Dark Souls III (Multi): especulações de Ariandel

Vamos especular o que a história da nova DLC de Dark Souls III poderá nos contar nesse novo capítulo.

Diversos guerreiros deverão voltar para Lordran a partir da próxima semana com o lançamento do primeiro DLC de Dark Soul III, chamado Ashes of Ariandel. Esse conteúdo adicional, além de oferecer novas armas, equipamentos e mapas, trará uma nova camada de história para a trama da série. Será que teremos algumas das nossas dúvidas antigas respondidas ou novos questionamentos surgirão? Vamos especular um pouco sobre o que poderemos encontrar neste novo capítulo da aventura.

Vale dizer que o texto a seguir irá conter vários spoilers de Dark Souls III, tanto do jogo base quanto da DLC. Se porventura você ainda não o jogou e não quiser saber sobre fatos importantes antes da hora, sugiro parar por aqui e voltar mais tarde. Também vale ressaltar que o texto é só sobre a lore. Não irei abordar novidades de jogabilidade.



Antigos pecados

Uma boa fonte para começarmos a falar sobre o DLC é uma entrevista do próprio Hidetaka Miyazaki, diretor do jogo, concedida ao site Polygon durante a última Tokyo Game Show. A primeira coisa que podemos analisar é a confirmação de que esse novo trecho se passará em uma região chamada Painted World of Ariandel. E sim, como muitos já suspeitavam, essa região está relacionada ao Painted World of Ariamis, área secreta do primeiro Dark Souls. Miyazaki explicou que são regiões diferentes, mas que se conectam por conta de uma temática em comum que ele quer transmitir nesse novo DLC. O produtor não mencionou exatamente qual seria essa temática, mas enfatizou que os jogadores irão descobrir enquanto jogam.

Em Dark Souls, Ariamis é o local onde encontramos Priscilla, a Híbrida. Em nenhum momento do jogo fica claro o motivo desse confinamento, não sabemos se ela está sendo mantida presa ou se está sendo protegida de algo. Seja qual for a motivação, o mais provável é que a razão para Priscilla estar lá seja a sua origem, uma mistura de raças. Novamente, em nenhum ponto da história é dito quem são os pais da moça, o que nos dá margens para algumas especulações. Teria sido ela o fruto de um experimento ou relacionamento proibido? Por que os outros deuses temem a simples presença de Priscilla a ponto de deixá-la no exílio?

Quanto ao Painted World of Ariamis, sabemos que ele tem um forte vínculo com Velka, a deusa do pecado (no sentido de julgadora e executora). Existem diversos itens e magias que fazem referência à deusa, além da presença de corvos, símbolo da divindade. Mas, até o presente momento, essa área era tratada como um lugar exclusivo. Agora que sabemos que existem mais de um Painted World, podemos brincar com algumas suposições sobre a origem desses lugares. Haveria mais mundos desse tipo? Seriam todos eles criados por Velka, com o propósito de servirem como prisões?

Estátua de uma mulher e uma criança, que fica na frente do corredor que nos leva a Priscilla. Estaria essa obra escondendo alguma mensagem?

Um novo pecado?

Em Dark Souls III, há um tipo de inimigo chamado Corvian, que pode ser encontrado em Road to Sacrifice. A princípio, eles surgem em uma forma humana, mas ao atacarem, criam asas (de corvos?). A descrição de suas armas, que são foices, traz algo interessante:
[tradução livre]: “Grande foice de almas desamparadas guiadas pelos hereges contadores de história. É dito que a própria Senhora do Painted World possui uma foice. (...)”.
Outro inimigo, o Corvian Storyteller, é descrito como alguém que conta histórias do Painted World para almas torturadas. E ambos são seres que não possuem um lugar para voltar.

Corvian Storyteller, uma alma perdida que conta histórias de Painted World
Até então, acreditávamos que tudo isso fosse uma referência à Priscilla. Mas, isso cai por terra com o trailer do DLC, que mostra uma mulher portando uma foice, provavelmente sendo ela a Senhora de Painted World of Ariandel. A identidade dela, contudo, ainda é um mistério. Pesquisando pela internet, encontramos pessoas que acreditam que ela poderia ser a própria Velka, sendo a deusa a grande chave para os mistérios da trama. Eu acho que esta seria uma hipótese plausível, mas, não me espantaria se existisse aqui um novo personagem.


Outro detalhe: Road to Sacrifice, único ponto do jogo onde Corvians são encontrados, era uma estrada usada pela Igreja das Profundezas para transportar pessoas até a catedral, para servirem de comida para Aldritch. De onde vem o interesse desses meio-corvos em um local com grande fluxo de pessoas? Estariam em busca de alguém especial? Ou de um caminho de volta? O primeiro trailer dá a entender que a entrada para Ariandel possivelmente será em Cathedral of the Deep, mas onde tudo isso se conecta, ainda é incerto.



Mesmo assim, a temática do pecado ainda parece permear esse novo mundo. Isso fica evidente com a criatura gigante, que aparece portando algo semelhante a um Lordvessel, repleto de uma substância similar ao líquido contido no Estus Flask. Em determinada cena do trailer ele está se chicoteando, como se fosse uma forma de autoflagelação. Mas, o que o teria levado a se punir daquela forma? A Senhora do Painted World parece ver essa figura como uma entidade superior, um líder de um culto. Pelo que nos foi mostrado no trailer, parece que a moça será o seu primeiro adversário na luta, e só depois você enfrentará o próprio monstro.

Gosto de supor que talvez esse ser gigante tenha alguma relação com a maldição dos undeads, embora ainda não se saiba especificamente qual seria essa ligação. O fato de ela carregar um lordvessel torna essa figura muito mais interessante de ser observada.

Uma das figuras mais estranhas apresentadas nesse DLC. Porque ele não larga esse recipiente? O que o faz tão importante?

Os protetores do legado

Toda essa história que contei anteriormente, pelo que foi exibido nos trailers, deve pertencer à segunda metade do DLC. A primeira parte parece estar reservada a um cenário aberto, todo repleto de neve. E, pelo que vimos até agora, terá alguma ligação com a Legião de Farron.

A Legião de Farron é responsável por manter viva a vontade de Artorias na luta contra o Abismo e eles contam com o lobo Sif como guia. Embora ainda não seja possível fazer uma relação direta entre os guerreiros da Legião e os novos inimigos, é razoável dizer que todos têm como objetivo comum seguir a doutrina do lobo. Aliás, a figura do animal é tão significativa aqui que matilhas de lobos podem te atacar durante a sua jornada. Será que estaríamos invadindo algum território proibido?

Mesmo depois de tanto tempo, os ideais de Artorias e Sif ainda persistem no mundo de Dark Souls. Mas por que novamente trazer esse tema na DLC?
Por fim, temos uma luta enigmática. Um personagem humano se coloca em nosso caminho. Podemos ver nos trailers que, durante a luta e sem muita explicação, um lobo gigante aparece. Não acredito que seja o mesmo Sif que enfrentamos em Dark Souls, mas talvez algum descendente. De qualquer forma, a missão desse novo lobo ainda é mais misteriosa do que a dos outros personagens abordados anteriormente.

---.

Vale reforçar que tudo o que foi dito aqui é especulação, baseada em algumas teorias e pesquisas externas. O resultado final da DLC pode ser bem diferente de tudo isso que mencionamos. Mas, sinceramente, uma das partes mais divertidas da série Souls é essa discussão sobre a trama. O que pode ser verdade e o que não pode? E para vocês, amigos leitores, o que acham que está por vir em Ashes of Ariandel? Lembrando que o DLC sai no dia 24 de outubro, para PC, Xbox One e PlayStation 4.

Revisão: Érika Honda
Flávio Augusto Priori é formado em design de jogos e tenta ganhar a vida com esse negócio chamado video game. Para ele Metal Gear é a melhor série já feita e ainda acredita na volta da SEGA. Escrevia para o saudoso Minha Tia Joga LoL e hoje pode ser achado no Facebook e no Twitter.

Comentários

Google+
Facebook


Podcast

Ver mais

No Facebook

Ver mais