, 1999).

Em 1996, Tom Clancy e seu amigo veterano militar Doug Littlejohns fundaram a desenvolvedora Red Storm Entertainment, especializada em adaptações para jogos eletrônicos dos livros do escritor. No ano seguinte, a dupla lançou o primeiro jogo da produtora, intitulado Tom Clancy's Politika (PC), jogo de estratégia baseado no livro homônimo, parte da série Power Plays, composta por oito obras das quais outras duas também foram levadas ao cenário dos games: Tom Clancy's ruthless.com (PC) de 1998 e Shadow Watch (PC) em 2000.

O sucesso da Red Storm Entertainment veio com o lançamento do shooter tático em primeira pessoa Tom Clancy's Rainbow Six (Multi) em 1998, tornando-se uma das principais franquias do estúdio. Dois anos depois, a produtora francesa Ubisoft comprou a desenvolvedora e a tornou subsidiária da multinacional francesa. Em 2001, o estúdio lançou seu primeiro jogo no comando da Ubisoft, Tom Clancy's Ghost Recon (Multi), início da franquia tática Ghost Recon.
O consagrado stealth Splinter Cell chegou em 2002 com o título de estreia Tom Clancy's Splinter Cell (Multi). Baseado na obra intelectual de Tom Clancy, a história do agente especial da NSA Sam Fisher foi inspirada no mundo ficcional do autor, mas segue sua própria linha de raciocínio e tornou-se uma das séries de jogos mais bem-sucedidas da Ubisoft.

Legado nada furtivo

Em 2008, a Ubisoft comprou todos os direitos de uso do nome Tom Clancy para produção de jogos eletrônicos, filmes e livros. O autor de ação furtiva faleceu em 2013, aos 66 anos, de uma enfermidade desconhecida. Seu amigo de longa data, John D. Gresham, atribuiu a morte de Clancy a problemas cardíacos, uma vez que o escritor já sofrera um infarto anteriormente. Coincidentemente, Gresham faleceu em 2016 em decorrência de uma enfermidade também desconhecida pela medicina.


Tom Clancy, um dos maiores escritores de suspenses furtivos do mundo, deixou para nós um legado nem um pouco desconhecido ou indetectável, mas uma série de obras literárias, fílmicas e de jogos eletrônicos inspiradora e referência obrigatória quando o assunto é thriller tecnológico. A Ubisoft ficou responsável por dar continuidade ao legado do escritor e vem desempenhando seu papel de forma primorosa, uma ode a Tom Clancy em todos as mídias.

Revisão: Luigi Santana
Karen K. Kremer é mestre jedi em história pela UEPG. Viajante do tempo e cinéfila, considera Quantum Break uma obra-prima. Cresceu fazendo Meteoro de Pégasos e jogando videogame. Apaixonada por literatura, ilustração e dinossauros. Diz a lenda que com um bat-sinal no DeviantArt., MGC. ou Twitter. ela aparece.

Comentários

Google+
0
Disqus
Facebook