Jogatina de FDS

O que estamos jogando: Horizon Zero Dawn, Breath of the Wild, Battlefield 1 e Mass Effect

Confira o que a equipe do site jogará no final de semana.

Mais um final de semana que chega, o segundo deste mês cheio de bons lançamentos. De forma habitual, fizemos aquela pergunta para nossa equipe: O que vocês irão jogar durante o final de semana?

Ana Krishna Peixoto

No rolê do arco e flecha

Finalmente estou jogando Horizon Zero Dawn (PS4). Ou seja, pretendo passar todo o tempo disponível para jogos desbravando este magnífico RPG na pele de Aloy. Durante a semana tive pouquíssimo tempo para conhecê-lo, consegui fazer pouco mais de 5 horas de jogo. Porém, posso dizer que, apesar de estar achando a história muito interessante, o seu controle de câmera tem me irritado bastante em grandes lutas. Pode ser que seja apenas falta de habilidade da minha parte, quem sabe isso melhore com um pouco mais de dedicação, mas já perdi a vida algumas vezes com bichos pulando em cima de mim sem que eu pudesse travar a visão neles. Enfim, todo o restante está valendo a pena.

Caso role um rage quit em algum momento, me concentrarei no meu eterno queridinho: Overwatch (Multi). A meta de chegar ao level 100 ainda não foi alcançada e o XP não vai se fazer sozinho, não é mesmo?

Leandro Alves

Salvando Hyrule mais uma vez

Depois de uma semana super corrida, e a chegada do Nintendo Switch com The Legend of Zelda: Breath of the Wild (Wii U/Switch) e 1-2 Switch (Switch), tive apenas algumas horas de jogatina e testes com o novo console da Big N. Contudo, desfrutei por várias horas de Breath of the Wild no Wii U, agora irei continuar a minha saga em qualquer lugar com o Switch. Este final de semana jogarei diversas horas (Ganon que me aguarde).

Ainda irei reunir a família e amigos para juntos testar todos os mini games do 1-2 Switch (Switch), vamos ver como se comporta e se a diversão é garantida. Agora ficarei esperando pelo Mario Kart 8 Deluxe (Switch) enquanto me divirto com esses lançamentos.

Que Hylia esteja com vocês!

Renan Greca

Entre hylians e androides

Com meu Switch embaixo do braço, não há nada melhor a fazer do que jogar The Legend of Zelda: Breath of the Wild (Wii U/Switch) o fim de semana todo, né? Vou passar o sábado no apartamento da praia da minha família, uma ótima oportunidade pra jogar Zelda deitado na rede (praia? água? não dá para jogar Zelda na água, é muito arriscado). Também pretendo jogar um pouco de Snipperclips (Switch) com minha namorada.

Ao voltar a Curitiba, tenho que jogar também NieR: Automata (PS4/PC), que vou analisar para o Blast. Zelda e NieR são dois jogos que eu aguardava ansiosamente este ano e estou feliz em finalmente poder jogá-los.

Glory to mankind!

Francisco Camilo

Um órfão partindo para os frontes da Primeira Guerra

Nem tudo que é bom dura para sempre, e isso é um fato inegável. Terminei a história de Horizon Zero Dawn (PS4) juntamente com sua simples e prazerosa platina (alô, trophy hunters), e agora estou órfão de jogos. Sabem aquela sensação de querer jogar apenas o que não se tem? Pois é. Tenho alguns bons games para ocupar meu tempo, mas vontade nenhuma de jogá-los por enquanto.

Decidi voltar então para o fronte da Primeira Guerra com Battlefield 1 (Multi). Ainda que o game não ofereça recompensas tão dignas para uma jogatina estendida, consigo me divertir muito com os tiroteios e subindo de patente. Avanti, Savoia!

Marcell Solano

Passeando por mundos digitais diferentes

Enquanto muitos estão aproveitando e explorando os maravilhosos mundos de Horizon Zero Dawn (PS4) e The Legend of Zelda: Breath of the Wild (Wii U/Switch), eu fui sugado e estou perdido no simpático Digimundo de Digimon World Next Order (PS4/PS Vita) há pouco mais de uma semana. Pretendo avançar mais na campanha principal, recrutar mais uns monstrinhos para melhorar a cidade de Flotia e cuidar dos meus parceiros Digimon (leia-se dar comida e levá-los para fazer o número 2). Pois é, até seres digitais tem suas necessidades básicas.

Também pretendo tomar coragem e voltar para ao mundo digital de Fate/Extella: The Umbral Star (PS4/PS Vita) a fim de finalizar o último arco da campanha principal e tentar fazer algumas side-quests com meus espíritos heroicos favoritos. Vamos ver se vai rolar, pois é um jogo mega arrastado e não está sendo nada fácil digeri-lo. Que Joana d’Arc me dê forças!

Por fim, como também irei à Gramado-Canela com alguns amigos, vou aproveitar pra dar uma atualizadinha no meu deck de Yu-Gi-Oh! Duel Links (iOS/Android) e desfrutar um pouco dos eventos da semana  durante a viagem pra conseguir dar aquela avançada nas missões. Inclusive, tem análise vindo por aí no Blast! Fiquem ligados!

É hora do duelo!

Ivanir Ignacchitti

Uma breve pausa no tempo e uma nova jornada

Durante a semana, descansei um pouco de The Legend of Zelda: Ocarina of Time (3DS) para aproveitar um pouco o maravilhoso Etrian Odyssey IV (3DS). Finalmente passei pelo primeiro stratum, o que já me pareceu uma excelente conquista, considerando que nunca havia conseguido tal feito na série. Obviamente, acredito que isso se deva mais ao menor nível de dificuldade do jogo em comparação com os demais (mesmo não jogando no Casual) do que à minha estratégia na evolução dos personagens.

Para o fim de semana, devo me manter distante de Ocarina of Time um pouco mais e aproveitar para finalmente começar Mass Effect (Multi) no PS3. Não tenho muito costume com RPGs ocidentais e me considero um tanto inexperiente com sci-fi, então imagino que no mínimo será uma nova experiência para mim.

E você. caro leitor, o que irá jogar durante os próximos dias? Compartilhe com a gente nos comentários!
Ana Krishna Peixoto é formanda em Ciências Econômicas pela UERJ. No Blast, é redatora e revisora. Suas paixões são os esportes (sobretudo o futebol e o jiu-jitsu), os livros, a escrita e os videogames. Fã de PlayStation, não nega sua queda pela Nintendo. Pode ser encontrada no Twitter.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook