O que esperar da EA Games na E3 2018?

Será que a EA Games vai se redimir dos erros passados?



Depois da decepção com Mass Effect: Andromeda e da polêmica com as Loot Boxes em Star Wars Battlefront 2, a EA Games chega nesta E3 cheia de desconfiança e com muita lama para limpar.


As apostas seguras nos esportes


FIFA, Madden NFL e NBA Live são presenças garantidas todos os anos na conferência da EA. E, com uma enorme base de fãs nas três franquias, pode-se dizer que a companhia fará o básico, com a versão 2019 para todos esses jogos.



O novo Madden NFL deve trazer uma atualização mais recente dos jogadores nas equipes, algum modo melhorado e outros mais novos, sem, talvez, um grande impacto. O mesmo vale para NBA Live e FIFA.

Com relação ao último, é possível que a empresa se aproveite do ‘boom’ da Copa na Rússia e nos mostre algum modo e/ou novidade aproveitando o clima. É claro nós sabemos que foi anunciado uma versão especial da Copa para o FIFA 18, mas ainda é possível que tenha alguma outra surpresa reservada para o evento.

Battlefield V e Bad Company 3


Sem dúvida alguma o grande destaque da conferência será o novo Battlefield. Ambientado na Segunda Guerra Mundial, conta com quatro modos de jogo (War Stories, Combined Arms, Grand Operations, Tides of War) que prometem uma maior variedade no gameplay.



Apesar das diversas informações que obtemos recentemente, Battlefield V deve receber seus detalhes de gameplay e até mesmo dos modos em funcionamento nesta conferência.

Outro rumor aponta para Bad Company 3. O último jogo deste spin-off foi lançado em 2010 e há uma forte aposta para que pelo menos alguma novidade sobre a sequência seja apresentada ainda neste ano e o melhor lugar para isso seria, obviamente, a E3.

Mais novidades de Anthem


Na E3 2017, a EA Games apresentou um longo vídeo sobre Anthem. O game esteve disponível inclusive na apresentação da Microsoft, que deu um enorme destaque. Após nos impressionarmos graficamente e com a proposta que parece ser bem interessante, o game sofreu com adiamento e até o momento ele só deve chegar em 2019.



Mas a EA Games não vai perder mais uma oportunidade de mostrar um pouco mais do jogo. Uma missão em gameplay, mais sobre o universo e a história e outras coisas para atiçar os curiosos. O importante é manter o hype para o ano seguinte.

A EA e o streaming de jogos


Recentemente, a companhia efetuou a compra da Gamefly, empresa especializada no mercado de streaming de jogos. Ainda que seja cedo para falarmos em alguma novidade, especialmente com relação a esta aquisição, pode-se dizer que a EA tem algo a apresentar envolvendo seus outros produtos.



É bom lembrar que a EA é dona das plataformas Origin Access e EA Access, no PC e Xbox, respectivamente. A compra pode indicar uma nova política da empresa no que diz respeito às suas plataformas.

Talvez o lançamento de novos jogos para assinantes da EA Access? Ou ainda a disponibilização dos games anunciados na E3 já na plataforma, tal qual a Microsoft anunciou com o Game Pass? Em breve saberemos.

Os games Indie


A companhia costuma anunciar algumas parcerias com estúdios independentes que acabam rendendo surpresas interessantes, como foi o caso de Unravel ou A Way Out.



Seguindo essa lógica, podemos esperar alguma grata surpresa.

Titanfall 3 e novo Star Wars


Após comprar a Respawn Entertainment, a EA garantiu um novo título da franquia Titanfall e também um novo jogo de Star Wars.



É provável que nenhum deles seja lançado ainda em 2018, mas pelo menos algum teaser (no caso de Titanfall 3) ou especificações (Star Wars vai ser um MMO? Versão mais nova de algum game da franquia?) a respeito de como eles funcionarão devem acontecer durante a apresentação.

Caso esses dois anúncios se confirmem, somados ao novo Battlefield e novas informações de Anthem, pode-se dizer que a companhia americana ganha um grande fôlego para o decorrer do ano e a primeira metade de 2019.

Dragon Age


Uma outra grande franquia que vem sendo especulada é a série Dragon Age. Elogiada pela crítica e desejada pelos fãs, uma nova versão pode ser a cereja do bolo para uma possível redenção da EA Games.



Tivemos recentemente a confirmação de que a BioWare está desenvolvendo um novo Dragon Age. Essa também seria uma boa oportunidade para a próprio BioWare corrigir um erro enorme que foi Mass Effect: Andromeda.

Sobre o game citado acima, muitos ainda apostam em alguma novidade também com relação ao RPG Sci-Fi. Por outro lado, é quase improvável, devido o lançamento recente do último e a complexidade e tempo que são demandados para uma produção desse porte.

Dá para esquecer o passado e focar no futuro?


Uma pergunta que ficou na cabeça de muitos fãs das produções da EA Games foi esta. A desconfiança é grande e a empresa vai precisar suar muito para mudar sua imagem.

Dadas as recentes informações divulgadas, a companhia pretende apostar no mais seguro, isto é, trazer de volta franquias sólidas como Battlefield e suas séries esportivas. E, somando-se a essas apostas mais pés no chão e com retorno mais óbvio, temos Dragon Age e Titanfall.

É possível aparecer uma nova IP ou o retorno de mais alguma produção esquecida? A resposta é sim. Há espaço e condições para a EA nos mostrar algo totalmente novo, como o foi o caso de Anthem o ano passado (o que acreditamos que não deva acontecer graças ao já mencionado game) ou ainda um novo Need for Speed (embora tivéssemos tido um há pouco tempo, mas sem o impacto usual da franquia) ou o retorno de esquecidos como um Skate 4.

As respostas nós só saberemos no dia 9 de junho às 15hrs (horário de Brasília) com a cobertura completa do GameBlast.

Revisão: Renata Bottiglia

Rafael C. Oliveira é goiano e já foi astro do rock (no Guitar Hero), líder de uma grande civilização (no Age of Empires) e bem casado (no The Sims). Ele diz que está escrevendo um livro de ficção científica numa tentativa de fazer novos amigos assim. Você pode tentar convencê-lo de desistir dessa ideia absurda no Twitter ou Facebook dele.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook