CEO da divisão de cinema da Ubisoft funda novo estúdio

Jean-Julien Baronnet deixa seu cargo na Ubisoft Motion Pictures para inaugurar empreendimento próprio, chamado Marla Studios.


Jean-Julien Baronnet, produtor da adaptação de Assassin’s Creed para a telonas estrelada por Michael Fassbender, deixou seu cargo de CEO da Ubisoft Motion Pictures que ocupava há cinco anos para fundar seu próprio estúdio. Seu novo empreendimento, chamado Marla Studios, se especializará em filmes baseados em videogames.


Segundo Baronnet, seu estúdio já entrou em conversas com desenvolvedoras e publishers e deve começar a produzir sua primeira película em 2017. Questionado sobre o que é preciso para levar um game à tela do cinema, o produtor discorre:

Produzir uma adaptação de video game é um processo especial que não apenas exige know-how de produção audiovisual, mas também um profundo entendimento dos valores de jogadores e do processo criativo de um jogo. A chave de tudo é ter uma relação próxima com game designers e trabalhar com eles nos ângulos-chave de criação para se aproximar o quanto for possível do DNA do game.
A Marla Studios deve atuar em três frentes junto dos estúdios de jogos: trabalhar para se chegar em um consenso acerca da direção artística da adaptação, negociar com os estúdios de Hollywood um contrato que dê às desenvolvedoras poder de decisão sobre os filmes e estabelecer um processo de criação coletiva que envolva as pessoas relevantes à criação do game adaptado.

Baronnet acredita que o momento é propício à expansão desse gênero por acreditar que o público está cansado de filmes de super heróis. Os números, no entanto, não favorecem seu ponto de vista: Enquanto Capitão América: Guerra Civil rendeu um bilhão de dólares aos cofres da Marvel, a versão de Hitman para o cinema não chegou à marca dos 85 milhões.

Fonte: GameSpot
 
Luiz Roveran é mestrando em música pela UNICAMP. Busca em sua produção promover a interdisciplinaridade entre os games e outras mídias, como o cinema e a literatura. É um dos fundadores do Pulo Duplo, toca com o Co-Op Players e é ostensivamente são-paulino.

Comentários

Google+
Facebook


Podcast

Ver mais

No Facebook

Ver mais