Jogamos

Análise: Madden NFL 17 (Multi) é a mais real experiência com a bola oval

Novas mecânicas de jogo transformam o título no melhor de toda a franquia.


A popularidade da bola oval no país do futebol nunca esteve tão em alta. A cada nova temporada, cresce o número de brasileiros que começam a acompanhar de perto o esporte mais assistido nos Estados Unidos. O sucesso em território tupiniquim é tão grande que a NFL, entidade que organiza a liga, já cogita realizar alguns jogos no Maracanã. Outra prova da maior atenção que estamos dando à modalidade são as pessoas que acabam deixando FIFA ou PES um pouquinho de lado para dedicar algumas horas ao Madden NFL. A edição deste ano da franquia que transporta os touchdowns para os videogames chegou com interessantes novidades, capazes de fazer os jogadores sentirem na pele as dificuldades e emoções de levar seu time favorito rumo ao título do Super Bowl LI.


O título já impressiona antes mesmo de chegarmos ao menu de opções. Logo de início, é mostrada uma apresentação cinematográfica que retrata a partida de Wild Card que pode marcar a classificação dos Los Angeles Rams para os Playoffs. O time da casa enfrenta o Washington Redskins e está perdendo por 24 a 17. Faltando menos de três minutos para o final do quarto período, os visitantes estão prestes a cobrar um field goal que definirá o jogo. Porém, o chute é bloqueado e os Rams conseguem retomar a posse de bola. Nesse momento, a cena acaba e o jogador assume o papel do quarterback Jared Goff, com a missão de atravessar o campo inteiro, marcar o touchdown e depois acertar a conversão de dois pontos para virar a partida no finalzinho. Pode parecer muita tensão, mas essa é só uma pequena amostra do que te espera em Madden NFL 17.

Temos um jogo!

Um dos pontos positivos do título é a facilidade para os jogadores novatos se acostumarem rapidamente com as mecânicas. Fazia tempo que eu não me aventurava em uma partida de Madden e até havia me esquecido a função de cada botão. Entretanto, bastou poucos minutos no modo de treinamento para pegar o jeito. A curva de aprendizado é suave e os iniciantes têm a sua disposição cerca de 100 exercícios que ensinam desde o básico, passar e correr com a bola, até o mais avançado, fazer o quarterback alterar a jogada pouco antes do snap. Como são muitos comandos disponíveis, optei por fazer somente a primeira parte do treinamento e testar o que aprendi em algumas partidas de verdade, na menor dificuldade. Não demorou muito para as vitórias com placares dilatados aparecerem, com isso, voltei aos treinamentos para completar a segunda metade. Em menos de um dia, já estava vencendo jogos na dificuldade normal sem levar grandes sustos.
Além de aprender os comandos do jogo, o treinamento garante um troféu


Entretanto, isso não quer dizer que Madden NFL 17 seja voltado aos menos experientes. Ao passar para as dificuldades maiores, o desafio se torna intenso. As partidas que disputei no modo profissional mostraram-se complicadas e até poderia jurar que a inteligência artificial já sabia quando eu optava por passar a bola ou tentar o ataque terrestre. As defesas são muito bem postadas e complicam ao máximo o ganho de cada jarda. Já quando o adversário está no ataque, o quarterback consegue acertar passes inacreditáveis. Conseguir jogar de igual para igual nessa dificuldade é a experiência que simula com exatidão os obstáculos que devem ser superados em cada partida de futebol americano na NFL.

As principais inovações de Madden NFL 17 estão em sua jogabilidade. A maneira de executar o ponto extra após o touchdown foi completamente remodelada, com o objetivo de deixar o chute mais difícil, assim como acontece no mundo real depois que a NFL alterou as regras para essa jogada. Entretanto, confesso que não errei o alvo nenhuma vez em todas as partidas que disputei até agora. Os produtores precisam se esforçar um pouquinho mais para realmente deixar essa ação mais desafiadora. Também foram adicionadas novas mecânicas de bloqueio do chute, porém essa possibilidade deve ser usada com muito cuidado e precisão, já que quase sempre que tentei fazê-la, acabou resultando em falta no kicker.

Outras novidades da edição deste ano é que os jogadores têm mais opções na hora de carregar a bola, além de apresentarem movimentos customizados, dependendo de sua habilidade, tamanho e velocidade. Há ainda um novo assistente em tempo real que oferece dicas de quando usar os comandos especiais de carregamento de bola. Outro assistente ofensivo indica qual o melhor caminho no campo para seguir em uma corrida, esse segundo auxiliar está disponível apenas para níveis de dificuldade mais baixos.
Nova barra de execução do ponto extra / field goal

Para os jogadores de defesa, as novidades são menores, entretanto importantes. Os atletas desse setor podem receber instruções individuais para contra-atacar corridas terrestres. A cobertura de zonas de lançamentos adversários também foi completamente modificada, com oito novos tipos de jogadas inéditas na franquia. Todas essas alterações fazem a experiência de jogar com uma equipe ser completamente diferente de quando jogamos com outras. Sempre é mais fácil controlar os times com os melhores atletas. As alterações de jogabilidade estão presentes somente nas versões de Xbox One e PlayStation 4. No Xbox 360 e PlayStation 3, o gameplay continua praticamente igual ao de Madden NFL 16.

Não é uma transmissão de TV?

É difícil não confundir uma partida de Madden NFL 17 com as transmissões que acompanhamos pela TV. Os quadros que mostram os placares e tempo de jogo, as escalações das equipes e até a narração são similares ao que os canais de esportes mostram. Inclusive, quando o quarterback entra em campo para comandar o primeiro ataque do time são mostradas imagens reais dos atletas em ação. Até as propagandas, que aparecem constantemente na televisão, estão presentes no jogo. Entretanto, o lado positivo é que podemos pular essa parte de merchandising e focar somente na ação dentro de campo. Que bom seria ter essa alternativa também na vida real...

Graficamente, o título está muito bonito. O que mais chamou minha atenção foi o movimento dos torcedores nas arquibancadas e os detalhes dos estádios, como as mensagens que aparecem nos telões. Outras características que podem passar despercebidas para os menos atentos, também me surpreenderam positivamente, com destaque para as chuteiras, luvas e toalhas dos jogadores na cor rosa quando as partidas acontecem em outubro. Nesse mês, a NFL anualmente participa da campanha outubro rosa, para prevenção do câncer de mama, e os atletas realmente usam equipamentos com essa tonalidade.
Chuteiras e luvas rosas

Dependendo da época do ano, o gramado apresentará condições distintas que influenciam diretamente o desenrolar do jogo. Nas partidas que ocorrem em dezembro, o verde da grama dá espaço ao branco da neve, fazendo com que os atletas escorreguem e tenham maiores dificuldades para receber os passes vindos dos quarterback. Quando encontrei tal condição climática, acabei optando quase sempre pelas corridas terrestres para evitar as interceptações, que costumam acontecer bastante no inverno.

O principal problema de Madden NFL 17 está na movimentação dos jogadores, que parece travada em alguns momentos. Também é bastante comum ver as pernas de alguns atletas atravessando o peito de outros quando a bola está sendo disputada no chão. A física anormal está presente ainda nas redes que ficam atrás das balizas no momento do field goal, quando a bola oval acerta esse tecido, quase sempre o movimento é surreal. Além disso, as trombadas entre os atletas, que são bastante violentas na televisão, não parecem ter a mesma intensidade no jogo.

Seu caminho rumo ao topo

O principal modo de Madden NFL 17 é o de Franquias, em que o jogador escolhe seu time preferido e deve levá-lo ao sucesso. Porém, o desafio não acontece somente dentro do campo. É preciso negociar contratos com os atletas, preparar treinamentos específicos em função de cada adversário e melhorar os atributos da equipe com os pontos recebidos ao final de cada partida. Para os mais preguiçosos, é possível automatizar toda a parte burocrática e focar somente na ação com a bola oval. Por outro lado, também conseguimos apenas participar da parte gerencial e deixar que a atuação do time aconteça de maneira automática. As alternativas não param por aí, também existe a opção de controlar o time somente nas jogadas decisivas, nos momentos de ataque ou nos de defesa.
First down, dear
Essa vasta gama de escolhas acaba se mostrando positiva. Em minha experiência acabei jogando as primeiras partidas completas. Quando já estava garantido nos Playoffs, optei por deixar o time no automático para acelerar o processo. Voltei a ter controle sobre os jogadores nas disputas finais rumo ao título do Super Bowl.

Outro modo de jogo é o Ultimate Team, em que montamos nosso próprio time com as cartas de cada atleta. As figurinhas são conseguidas através de pacotes recebidos por cumprir determinadas missões no jogo, ou então, pela compra ou troca com os demais jogadores. Esse mesmo modo de jogo também existe na franquia FIFA e as mecânicas são bastante similares. Para se dar bem no Ultimate Team, é interessante ter conhecimento sobre as habilidades dos atletas da NFL para encontrar com maior facilidade as peças que faltam para completar o elenco. Há ainda as partidas online, onde é possível medir forças com competidores de qualquer parte do planeta.

Nova paixão nacional

Com potencial de agradar tanto novatos quanto os mais experientes, Madden NFL 17 é o capítulo mais completo da franquia e o que proporciona a melhor simulação do ambiente do futebol americano. Quem é fã do esporte deve, pelo menos, experimentar o título que consegue te colocar ao lado de estrelas como Tom Brady, Von Miller e Antonio Brown.
We are the champions!!

Prós

  • Novatos podem assimilar os controles sem maiores problemas;
  • Nível de desafio facilmente ajustável de acordo com a habilidade do jogador;
  • Modo Franquia oferece profunda experiência no universo da NFL.

Contras

  • Problemas com a física do jogo;
  • Movimentação dos atletas é travada em determinados momentos;
  • A troca na maneira de chutar o ponto extra não foi capaz de tornar a ação mais complicada.
Madden NFL 17 — PS4 / XBO / PS3 / X360 — Nota: 9.0
Plataforma utilizada para análise: PS4
 Revisão: Ana Krishna Peixoto
Vinicius Veloso é jornalista e obcecado por games (não necessariamente nessa ordem). Seu vício começou com uma primeira dose de Super Mario World e, desde então, não consegue mais ficar muito tempo sem se aventurar em um bom jogo. Está no Facebook ou Twitter.

Comentários

Google+
Facebook


Podcast

Ver mais

No Facebook

Ver mais