Jogamos

Análise: Lego Os Incríveis (Multi) é a aventura quase incrível e divertida com blocos

Junte-se à família Pêra e outros super-heróis em uma aventura divertida no mundo dos blocos.


Nos últimos anos, a Lego deu várias provas de que combinar seu universo de blocos de montar com jogos e, especialmente com cinema é uma receita de sucesso. Agora, com o retorno da família Pêra aos cinemas em “Os Incríveis 2”, as aventuras dos heróis mais incríveis da Pixar e Disney (nesse caso, os Vingadores não contam, tudo bem?) chegam também ao mundo dos games em uma aventura divertida mas não tão emocionante como sua versão para a tela grande.

De bloco em bloco se faz um herói

Lego Os Incríveis explora os dois filmes da franquia dos super-heróis da Pixar. Estranhamente, o game começa pela campanha do segundo filme, e como esse segmento é recheado de spoilers, é altamente recomendável que o jogador assista ao filme antes de começar o jogo. Exceto por essa organização de eventos bizarra, o game segue à risca o enredo dos dois filmes, com todos os momentos clássicos e repleto de muitos easter eggs de outras animações da Pixar que os mais atentos certamente irão perceber.



Além das duas campanhas que acompanham as histórias dos dois filmes, o jogador tem a sua disposição um imenso mundo feito de Lego para explorar. Assim como em games anteriores, como Lego Undercover e Lego Marvel, a cidade de Municiberg é repleta de missões secundárias e eventos que o jogador pode participar enquanto não está nos capítulos das campanhas principais. E se você é daqueles que adora explorar os games Lego em busca de blocos dourados ou outros colecionáveis, esse game é a escolha perfeita.



Como sempre o game também permite que você monte um personagem próprio totalmente customizado, desde o visual até os superpoderes que ele possui. Quer um super-herói que voe, lance raio pelos olhos e tenha super força? Sem problemas. E o melhor é que a gama de personagens disponíveis no game não se limita só aos filmes d’Os Incríveis, mas também temos todos os personagens da Pixar como Woody e Dory.

Talvez o melhor elemento de Lego Os Incríveis seja a comédia. Os jogos de Lego sempre usaram e abusaram do elemento cômico para recontar histórias como Star Wars ou Harry Potter, mas aqui os desenvolvedores se superaram. Além das piadas e trocadilhos durante as cutscenes e partes do gameplay das campanhas, os segmentos “Ondas de crime”, no mundo aberto, rendem muitas risadas com os noticiários que aparecem depois que você derrotar as ondas de criminosos.


Uma aventura nem tão incrível assim

Seja na campanha ou no mundo aberto, Lego Os Incríveis, é um game bem construído e divertido, porém é extremamente repetitivo e pouco inovador da fórmula já cunhada pelos games Lego. Certamente utilizar a mesma mecânica durante os dois primeiros níveis é interessante para treinar a percepção do jogador, o problema é quando esse estilo de gameplay se repete até a exaustão. Assim como em Lego Star Wars: O Despertar da Força, algumas montagens de blocos possuem múltiplos padrões, mas esse estilo de puzzle aparece poucas vezes no game e, quando está presente, chega a ser ridículo de tão simples.



Está certo que games Lego são focados para o público infantil, mas a facilidade dos puzzles é altamente questionável e subestima o poder de resolução do jogador. O diferencial da mecânica de Lego Os incríveis está nas estações de montagens, em que você precisa reunir caixas de peças para montar um modelo gigante utilizando vários personagens, no entanto, esse processo se resume a apertar um botão bem rápido antes que o contador de energia fique em zero para algum dos personagens. Talvez, se você conseguir jogar com um amigo, o modo co-op seja mais competitivo no aspecto dos puzzles. 



Mesmo que o mundo aberto seja repleto de atividades e locais secretos para explorar, a sensação que fica de Lego Os Incríveis é que a desenvolvedora Traveller’s Tale “esticou” mais do que o necessário o universo de Os Incríveis. Considerando que a franquia apenas possui dois filmes, talvez teria sido mais interessante licenciar uma franquia com um conteúdo mais denso e não algo que teria que ser vastamente preenchido por outros personagens da Pixar, por exemplo.



Críticas à parte, Lego Os Incríveis é um dos games mais divertidos da série Lego e se você gosta de comédia e de poder destruir tudo que estiver no seu caminho utilizando diferentes poderes, certamente terá uma ótima experiência com o título. Só não espere por algo inovador ou desafiador, pois a fórmula Lego permanece a mesma e parece ser até simplificada demais em alguns momentos do game. É uma homenagem de qualidade às aventuras da família Pêra nos cinemas, feita com carinho e com muitos blocos de montar coloridos.


Prós

  • Ótimas piadas e easter eggs;
  • Incrível variedade de poderes.

Contras

  • Sem novidades na jogabilidade Lego;
  • Câmera pode atrapalhar em alguns momentos;
  • Puzzles simples demais.

Lego Os Incríves - PS4/Xbox One/PC - Nota: 7.0Plataforma utilizada na análise: PS4

Revisão: Ludmila Ribeiro
Análise produzida com cópia digital cedida pela Warner Bros. Interactive


Luis Antonio Costa escreve para o GameBlast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook