League of Legends (PC): Semifinais do mundial definidas

Times da China e Coreia dominaram as quartas de final. Nas semis, a supremacia coreana continua.



As  quartas de final do mundial de League of Legends colocaram frente a frente grandes rivalidades e reeditaram um antigo confronto. Dois times coreanos enfrentaram equipes chinesas, já os representantes da Samsung tiveram de encarar os norte-americanos da Cloud9. A final do campeonato de 2013, entre SKT e Royal Club, foi revivida em uma das partidas desta semana, o que poderia marcar a tão esperada vingança de Uzi, que acabou perdendo naquele ano. A terceira fase do torneio ocorreu entre os dias 13 e 16, começando por:

Quinta-feira (13/10) – Samsung Galaxy (Coreia do Sul) vs Cloud9 (EUA)


O confronto marcou o encontro de duas equipes que chegaram ao campeonato mundial pelo Seed3. Era esperado um passeio por parte da Samsung, já que a Cloud9 vinha de uma segunda semana péssima. Na primeira partida, os coreanos literalmente atropelaram os norte-americanos. Crown, jogando de Cassiopeia, conseguiu um abate em um 1vs3. Sneaky, de Caitlyn, e Smoothie, de Alistar, perderam a sua rota para o Jhin, de Ruler, e a Karma, do CoreJJ. Já no top, rota que era a grande esperança da Cloud9, Impact, jogando de Rumble, morreu várias vezes no 1vs1 contra o Ekko, do CuVee. Após ter feito o barão, o time coreano não conseguiu levar o Nexus inimigo devido um ataque, entretanto, isso apenas atrasou um pouco o fim da partida, que foi vencida pela Samsung.

No segundo jogo, mesmo com a Cloud9 iniciando um pouco melhor, aos 18 minutos, Ruler, de Caitlyn, conseguiu pegar o first blood contra o Jhin, do Sneaky. Com uma partida meio parada, parecia que os norte-americanos teriam tempo para respirar, entretanto, aos 26 minutos, os coreanos conseguiram ficar com 4 kills e um barão através de uma linda ultimate do Kennen, do CuVee, combinada com a da Orianna, do Crown. Apesar de o jogo ter acabando aos 37 minutos, após outro barão, a primeira luta e barão já haviam definido o destino da partida.

A torcida norte-americana empurrava o time da casa, porém já estava totalmente desanimada e apagada. A Cloud9 acabou perdendo sua última partida para a Samsung aos 39 minutos de jogo. Após um barão, os coreanos marcharam à caminho da base inimiga e, com uma vantagem de 12 mil de ouro, conseguiram finalizar facilmente o confronto.

Resultado: Samsung Galaxy 3x0 Cloud9
Cloud9 não conseguiu nenhuma vitória contra os coreanos.

Sexta-feira (14/10) – SK Telecom T1 (Coreia do Sul) vs Royal Never Give Up (China)


Uzi e companhia encontraram novamente a SKT no caminho rumo ao título mundial. Em 2013, jogando pela Royal Club, Uzi perdeu na final por um 3x0 e, com certeza, veio com sede de vingança para esse clássico confronto. Na primeira partida, o time chinês conseguiu sair na frente aos cinco minutos, com o Jayce, do Looper, abatendo a Poppy, do Duke, em um 1vs1. Mesmo com a Royal largando na dianteira, a SKT conseguiu se recuperar graças aos erros da equipe chinesa. Mas, a vantagem dos coreanos durou pouco, principalmente depois da RNG abater o dragão ancião e conseguir um ótimo barão surpresa. A equipe chinesa retomou a vantagem depois de uma ótima luta no mid. O duelo foi determinante para a Royal sagrar-se vencedora.

Substituindo o Jungler Bengi pelo Blank, o time coreano buscava o empate com uma composição com muito poke e uma boa luta na segunda partida. Com domínio total do jogo, a SKT conseguiu todos os dragões, o ancião e um barão, finalizando o confronto e empatando a série aos 43 minutos, com uma vantagem de ouro de 22 mil.

No terceiro jogo, após uma emboscada no bot, a SKT fica com o first blood. Depois de um teleporte horrível do Looper e seu Rumble, o Gnar, de Duke, acaba ficando sozinho no top, conseguindo mais farm, ouro e nível do que o adversário. Aproveitando a vantagem, Blank e seu Olaf conseguem uma vitória contra o Looper e, lentamente, a equipe coreana novamente conseguia uma vantagem. Com Faker pegando a primeira torre no mid e com uma vantagem de 10 mil de ouro, aos 20 minutos a SKT já tinha cinco torres contra nenhuma dos adversários, além de um placar de 13 a 4. A vitória já estava garantida graças a ótima atuação de Duke e com Faker destruindo quem aparecesse pela frente. Os coreanos abriram um 2x1 contra a Royal após um barão aos 30 minutos.

No quarto e último jogo, mesmo com escolhas para a composição chinesa que não deram muito certo antes (Lee sin do mlxg), a Royal começou pressionando todos os cantos do mapa e conseguindo criar uma vantagem. No entanto, acabaram perdendo a superioridade em uma luta no bot. Após o erro fatal de entregar a vantagem para uma equipe bicampeã mundial, o jogo começou a ser dominado lentamente pela SKT e, aos 30 minutos, o placar apontava  22 a 9 e uma vantagem de mais de 12 mil de ouro para os coreanos, que se classificaram para a semifinal.

Resultado: SK Telecom T1 3x1 Royal Never Give Up
Uzi buscava vingança da final de 2013, porém acabou fracassando novamente.

Sábado (15/10) – ROX Tigers (Coreia do Sul) vs Edward Gaming (China) 


Com a campeã da China encarando a campeã da Coreia, um grande espetáculo era aguardado. Porém, o que aconteceu foi totalmente diferente. No primeiro jogo, a substituição de Mouse por Koro1 mostrou ser nada positiva, já que ele não tinha entrosamento nenhum com o time chinês. Com isso, Smeb e Peanut aproveitaram e conseguiram uma grande vantagem não só no top, mas todas as outras lanes. Depois de a ROX sair na frente, não foi muito difícil acabar com jogo, principalmente, após uma jogada da Zyra, do GorillA, no top, que rendeu 3 kills, um barão e o fim do confronto.

Quase repetindo a composição, a equipe coreana também manteve o desempenho. Novamente conseguindo vantagem nas lanes, aos 19 minutos já estavam com mais de 11 mil de ouro. Com um jogo bem fácil, a ROX faz um barão, consegue 4 kills e finaliza o confronto aos 26 minutos, abrindo 2x0 na série.

No terceiro jogo, Smeb decide inovar com uma opção de Fiora, mas, acaba não dando muito certo. Fazendo uma escolha que só foi realizada pelo time coreano, a EDG decide pelo Aurelion Sol para Scout e Caitlyn para Deft. Com mais dragões que a ROX e com melhores rotações, a EDG sai na vantagem e, mesmo com alguns deslizes, consegue uma boa luta e um barão aos 29 minutos, aumentando a vantagem e já definindo o jogo, que acabou aos 34 minutos.

No último embate, a ROX decide finalizar a série e, com um placar de 16 a 3, a equipe coreana passeia em cima dos chineses pela terceira vez. Ditando o ritmo da partida já no começo, com uma jogada no bot, Peanut, jogando de Olaf pela primeira vez no mundial, consegue destruir o jogo. Dando vantagem para todas as lanes, o coreano se saiu melhor do que Clearlove, considerado o melhor jungle do mundo. Assim, a ROX foi para terceira vitória após um barão e algum tempo levando toda a base chinesa.

Resultado: ROX Tigers 3x1 Edward Gaming
ROX destrói a campeã chinesa, desfalcada com a substituição emergencial.

Domingo (16/10) – H2k (Europa) vs Albus NoX Luna (Wildcard/Rússia)


Única série entre equipes ocidentais, o vencedor representaria o resto do mundo no campeonato, já que de quatro times classificados, três são coreanos. Na primeira partida, a H2k pretendia fazer uma jogada no top, entretanto, Stejos e seu Olaf estavam lá para responder, no entanto o revide foi horrível. Dois abates e um double buff (red e blue) foram entregues para o Jayce, do Odoamne, que, além de criar uma vantagem na sua lane, também abriu caminho nas outras duas. Esse avanço foi fazendo o jogo ficar com a cara da H2K. Aos 28 minutos, a equipe europeia decide fazer o barão que, surpreendentemente, é roubado pela Syndra, de Kira, mas, não adiantou muita coisa já que a partida terminou minutos depois.

O segundo jogo foi definido aos oito minutos, quando uma luta no bot aconteceu e em um belo duelo a H2K consegue quatro kills e um dragão infernal, enquanto a AlbuS apenas uma kill. Com grande vantagem conquistada por um time em ótima fase, os europeus aproveitaram tudo o que tinham e destruíram o confronto, fazendo um barão aos 21 minutos e terminando o duelo aos 23. No fim dessa partida (a mais curta do campeonato mundial), o placar era de 15 a 3, além de nenhuma torre ter sido levada pela AlbuS e com vantagem de 11 mil de ouro para os europeus.

Já no terceiro e último jogo, a agressividade da Syndra, do Ryu, na lane conseguiu criar um grande estrago. Eliminando Kira (Zilean) no 1vs1 mais de uma vez, Jankos (Lee sin) e Odoame (Jayce) ainda o ajudaram, dando uma vantagem maior para ele. Mesmo com respostas de Stejos (Olaf) na bot lane, aos 16 minutos e sem muita dificuldade, Ryu mostra que a dianteira que ele conseguiu levaria a Europa para a semifinal, conseguindo duas kills e uma torre. Com o jogo já fora do controle, a AlbuS consegue uma boa resposta levando o inibidor do bot e cancelando o barão, mas isso não foi o suficiente e, minutos depois, a H2K consegue ganhar o jogo e avançar para a próxima fase.

Resultado: H2k 3x0 Albus NoX Luna
Sonho dos russos é parado pela H2K, que está sete jogos sem perder até o momento.

Depois desses quatro dias, as semifinais foram definidas: 
Sexta-feira (21/10) – SK Telecom T1 (SKT) vs ROX Tigers (ROX)
Sábado (22/10) – Samsung Galaxy (SSG) vs H2K (H2K) 
A predominância coreana é nítida, com três representantes na fase semifinal. A única exceção é a H2K, terceira colocada europeia e que está representando não só sua região, mas todo o mundo ocidental.
 
Consulta: Lol eSports BR
Revisão: Vinícius Veloso
Edson Santos escreve para o GameBlast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google+
Facebook


Podcast

Ver mais

No Facebook

Ver mais