DiGrátis

Conheça mais sobre os novos mapas de Path of Exile: Atlas of Worlds

A nova expansão traz melhorias no endgame. Prepare-se!


A principal forma de conteúdo voltado aos personagens de nível mais alto em Path of Exile, o sistema de mapas gerados aleatoriamente, sofrerá uma drástica mudança com a nova expansão, Atlas of Worlds. A cartógrafa Zana suspeita que um poderoso inimigo esteja escondido entre os mundos, e para isso ela precisa de sua ajuda para explorar todos os mapas e desvendar os segredos escondidos neles.


Explorando o Atlas de Mundos


Anteriormente, os mapas eram gerados através de itens. Um item de mapa era levado até a cartógrafa Zana, que abria um portal para um mapa gerado aleatoriamente. O item podia ser aprimorado, fazendo com que os mapas se tornassem mais difíceis mas também dando mais recompensas aos personagens que conseguissem completá-los.

Tudo isso muda com o lançamento de Atlas of Worlds. Os jogadores devem agora explorar os mapas através de uma espécie de árvore (o Atlas que dá nome à expansão), onde cada nó é um mapa. O Atlas começa oculto por uma névoa, que vai se dissipando conforme os jogadores exploram.

Não dá para ver muito daqui...


Com o mapa completo revelado, os jogadores têm acesso a enfrentar os quatro bosses principais do Atlas. Cada um deles é um desafio por si só, mas eles são apenas guardiões de um inimigo ainda mais poderoso. Ao serem derrotados, eles têm a chance de deixar cair uma chave; ao coletar quatro chaves, cada uma de um boss diferente, os jogadores poderão finalmente enfrentar o chefe final da expansão: The Shaper.



Altos riscos, altas recompensas


Mas o Atlas não se resume a apenas derrotar os bosses e chegar ao final. Há uma série de desafios que incentivam revisitar mapas que você já visitou em busca de novos itens ou inimigos. Por exemplo, alguns itens poderosos só estão disponíveis em mapas específicos; isso fará os jogadores continuarem voltando àqueles mapas em busca de um item perfeito.

Será que dessa vez eu consigo esse elmo?


Além disso, assim como no sistema anterior, os mapas também podem ser aprimorados. Alguns itens aumentam o nível do mapa e de seus inimigos, tornando-os mais difíceis, porém mais recompensadores. Outros acrescentam modificadores aleatórios temporários a um mapa e todos os outros ao seu redor.

“Todas essas mudanças incentivam que os jogadores escolham alguns mapas de que gostem mais, ou que tenham os itens que eles querem, e foquem neles. Ao aumentar o poder e acrescentar modificadores a poucos mapas, eles se tornam bem mais difíceis, mas também têm recompensas maiores” - diz Chris Wilson, desenvolvedor líder de Path of Exile. “Os mapas também podem ser compartilhados com outros jogadores. Você pode jogar nos mapas aprimorados e modificados dos seus amigos e companheiros de party, e isso quer dizer que você pode acessar mapas de níveis mais altos mesmo se você mesmo não os aprimorou” - completa.

Chris ressalta que, mesmo incentivando a especialização em alguns poucos mapas, ainda há incentivos para liberar completamente o Atlas. “Nós queremos que os jogadores se especializem em seus mapas favoritos, mas também gostaríamos de vê-los explorando todos os mundos disponíveis. Por isso, para cada mundo concluído, o personagem ganha um pequeno bônus na chance de drop de mapas raros. Com todos os mapas liberados, o bônus pode chegar a 100%, duplicando a chance dos jogadores de conseguirem mapas de níveis mais altos” - conclui.



Prepare-se!


Todas essas melhorias chegam com o lançamento internacional de Path of Exile: Atlas of Worlds, que será no dia 2 de setembro de 2016, inteiramente gratuito. O game, assim como o mais recente update, é totalmente gratuitoestá disponível em Português Brasileiro, e seu download pode ser feito no site do Path of Exile ou pelo Steam.



Agradecimentos especiais a Felipe Santana

Gabriel Simonetti é programador, game designer e escritor. Trabalhou em desenvolvimento e tradução de jogos, mas agora prefere só jogar mesmo. Fã incondicional da série Zelda, também atua como desenvolvedor e redator no Hyrule Legends e no GameBlast. Pode ser encontrado no Facebook e Twitter.

Comentários

Google+
Facebook


Podcast

Ver mais

No Facebook

Ver mais