Jogamos

Análise: Estiman (PC), jogando e relaxando

Arcade de relaxamento é uma proposta interessante, mas falhas técnicas minam seu objetivo.

Quando vi pela primeira vez o arcade Estiman (PC), da produtora indie polonesa Kool2Play fiquei realmente curiosa com a proposta. Um arcade casual para relaxar? Sem dúvida é algo bem útil na correria e o estresse do dia a dia. Todavia, como isso funciona? Pois bem, aqui está a resposta.

Estima pelo jogador

Estiman é um nome que faz alusão a palavra estimation, ou seja, estima, apreciação e consideração. É este o objetivo do game da Kool2Play, ter consideração pelo jogador ao oferecer uma forma divertida e relaxante para se distrair dos problemas da vida real. O foco do arcade é simples: fazer combos de combinação de cores através dos itens na tela.

Pode parecer fácil combinar itens coloridos com as cores correspondentes, mas aí está o truque de ilusão. A cada nova fase o grau de dificuldade aumenta, seja em cores muito parecidas ou com um número maior de itens, o que leva certo tempo para raciocinarmos e escolher a maior combinação. Tudo isto acontece enquanto o tempo para conclusão da fase vai se esvaindo.


A arte de Estiman é bem colorida, mesclando um visual retrô com o futurismo dos anos 1980. Há várias opções de personalização do jogo, seja no plano de fundo ou nos itens que clicamos para criar combos. Dos itens para criação de combos, há flocos de neve, números, bolhas de sabão, formas geométricas, entre outros. Para o plano de fundo, são várias opções, desde um modelo de cor neutra, passando por uma arte no estilo do filme Matrix (The Wachowski Brothers, 1999) a um fundo recordando o espaço sideral.

Relaxar? Nem tanto...

Apesar do propósito do game ser relaxar o jogador, esse objetivo é inalcançado com os constantes travamentos de Estiman, o que contribui para uma completa irritação do gamer. O jogo sofre periodicamente com problemas de desempenho, travando várias vezes seguidas, principalmente se clicarmos com velocidade nos itens de criação de combo.

Além disso, pequenos atrasos de resposta à ação e travamentos menores também são fatos rotineiros em Estiman, o que estraga a experiência do jogador. Afinal, nada pior do que conseguir uma alta pontuação de combos realizados e, de repente, a tela se apaga, o aviso de erro do game aparece e você perde toda pontuação que se esforçou para alcançar. Esse tipo de problema técnico joga no lixo todo o tempo consumido na frente do computador e contribui para desistência dos jogadores. Há coisa pior do que perder o save do jogo? Não, né?


Do mesmo modo, temos uma trilha sonora monótona e repetitiva, nos dando uma sensação de sonolência e dor de cabeça depois de algumas poucas jogatinas. Aliando isto aos travamentos, temos a fórmula completa para espantar o jogador.

Proposta que não deu certo

Infelizmente, o arcade Estiman não deu certo. Com foco no relaxamento do gamer, os problemas de desempenho do jogo cooperam para não chegar ao seu objetivo final e transformam uma experiência que deveria ser de paz e tranquilidade, em algo estressante e problemático.

Prós

  • Arte colorida e bem elaborada;
  • Várias opções de personalização.

Contras

  • Atrasos às respostas das ações;
  • Não cumpre o objetivo de relaxar o jogador;
  • Travamentos constantes;
  • Trilha sonora monótona e repetitiva.
Estiman — PC — Nota: 4.5
Versão usada para análise: PC
 Revisão: Ana Krishna Peixoto
Karen K. Kremer é mestre jedi em história pela UEPG e game designer pela Universidade Positivo. Viajante do tempo e cinéfila, considera Quantum Break uma obra-prima. Cresceu fazendo Meteoro de Pégasos e jogando videogame. Apaixonada por literatura, ilustração e dinossauros. Diz a lenda que com um bat-sinal no Twitter ou DeviantArt ela aparece.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook