Jogamos

Análise: All Haze Eve (PC): uma festa estranha com gente esquisita

Com um clima cheio de mistérios, o jogo é curto mas bastante interessante.

All Haze Eve é um jogo nada convencional. Não é algo esquisitinho ou apenas um pouco diferente, ele realmente é um título que é difícil até mesmo de traçar algum paralelo com outra coisa. Mas essa estranheza toda acaba sendo o grande trunfo desse jogo que, com toda sua esquisitice, acaba por ser um pequeno puzzle deveras interessante.


O clima do jogo é apropriado para o período atual, próximo ao halloween. Você, enquanto protagonista, encontra um convite para uma festa e decide usá-lo, afinal, o que poderia dar errado? Seu objetivo inicial é um só: doces ou travessuras. E é a partir daqui que as coisas começam a ficar levemente bizarras.



All Haze Eve te coloca em um local que parece um sonho (ou pesadelo) de halloween: alguns seres estranhos, conversas suspeitas e um mundo em tons de cinza. Para avançar na sua jornada, o jogador deve recolher itens no cenário para resolver os obstáculos. Não há nenhuma indicação do que você pode fazer ou não ou quais locais trazem algum tipo de interação. Um olhar apurado e/ou cliques em todos os cantos são tudo o que você tem.

Geralmente eu diria que essa falta de informação é algo que prejudica ao jogo, mas não é o caso aqui exatamente porque essa ignorância faz parte do clima do jogo. Esse ambiente suspeito com sujeitos esquisitos faz você pensar: o que raios estou fazendo neste lugar? Será que vai ter algum doce no final disso tudo?

As dicas do que fazer geralmente estão nas falas de NPCs e via de regra você sempre tem um problema por vez, de forma bem linear. A aventura é bem curta, não deve passar de mais de duas horas de jogo. Mesmo sendo bem curto, são vários os momentos em que eu parava e me perguntava “o que está acontecendo aqui”? Calma, não há nenhuma trama absurda com sequências de plot twist, mas o universo do game é tão peculiar, por vezes até beirando o nonsense, que naturalmente me vi instigado a continuar com aquilo para ver onde tudo ia acabar.

Sobre mecânicas o jogo consiste em pegar itens, usá-los em algum lugar ou com alguém e progredir. Minha única reclamação aqui é que pegar as coisas com o alvo do mouse às vezes dá mais trabalho do que deveria, mas nada muito severo.


Happy Halloween

Tecnicamente All Haze Eve é um adventure inteligente e simples, que pode ser completado em menos de uma tarde. Sua força está em criar um mundo estranho, com muitas perguntas e poucas respostas e que acabam pegando o jogador aos poucos, o instigando a querer entender mais do que se passa ali e até de quem ele realmente é. Os puzzles são simples, mas com uma lógica interessante, que vale o esforço. Se você está cansado da mesmice, temos aqui um ótimo jogo que vai te tirar do lugar comum.

Prós

  • Ótimo uso da temática de halloween;
  • Puzzles interessantes.

Contras

  • Pegar alvos com o mouse às vezes é trabalhoso.

All Haze Eve — PS4 — Nota: 8.0

Revisão: Ana Krishna Peixoto

Flávio Augusto Priori é formado em design de jogos e tenta ganhar a vida com esse negócio chamado video game. Para ele Metal Gear é a melhor série já feita e ainda acredita na volta da SEGA. Escrevia para o saudoso Minha Tia Joga LoL e hoje pode ser achado no Facebook e no Twitter.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook