Finais mundiais da Rainbow Six Pro League serão disputadas no Brasil

Será a primeira vez que evento que reúne melhores equipes do mundo acontece no Brasil.

As finais mundiais da terceira temporada da Rainbow Six Pro League serão disputadas nos dias 18 e 19 de novembro, na MAX5 Arena, em São Paulo. Os times brasileiros Black Dragons e Team Fontt serão os dois representantes da América Latina entre os oito times que brigarão pelo título de melhor do mundo.


“Será uma honra receber um evento desta magnitude no Brasil pela primeira vez. Os fãs brasileiros de Rainbow Six estão entre os mais apaixonados do mundo e merecem acompanhar seus jogadores favoritos de perto. Vamos torcer para um dos dois times brasileiros ser campeão do mundo diante da nossa torcida”, afirmou Bertrand Chaverot, diretor da Ubisoft para a América Latina.

A fórmula de disputa segue a mesma das duas outras temporadas, com o campeonato em mata-mata (quartas-de-final, semifinais e final). Além dos dois representantes da América Latina, outros seis times se classificarão pelas chaves da Europa, América do Norte e Ásia, a novidade da terceira season.

As duas temporadas anteriores da Rainbow Six Pro League foram disputadas na Europa (Polônia e Alemanha). A terceira será a primeira fora do continente e o Brasil foi escolhido para ser a sede do torneio. O país é uma das grandes forças do cenário de R6. Nas duas temporadas anteriores, representantes do país ficaram entre os quatro melhores do mundo. Na primeira, a Black Dragons foi a vice-campeã. Na segunda, Team Fontt e BRK foram semifinalistas da competição.

Ao todo, serão distribuídos US$ 237,5 mil em premiações na terceira temporada da Rainbow Six Pro League 2017. Mais detalhes sobre a competição e programação no site da Ubi de E-Sports.


Flávio Augusto Priori é formado em design de jogos e tenta ganhar a vida com esse negócio chamado video game. Para ele Metal Gear é a melhor série já feita e ainda acredita na volta da SEGA. Escrevia para o saudoso Minha Tia Joga LoL e hoje pode ser achado no Facebook e no Twitter.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook