Masaya Nakamura, o fundador da Namco e criador do Pac-Man

O empresário japonês que mudou a forma de como vemos os games.

No dia 30 de janeiro, a Bandai Namco anunciou a morte de seu fundador, o empresário japonês Masaya Nakamura, aos 91 anos. Nakamura é uma das figuras mais importantes da indústria de jogos eletrônicos e aqui rendemos uma homenagem à trajetória do homem que mudou o cenário dos games em todo o mundo.

Nakamura Manufacturing, a origem da Namco

Masaya Nakamura nasceu em Tóquio, Japão, no dia 24 de dezembro de 1925, e graduou-se pela Yokohama Institute of Technology em construção de navios. Utilizando seu conhecimento com construção e projetos mecânicos, o empresário fundou a Nakamura Manufacturing, uma companhia especializada em criação de kiddie rides, os famosos carrinhos mecânicos para crianças, muito presentes em shoppings e parque de diversão no Brasil.

Na década de 1960, Nakamura fez uma parceria com a Mitsukoshi, uma franquia de lojas de departamentos internacional. A empresa contratou os serviços do empresário para instalar kiddie rides em todas suas franquias, o brinquedo havia se tornado muito popular no Japão daquele período. Com o sucesso de suas criações, a Nakamura Manufacturing passou a se chamar Nakamura Amusement Machine Manufacturing Company, de onde viria o nome NAMCO em 1977.


Dos kiddie rides aos arcades

Com o sucesso dos brinquedos mecânicos kiddie ride, Nakamura notou a ascensão do cenário dos games e decidiu ampliar os negócios da companhia para a área dos jogos eletrônicos na década de 1970. O CEO investiu pesado em profissionais e instrumentalização destes, comprando a divisão japonesa do Atari para distribuição dos jogos do console, o que influenciou o design dos jogos da futura Namco.
O primeiro jogo da Namco foi o arcade Gee Bee (Arcade), um jogo com mecânicas de pinball e breakout clone, em que o objetivo consistia em acertar uma parede de blocos com uma bola sem deixá-la cair no chão. O jogo era semelhante ao clássico Breakout (Arcade), da Atari em 1979, considerado o pioneiro desse estilo de mecânica de jogo.

No ano seguinte, o arcade Galaxian (Arcade) revolucionou a indústria dos games por ser o primeiro jogo com gráficos em cores RGB — modelo de cores em que luzes azuis, verdes e vermelhas são misturadas de modo a reproduzir uma nova paleta de coloração. 

Pac-Man, o legado de uma vida

Em 1980, a Namco lançou o lendário Pac-Man (Arcade). O jogo foi desenvolvido por um dos novos game designers de Masaya Nakamura naquela época, o novato Toru Iwatani. O nome "pac" foi uma sugestão de Nakamura devido à expressão "pakku", considerado o som feito pelo personagem quando comia os pontos e fantasmas do jogo. O arcade fez um estrondoso sucesso em todo o mundo e gerou lançamentos até os dias de hoje, como Pac-Man Championship Edition 2 (Multi), da própria Bandai Namco, lançado em 2016.

A compra do estúdio televisivo e cinematográfico Nikkatsu pela Namco em 1993 fez com que Nakamura migrasse para a produção de filmes. Em 2002, o empresário renunciou a posição de CEO da Namco e em 2005 a companhia fundiu com a produtora de brinquedos e jogos eletrônicos Bandai, tornando-se a atual Bandai Namco.


Masaya Nakamura parte deste mundo deixando um legado vital à indústria dos games, sem o qual o presente cenário de jogos eletrônicos jamais seria o mesmo. A intervenção, criatividade, coragem e inovação do empresário trouxe tecnologias e mecânicas essenciais aos games e moldou os caminhos da indústria que conhecemos hoje. Todo respeito e honra a Masaya Nakamura.

Revisão: Luigi Santana
Karen K. Kremer é mestre jedi em história pela UEPG. Viajante do tempo e cinéfila, considera Quantum Break uma obra-prima. Cresceu fazendo Meteoro de Pégasos e jogando videogame. Apaixonada por literatura, ilustração e dinossauros. Diz a lenda que com um bat-sinal no DeviantArt., MGC. ou Twitter. ela aparece.

Comentários

Google+
0
Disqus
Facebook