Top 10

Dez dicas básicas para começar no CS:GO

O GameBlast separa 10 dicas básicas para ajudar você a começar (ou melhorar) no famoso título da Valve

Counter-Strike sempre foi uma febre dentro do Brasil. Desde os longínquos tempos de 1.6, em que dezenas de pessoas se amontoavam em pequenas lan-houses para conseguir jogar algumas horas, até os tempos atuais, em que nós brasileiros somos destaques lá fora (detendo inclusive o título de melhores do mundo em Global Offensive, a última versão da franquia). Aproveitando esse excelente momento do cenário brasileiro, muitos jogadores estão migrando de outros FPS ou tendo sua primeira experiência no título da Valve. Se você é um desses, não se preocupe, o GameBlast preparou algumas dicas bem básicas que podem lhe ajudar a não sofrer tanto no começo dessa empreitada (e quem sabe até sair do ranking prata).

10 - Cada arma é diferente

OK, essa afirmação pode parecer muito óbvia, mas se você ir um pouco além, verá que na verdade ela aponta pra uma das características mais marcantes, e importantes, de Counter Strike: os sprays das armas. Cada arma automática do jogo possui um “coice” (forma como a mira vai andar caso você segure o botão), e aprender como controlar esse recuo pode ser a diferença entre matar ou morrer.
Exemplo de como funciona o coice da AK-47
Basicamente a ideia de controlar esse coice (spray control em inglês) é que você precisa aprender qual o movimento que a arma em questão faz (especialmente AK-47 e as duas M4, pois são as mais efetivas no geral) e movimentar seu mouse na direção oposta a ele, fazendo com que seus disparos não fujam muito da posição inicial de onde você começou o spray. Para praticar esse fundamento, aconselho o mapa Recoil Master, que contém uma pequena mira móvel pra te ajudar a aprender. (Para instalá-lo, vá em partidas contra bots e escolha a opção mapas da comunidade. Depois é só procurar por “Recoil Master” e adicioná-lo).

9 - Olhe para o lugar certo

Uma das coisas que mais notei em ranks mais baixos é como muitos jogadores tem o hábito de andar com a mira olhando para o chão ou outro lugar qualquer, sem pensar na consequência disso. Basicamente olhar para um lugar afastado de onde um inimigo possa aparecer vai forçá-lo a mover a mira uma grande distância para poder conseguir acertá-lo. Esse tempo, especialmente se seu oponente for mais atento, pode ser fatal.

Tente sempre posicionar a sua mira na altura da cabeça e em uma direção onde um inimigo possa aparecer de forma que, se ele de fato o fizer, você não precise mover a mira para acertar o primeiro tiro. Embora isso seja uma técnica que é melhorada com o tempo (e conhecimento do mapa), prestar mesmo atenção nela pode ser fundamental para um bom desempenho.

8 - Saiba como jogar com (e contra) a AWP

Em níveis mais baixos é muito normal ver jogadores disputando a posição de awper (ou simplesmente comprando a arma sem se importar com quantas o time já possui), e normalmente essa ganância acaba por custar alguns rounds fundamentais. Se você deseja jogar de awp, tenha em mente que é melhor evitar mais de duas por round, visto que seu time vai perder muito no poder de entrada, e que usá-la da forma correta é fundamental para o sucesso do seu time.
Caso você esteja com ela, tente jogar de forma inteligente, pois perder uma arma dessas cria uma grande desvantagem para sua equipe. Evite sair correndo ou ficar abrindo e fechando sua mira (por motivos que serão explicados mais pra frente). Não se preocupe tanto em mirar na cabeça de seus adversários, pois qualquer tiro da cintura pra cima já é fatal (o grande motivo pelo qual awpers no cenário profissional possuem uma baixa porcentagem de headshots), e evite ficar plantado no mesmo lugar após ter sido visto (acertando ou não seu tiro).

Caso você esteja jogando contra awpers, evite cruzar esquinas para enfrentá-los, já que na grande maioria das vezes eles levarão a melhor. Jogar com paciência e fechando espaços é a melhor forma de counterar essa arma. Outra boa solução é o assunto da nossa próxima dica.

7 - Use (corretamente) suas granadas

Outro erro que se vê muito (e que particularmente me enerva profundamente) é a ausência ou uso errado de granadas. Tenha em mente que todas as granadas (tirando a decoy e talvez a HE) possui um grande valor estratégico e podem ser fundamentais na hora de se disputar ou defender um ponto.
Aprender como jogar cada uma e quais são os seus efeitos pode ser devastador para a equipe adversária. Embora eu aconselhe mapas de treino de granadas (que você pode achar da mesma forma que foi descrita anteriormente), segue algumas dicas básicas para começar:
  • Tente jogar seus flashbangs de forma que eles estourem o mais breve possível depois de entrar no raio de visão do seu oponente (dessa forma ele não terá tempo de desviar e ficará cego por mais tempo);
  • Quando estiver jogando como terrorista, tente usar suas smokes e molotovs para bloquear pontos comuns onde os jogadores de CT costumam ficar para defender pontos. Dessa forma eles terão que se movimentar, o que vai tornar a tarefa de abatê-los muito mais fácil;
  • Já quando estiver jogando como CT, tente jogar suas smokes e incendiárias em lugares onde os terroristas podem estar avançando, de forma que você consiga frear a investida deles para poder planejar melhor sua defesa.

6 - Varie suas jogadas

Embora alguns conjuntos de smokes e molotovs sejam muito bons e devam ser repetidos algumas vezes na partida, variar suas estratégias e posicionamentos é fundamental ao longo dos 30 rounds competitivos de CS:GO. Repetir a mesma abordagem repetidas vezes torna seu jogo muito previsível, o que torna a vida de seu adversário muito mais simples, já que ele saberá, baseado no que vocês vêm fazendo, quais são os melhores pontos para permanecer e quais lugares ele deve atirar antes mesmo de olhar (conhecido em inglês como prefire). Depois não adianta acusá-lo de wallhack, hein…

5 - Mantenha o controle de sua economia

Outro erro muito comum (e que eu e meus amigos costumamos fazer muito) é comprar suas armas no começo do round sem ver o atual estado do seu time. Em CS:GO o controle da economia é extremamente importante e muitas vezes é o que diferencia os times vencedores dos perdedores. Caso você e seus aliados não tenham dinheiro para comprar um kevlar + uma boa arma, faça um round eco (ou round econômico, quando ninguém compra nada para poder guardar o dinheiro) para poder investir no round seguinte. Preste atenção nas armas dos seus oponentes também, de forma que após um tempo você será capaz de prever quando um round adversário será econômico (permitindo que seu time jogue de forma mais agressiva) ou não.
Usuário da Steam mostrando seu amor por quem compra antes de checar com sua equipe
Outro ponto importante é lembrar que SMGs e Shotguns dão dinheiro extra para cada abate (enquanto a AWP dá dinheiro reduzido), fazendo dessas armas ótimas opções para rounds anti-ecos. Lembre-se também que você pode jogar armas para seus colegas. Logo, em vez de comprar aquela AWP e deixar um aliado sem arma, prefira dividir o dinheiro de forma que todos possam ter um round armado ao mesmo tempo.

4 - Salve suas armas

“Pode acontecer-lhe ter de recuar, mas, quando o faz, fá-lo com tanta rapidez que não é possível apanhá-lo.”  - Sun Tzu
Essa passagem (e muitas outras na verdade) do livro “A Arte da Guerra” pode se aplicar facilmente a um ponto importante de CS:GO: saber a hora de recuar. Caso você sinta que um round está perdido, e você tem alguma arma que valha a pena guardar para um round futuro, não hesite em “salvar o round” e se esconder para mantê-la. O dinheiro recebido por perder um round é sempre inferior ao de uma boa arma, logo essa estratégia quase sempre é uma boa opção quando você não está tão confiante na sua chance de sucesso.

Caso você esteja na situação oposta, entretanto, tente caçar seu inimigo para impedi-lo de fazer isso. Lembre-se também que caso você o mate na pequena janela de tempo após o fim do round, o estrago será ainda maior, visto que perder um round vivo não lhe dá dinheiro algum.

3 - Ouça com atenção

Não por acaso o top 3 de nossas dicas são possivelmente os pontos mais importantes de uma partida de CS e todos se referem a controlar o mapa. Muitos jogadores não percebem, mas praticamente todas as ações que um jogador pode fazer em CS:GO produzem sons que podem ser ouvidos se o adversário prestar atenção. Evite jogar com música ou qualquer outro som que possa te atrapalhar e tente prestar atenção nos sons de passos (para saber se algum jogador se aproxima), recarregamento (para saber quando um jogador está vulnerável), zoom da AWP (para identificar awpers em algum ponto), além, é claro, nos sons de tiros (apenas tome cuidado para ver se não se trata de uma decoy). Se utilizar desses sons tem um efeito extraordinário no seu gameplay e é possível senti-lo de imediato.
Ao mesmo tempo, fique atento e evite fazer sons desnecessários que possam ajudar seus adversários. Quando chegar perto de um ponto, caminhe (shift + direção) ao invés de correr e, caso esteja com a AWP, evite ficar usando e tirando o zoom de sua arma. Muitas vezes uma investida terrorista é counterada simplesmente porque alguém correu e algum jogador CT foi capaz de pegar essa informação e orientar seu time. Além disso, evite jogar conversa fora antes e após morrer, pois sua voz pode atrapalhar seu companheiro a identificar esses sons.

2 - Um olho na mira e um no mini mapa

Bem, falar de mini mapas é uma tarefa simples na verdade. Em todos os jogos em que esse recurso se faz presente (de RTS até FIFA), usá-lo a seu favor é uma das coisas que diferencia um médio de um bom jogador. Em CS:GO toda vez que um companheiro seu avista um inimigo (ou a bomba), essa informação é mostrada no mapa, além da posição de morte de jogadores de ambos os times. Fique sempre ligado no que o mini mapa mostra e sempre que possível transmita essa informação aos seus colegas (já que nem todos tem o hábito de usar esse recurso da forma que deviam).

Mais uma vez, tenha cuidado com granadas decoy (já que essas aparecerem no mapa como se fossem jogadores adversários), pois seus oponentes podem usá-las para tentar lhe enganar e fazer uma rotação.

1 - Comunicação é fundamental

Primeira coisa. Você possui um headset ou microfone? Caso a resposta seja não, trate de providenciá-los para a próxima vez que você abrir CS:GO.

Se comunicar dentro da partida é algo importante em qualquer jogo de equipe, mas em Counter Strike é algo completamente vital. Desde passar informações sobre inimigos que você avista, informar sobre a posição da bomba e até mesmo organizar as estratégias no meio do round, manter um canal de comunicação com seus aliados é muitas vezes o que define uma partida (especialmente quando você joga com desconhecidos).
Coisas que são possíveis de se fazer quando você se comunica com seu time
Embora você possa digitar, devido a velocidade que o jogo se desenrola, falar no microfone é uma opção muito mais viável e prática, já que você poderá passar a informação de forma instantânea e sem arriscar ser pego digitando. Crie o hábito de comunicar seu time sobre qualquer informação que você possua (arma e local de um determinado inimigo, posição da bomba, somkes, molotovs, flashbangs…) e em especial tenha o reflexo de informar seu time sobre onde está (e se possível para onde vai) o inimigo que acabou de te abater, de forma que seu time consiga vingá-lo tendo a vantagem de saber sua localização previamente.

Treine e jogue sem parar

É claro que muitas das informações desse texto podem parecer simples para alguns, mas saber dominar todos os aspectos apresentados nesse top 10, muitas vezes vai te dar uma vantagem mesmo sobre aquele jogador que tem uma mira melhor e mais rápida que a sua. Como FalleN, capitão da Luminosity e reconhecido como o maior líder e estrategista do CS:GO, diz “CS jogado de forma inteligente é muito mais efetivo que CS jogado com uma mira precisa”. Ah! E não deixe de treinar e jogar muito, pois melhor que saber a teoria é ter o conhecimento testado na prática. Boa sorte!

Revisão: Luigi Santana

João Pedro Meireles é graduando em Engenharia de Computação na UFRGS. Viciado em jogos, em especial Mobas e RTS, passou boa parte da vida jogando-os e pesquisando sobre aqueles que não teve tempo de jogar, o que o levou a virar redator do GameBlast.

Comentários

Google+
Facebook


Podcast

Ver mais

No Facebook

Ver mais