Hands-on

ABZÛ (Multi) é esquisito, mas esconde um profundo potencial

Experimentamos o enigmático e interessante jogo submarino do criador de Journey e Flower.

ABZÛ, num primeiro olhar, é um simulador de mergulho. Porém, com menos de 10 minutos de demonstração de gameplay vimos que pode ser um jogo com forte potencial em exploração, com gráficos muito bonitos e com estilo de arte único. Confira o que achamos desse esquisito jogo ao testá-lo na E3 2016!


O jogo está em fase final de desenvolvimento pela Giant Squid, estúdio criado em 2013 e fundado pelo diretor de arte de jogos indie de grande sucesso: Journey e Flower. Não é à toa, portanto, que o jogo seja descrito mais precisamente como “Journey debaixo d’água” (inclusive pelo representante da Sony que estava apresentando a demo). Há, assim, muitas premissas similares entre tais títulos: tratam-se de games com grande foco na exploração, personagens mudos e longos períodos sem aparição de inimigos.


ABZÛ consegue se diferenciar bastante dos títulos anteriores do seu criador pelo seu cenário, onde o jogador interage com peixes de variados tamanhos e espécies, águas-vivas e arraias. Todos eles são bem organicamente implementados, encorajando o jogador a explorar e ver tudo. Há também a iminência muito destacada de um tubarão que cercava a curta área da demo.
O oceano não é tão seguro assim!
O fato de ser na água possibilita que o jogador se movimente livremente também no eixo vertical, o que traz uma área explorável ainda maior. Por outro lado, isso requer que o jogador se acostume aos poucos com os controles e câmera nesse cenário, similar a fases de água em jogos de plataforma 3D clássicas.

Diferentemente de Journey, ABZÛ se passa em um universo já conhecido (o mar). Apesar disso, os desenvolvedores não se prenderam a uma retratação realista do cenário. O jogo traz algumas surpresas: em nossa curta demo (cerca de 10 minutos), vimos templos enigmáticos, aliados artificiais (um deles opcional) parecidos com drones e, no final, um ambiente mais surreal em que o jogador mergulha por cima d’água, como se houvesse um mar acima do mar.
Sempre parece haver algo novo para descobrir
A julgar pela demo, certamente ABZÛ tem muito potencial de se tornar mais um excelente jogo do gênero adventure, cobrando do jogador alto investimento emocional e uma experiência relaxante e inspiradora. Resta saber se o restante da campanha conseguirá manter o ritmo de surpresas e exploração engajada da demo. O jogo será lançado para PC e PS4 em 02 de agosto de 2016.

Impressões de Ulisses D'ávila
Revisão: Ana Krishna Peixoto
Capa: Rafael Neves

Rafael Neves é estudante de psicologia na UFBA e planeja ingressar no mundo da literatura como escritor. A paixão por videogames e a vontade de escrever unem-se na experiência como jornalista do ramo. Também trabalha em sua HQ virtual. Encontre-o no Facebook.

Comentários

Google+
Facebook


Podcast

Ver mais

No Facebook

Ver mais