BGS 2017: CD Projekt RED apresenta novidades para o futuro de Gwent (Multi)

Novo modo de jogo e cenário competitivo foram os destaques do evento a portas fechadas.



A CD Projekt RED convidou alguns jornalistas presentes na edição deste ano da Brasil Game Show para apresentar as novidades que estão chegando em Gwent. No evento de portas fechadas, onde foi solicitado que ninguém registrasse imagens e áudios, pudemos acompanhar como o cenário competitivo do jogo pretende se desenvolver e os minutos iniciais de Thronebreaker, expansão que incluirá o modo campanha no card game.

eSports

Os melhores jogadores do planeta disputarão um prêmio de 250 mil dólares e o privilégio de serem reconhecidos como o primeiro campeão mundial de Gwent. A competição oficial vai ser dividida em três fases: Open, Challenger e World Masters. Participarão os 200 melhores colocados do ranking, sem distinção de país ou plataforma.

Para entrar nessa lista, os interessados precisarão jogar em um modo competitivo, diferente daquele já disponível. Batizado de Pro Ladder, os vencedores acumularão coroas e esses artefatos serão usados para definir a posição de cada um no cenário profissional.


Definidos os competidores, a primeira fase, Gwent Open, acontecerá no próximo mês de novembro e terá finais com oito jogadores. O prêmio desta etapa será de 25 mil dólares e uma vaga no Gwent Challenger. No segundo estágio, que acontece em dezembro, o prêmio será de 100 mil dólares.

Os 10 melhores estarão convocados para o Gwent World Masters, que acontecerá em janeiro de 2018 e oferecerá o prêmio máximo de 250 mil dólares. Para poder participar da competição, os jogadores precisarão se inscrever com, pelo menos, quatro decks diferentes.

Outra novidade é que a própria comunidade poderá organizar torneios oficiais. Para isso, a premiação mínima tem que ser de 10 mil dólares. Os interessados em realizar esses campeonatos podem entrar em contato com a CD Projekt RED.

Maiores informações disponíveis no site oficial de Gwent.


Thronebreaker

No evento, também pudemos conferir como está ficando a expansão Thronebreaker. A história se passará antes da trilogia dos games e trará novos personagens, cenários e cartas. O enredo envolverá, além das partidas de Gwent, um sistema de escolhas que mudará completamente o rumo dos acontecimentos. Essas consequências podem ser imediatas ou demorarem um pouco para aparecerem.

Ao invés de Geralt, dessa vez, assumiremos o papel de Meve, rainha de Lyria e Rivia. O mapa é visto de cima e, no primeiro momento, pareceu bem simples. No entanto, conforme o gameplay foi se desenrolando, consegui perceber que o mundo é bem detalhado e precisará ser bastante explorado para se encontrar todos os suprimentos e cartas escondidas. Os mapas também contam com pequenos puzzles, por exemplo, descobrir como atravessar um rio para alcançar o baú na margem oposta.

Por questões de balanceamento, algumas das cartas adquiridas em Thronebreaker não poderão ser usadas no modo multiplayer. Mesmo aquelas que aparecerão no online podem ter algumas modificações em suas características para não atrapalharem os duelos.

Thronebreaker deve ser lançado ainda em 2017 para PS4, XBO e PC.
Vinicius Veloso é jornalista e obcecado por games (não necessariamente nessa ordem). Seu vício começou com uma primeira dose de Super Mario World e, desde então, não consegue mais ficar muito tempo sem se aventurar em um bom jogo. Está no Facebook ou Twitter.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook