League of Legends (PC): Após grande final, campeão mundial é definido

Após uma série muito apertada e disputada, a SKT se consagra tricampeã mundial.


Que a decisão do campeonato mundial seria um ótimo show ninguém duvidava, mas, não era esperado que tomasse a proporção que tomou. Samsung Galaxy e SKT Telecom T1 se enfrentaram no Staples Center (EUA) e colocaram seus respectivos nomes na história do League of Legends. As equipes realizaram a melhor final de um mundial, que pode ser considerado o mais disputado de todos.

Samsung Galaxy (Coreia do Sul) vs SKT Telecom T1 (Coreia do Sul)


No primeiro jogo, a emoção começou aos oito minutos com uma invasão de Bengi (Olaf), que acabou matando o Lee Sin (Ambition) e morrendo para Crown (Viktor), porém, isso não mudou nada, já que Olaf continuou invadindo a jungle inimiga. Deixando a torcida maluca, Crown consegue solar Faker (Orianna), considerado por muitos o melhor jogador da história de League of Legends, e, logo após esse confronto, uma luta no bot rende apenas um abate para a Samsung e dois para a SKT. Sendo mais agressiva, a SKT consegue acelerar o jogo levando todas as torres t1. A partida se acalmou até os 32 minutos, quando a SKT fez um barão. Os abates e a ação voltaram a aparecer depois dos 37 minutos, com a SKT fazendo outro barão e um dragão ancião, o que indicava que o fim de jogo estava próximo. Com Ruler (Caitlyn) sendo abatido, os bicampeões tentaram finalizar o duelo, mas, após linda jogada do Crown abatendo Faker e o Duke (Trundle), o jogo foi segurado por mais tempo. Mesmo com a Samsung ganhando luta atrás de luta e conseguindo dois barões, Faker consegue matar Crown no meio de um confronto e, com isso, a partida acabou e a vitória foi para a SKT.

Com a escolha de Kindred sendo feita pela primeira vez no mundial, a Samsung tentou inovar nessa final para conseguir vitórias, porém não foi isso que aconteceu. Com um bom começo de jogo, Ambition (Kindred) consegue um abate em Bengi (Lee Sin) depois de uma luta no bot e, logo após isso, a Samsung conquista o dragão da montanha. Faker (Ryze) teve muito destaque nessa partida graças a sua movimentação pelo mapa, onde o coreano ia acontecia alguma coisa a favor de seu time. Ele conseguiu uma kill na Karma, do CoreJJ, após a luta em que Bengi morreu. Logo após isso, Faker conseguiu um dive no top voltado para ajudar Duke (Gnar), que estava passando por dificuldades. Não apenas nesses momentos, em um dive no bot realizado para Samsung, Faker aparece no momento certo e consegue reverter a situação. Todas as lanes da Samsung foram morrendo no decorrer do jogo devido a movimentações do Ryze e do Lee Sin, já definindo o fim da partida. Após realizar um barão, a SKT se dirigiu a base inimiga e, após algumas lutas, eles finalizam o confronto. O placar final ficou em 20 a 3 e, com 31 minutos de partida, o último abate de Samsung foi conquistado. Após esse jogo, a SKT abriu 2 a 0 e ficou perto do título.
Jogadores da Samsung demostram muita tristeza após o segundo jogo.

No terceiro jogo, a Samsung mostrou que força de vontade e insistência são qualidades que o time tem muito. O começo do confronto foi totalmente dominado pela SKT, mas a ação mesmo começou entre 29 e 30 minutos. O placar era de 9 a 1 para os bicampeões, mas a Samsung tinha em mãos quatro dragões elementais (dois infernais, um do vento e um do oceano). Em uma tentativa de fazer o barão, a Samsung revida e incrivelmente consegue abater 3 jogadores e pegar o barão. Depois dessa jogada, eles renasceram e conseguiram reverter uma vantagem de quase 9 mil graças a um ótimo trabalho levando as torres pelo mapa. Com o caminho aberto, a vontade da Samsung era fazer o dragão ancião para acabar com o jogo, porém uma confusão foi o que realmente aconteceu. A SKT conseguiu os dois próximos dragões anciões e, após um barão, a Samsung consegue lutar bem. Mesmo com os inimigos de barão, A Samsung vence e leva dois inibidores, tornando apenas questão de tempo a queda do terceiro. Depois de derrubar o último inibidor, a Samsung faz outro barão e finalmente, aos 67 minutos, o herói de todo um time surge e com uma incrível jogada: Ambition (Lee sin) consegue roubar o dragão que estava sendo realizado por Bengi (Elise) e Faker (Orianna). Após isso, a Samsung faz um barão, leva os 3 inibidores e finaliza o jogo.
Staples Center lotado


No  quarto confronto, a comissão da SKT decide colocar Blank no lugar de Bengi, mas a Samsung retornou renovada e já aos 16 minutos sai a frente da inimiga com CuVee (Kennen) abatendo Duke (Gnar) sozinho. Com uma boa composição para lutas, a SKT não fica atrás e com boas jogadas de Bang (Ashe) e Blank (Zac) o time foi retornado lentamente no ouro, até que CuVee, com um incrível teleporte, cerca todos os inimigos e usando a ultimate consegue três kills e um barão. Graças ao buff, dois inibidores caem para os bicampeões e ainda com uma vantagem da Samsung, o jogo se estende. Então, aos 39 minutos, a Samsung começa um barão e tentando chegar para contestar, Faker (Orianna) é morto sem possibilidade de reação. Com um dragão ancião e uma boa luta, a Samsung força o quinto e último jogo da série.

Caso Samsung vencesse, o time se tornaria bicampeão. Porém, se a vitória fosse para a SKT, eles se tornariam tricampeões. Não existe um final melhor para um mundial como essa que contou com tantas surpresas e emoções. Nesse último jogo, Bengi retornou e conseguiu causar muito impacto. No começo da partida, uma troca de abates aconteceu em todas as lanes e, pela primeira vez, a Samsung não sai na frente em dragões, já que a SKT consegue os dois das nuvens. A verdadeira ação começou aos 36 minutos, quando Ruler (Jhin) se posicionou errado e quase morreu, entretanto, CoreJJ (Tahm Kench) acaba morrendo e como Ambition (Olaf) já estava caido, a SKT faz o barão e um dragão ancião, além de abater o Crown (Cassiopeia). Com isso, o confronto foi basicamente definido, já que a SKT conseguiu lentamente alguns abates e levou o nexus inimigo, sagrando-se tricampeã mundial!
A SKT consegue seu tricampeonato e cria uma história dificil de se superar.

Resultado: Samsung Galaxy 2x3 SKT Telecom T1


Ambas as equipes estão de parabéns graças ao show que proporcionaram para o mundo, afinal uma decisão disputada desse jeito era vista há anos. No mundial de 2016, a SKT se tornou uma equipe tricampeã mundial e com uma história que dificilmente será repetida por algum outro time do planeta, contando também com jogadores com carreiras que dificilmente serão superadas, como Bengi e Faker.

Consulta: LoL eSports BR
Revisão: Vinícius Veloso
Edson Santos escreve para o GameBlast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google+
Facebook


Podcast

Ver mais

No Facebook

Ver mais