Análise: Minecraft Story Mode: Ep. 6 (Multi) apresenta narrativa envolvente

O capítulo “Um Portal para o Mistério” apresenta um horripilante enigma que precisa ser solucionado.


Há nove meses, o anúncio do modo história para Minecraft criou mais dúvidas do que certezas. Afinal, como o jogo que se tornou febre mundial justamente por permitir a livre exploração, poderia ser encaixado em enredo com começo, meio e fim? Depois de seis episódios já lançados e com mais dois agendados, a parceria entre os estúdios Mojang e Telltale Games acertou em cheio ao oferecer uma experiência com potencial de agradar tanto aos fãs do mundo dos bloquinhos quanto àqueles que nunca enfrentaram os temidos creepers.


Com o nome de “Um Portal para o Mistério”, o capítulo de número seis é o mais recente de Minecraft Story Mode. A aventura segue a fórmula de tomada de decisões, gênero muito explorado por outros projetos desenvolvidos pela Telltale, como The Walking Dead e The Wolf Among Us. Por ser produto voltado aos mais jovens, o nível de violência é praticamente zero. Entretanto, isso não elimina o fator emocional, que é explorado de maneira inteligente pela obra, levando em consideração seu público-alvo.

Montando seu caminho

Apesar do título ser apresentado em formato de episódios, que seguem uma linha cronológica, não há problemas em começar de um ponto mais avançado. Para escrever esta análise, iniciei diretamente pelo capítulo seis e pude compreender bem o enredo. O modelo de construção da história permite que os novatos se localizem rapidamente para acompanhar o desenrolar da jornada sem dificuldades. Inclusive, depois de finalizar “Um Portal para o Mistério”, a vontade foi jogar as fases anteriores e se aprofundar de vez na trama.
Ordem da Pedra está de volta

Brincando de detetive

O sexto episódio mostra Jesse e parte da Ordem da Pedra chegando a uma floresta repleta de zumbis. Ainda confuso, o grupo acaba encontrando um bilhete os chamando para se proteger dentro de uma mansão, onde poderão encontrar outros aventureiros e participar de uma festa com bastante comida. Entre ficar do lado de fora enfrentando os mortos-vivos e se esconder dentro da casa, todos concordam em aceitar o convite.

No interior da residência, acabam encontrando diversas outras pessoas, mas, ao invés da prometida celebração, as coisas começam a ficar estranhas. O que vem a seguir lembra bastante o famoso jogo de tabuleiro “Detetive”, com os participantes tentando solucionar o mistério que ocorre dentro da mansão, sendo que todos são suspeitos até que se prove o contrário.
Clima de mistério está presente em todos os momentos


Em cerca de duas horas, é possível terminar o episódio. Apesar de os quebra-cabeças terem resoluções bem simples, o enredo é envolvente e consegue proporcionar reviravoltas interessantes. Desvendado o enigma, é mostrada uma comparação entre algumas de suas escolhas e as opções dos demais jogadores. Por exemplo, somente 14% da comunidade acusou o mesmo personagem que eu. Claro que meus dons de detetive estão enferrujados e quem eu incriminei era, na verdade, inocente.

Além da resolução dos quebra-cabeças, a jogabilidade se mostra variada através de momentos em que é preciso desviar de obstáculos durante corridas para fugir do perigo, se movimentar pelo cenário em busca de pistas e ser rápido nos cliques para superar os quick time events.

Merecida homenagem

Os desenvolvedores se saíram muito bem ao criar os protagonistas deste capítulo, ao lado de Jesse e a Ordem da Pedra. Ao invés de inventarem personagens aleatórios, foram escolhidos youtubers internacionais que construíram fama através de vídeos sobre Minecraft. Os homenageados são Captain Sparklez, LDShadowLady, Stampy Cat, DanTDM e Stacy Plays. Além de emprestar as características físicas, as celebridades virtuais também dublaram seus respectivos avatares quadrados.
Youtubers têm participação ativa na história

Tropeçando nos blocos

Minecraft Story Mode vem evoluindo conforme são publicados novos episódios, porém alguns problemas ainda persistem. Os diálogos acontecem todos em inglês e para aqueles que não compreendem a língua estrangeira, o jogo está completamente legendado. Porém, em muitas partes em que é necessário fazer uma escolha, as conversas continuam acontecendo e é curto o período de tempo disponível para se tomar uma decisão. Não é possível analisar corretamente as opções de respostas devido ao relógio que corre rapidamente somado com a dúvida entre tentar ler o que os personagens dizem ou alternativas de réplicas.

Outro obstáculo que atrapalha o desenvolvimento do enredo é a quantidade considerável de escolhas que não tem impacto na trama, parecendo que existem somente para fazer o jogador não ficar por longos períodos inativo, virando um mero espectador. Os gráficos característicos da franquia Minecraft proporcionam um charme próprio para a aventura, porém, mesmo se passando dentro de uma mansão, os cenários apresentados durante o capítulo são repetitivos, com todas as salas sendo parecidas. A animação apresenta algumas travadas na transição de cenas, embora não comprometa a experiência.
Acho que já passei por aqui...

Um mundo a ser explorado

Minecraft Story Mode: Episódio 6: Um Portal para o Mistério é a prova definitiva que a parceria entre Mojang e Telltale Games rende bons frutos. Apesar de pequenos problemas, o jogo consegue envolver e entreter por um bom tempo. Mesmo quem não conhece a franquia, mas gosta do gênero de tomada de decisões, deveria dar uma chance à Ordem da Pedra. Fica a expectativa para que os dois próximos episódios consigam manter, e até elevar, o nível já apresentado até agora.

Prós

  • Enredo envolvente e com reviravoltas interessantes;
  • Jogabilidade e quebra-cabeças acessíveis aos mais jovens;
  • Capacidade de entreter quem nunca experimentou Minecraft;
  • Participação especial de youtubers famosos.

Contras

  • O tempo para fazer escolhas é rápido demais;
  • Algumas decisões não impactam em nada o desenrolar da história;
  • Problemas de animação na transição das cenas;
  • Cenários repetitivos.
Minecraft Story Mode: Ep. 6 — PS3 / PS4 / X360 / XBO / PC / iOS / Android — Nota: 8.0

Plataforma utilizada para análise: PC
Revisão: Ana Krishna Peixoto
Vinicius Veloso é jornalista e obcecado por games (não necessariamente nessa ordem). Seu vício começou com uma primeira dose de Super Mario World e, desde então, não consegue mais ficar muito tempo sem se aventurar em um bom jogo. Está no Facebook ou Twitter.

Comentários

Google+
Facebook


Podcast

Ver mais

No Facebook

Ver mais